auravide auravide

A Solidariedade e o Natal

por Guilhermina Batista Cruz

Publicado dia 23/12/2008 em Espiritualidade

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp


Com a chegada do Natal e a proximidade do final do ano, ficamos tocados pelas vibrações emitidas do plano espiritual pela comemoração do nascimento de Jesus, e nos tornamos mais solidários, mais caridosos e compreensivos. O mundo espiritual sempre emana vibrações de amor e de tudo o que pode nos ajudar para nossa evolução no decorrer do ano. Eles estão sempre trabalhando, protegendo e nos ajudando em todos os momentos da nossa Vida.

É que os eflúvios de amor emanados durante o mês de dezembro são tão intensos que nós sentimos essa energia de amor de modo mais forte, porque estamos com os nossos corações mais abertos. E assim, a espiritualidade encontra campo mais favorável para nos tocar e nos mostrar como deveríamos agir o tempo todo em nossa passagem aqui na terra.

Apesar de sempre tocarmos nesse assunto, nunca é demais quando se trata da melhoria interior, da nossa reforma íntima Necessitamos do esforço libertador da reforma íntima para que possamos ser, um dia, os verdadeiros discípulos do Mestre. Nós, que tantas vezes dele nos afastamos em pensamentos e atitudes.

O mundo atravessa dias difíceis e, desligados da origem divina, nos esquecemos de que a Fraternidade é a grande força aglutinadora, unindo-nos e fazendo com que nos voltemos de alma e espírito em direção ao sofrimento de nossos irmãos.
Deveríamos sim, proceder durante todo o tempo da nossa vida, como procedemos durante o mês de dezembro. Já pensou como tornaríamos o nosso mundo bem melhor, mais humano e fraterno? O nosso próximo, menos favorecido, poderia ter sua situação e dificuldades suavizadas.

É preciso que procuremos fazer sempre mais, dentro do bom senso, para ajudar a minorar a infelicidade que se abate sobre milhões de criaturas necessitadas de recursos e da orientação correta. Quem ganharia com tudo isso, senão nós mesmos? Ajudando o nosso próximo, fazendo com os outros aquilo que gostaríamos que fizessem conosco, como disse o nosso mestre Jesus, nos levaria a uma sociedade mais justa, com menos desigualdades sociais e menos violência.

E tudo isso só depende de nós. Basta querermos. Os grandes Fortificantes para esses males são a Fé e a Prece, dupla infalível contra todos os perigos. Necessitamos nos unir para que o Natal tenha a sua devida importância e não se transforme, pela vaidade e egoísmo, numa festa sem sentido, de incompreensão e desamor. Jesus, o maior exemplo de todos os tempos, nos deixou grandes ensinamentos em seu evangelho de amor.

Mostrou ao mundo o que é o verdadeiro sentido do amor ao próximo, exemplificando com o perdão das ofensas e muitas outras coisas, como deve proceder aquele que se norteia pelo amor universal. “Amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmo”. Eis a verdadeira Lei do amor. Que Jesus nos ilumine e nos dê forças para agir de acordo com os mandamentos da Lei Maior.

Paz e Luz a todos.

Texto revisado

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp
  estamos online

Gostou deste Artigo?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 8

foto-autor
Autor: Guilhermina Batista Cruz   
Visite o Site do autor e leia mais artigos..   


Veja também
artigo Treinando a não-mente
artigo Horário
artigo Ativação dos sentidos interiores
artigo Amigos extrafísicos

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.


auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa