auravide auravide

Abençoada chuva de Amor!



A chuva caía forte lá fora*! E caía também, muito além!
Enquanto a chuva caía, dezenas de pessoas que mendigavam na espiritualidade foram tratadas.
A chuva caía sobre seus corpos extrafísicos cobertos de lama, sobre seus cabelos compridos e suas roupas esfarrapadas.
Suas almas eram lavadas enquanto a chuva caía, e eles nem percebiam!
Enquanto a chuva caía, a lama era levada! Descia da cabeça para os ombros, escorria pelo tronco, pelos braços e pelas mãos. Limpava o peito, lavava o abdômen, escorria pelos pés.
Enquanto a lama escorria, uma bola de luz brilhante surgia no alto das cabeças destas pessoas atordoadas, desorientadas.
Dos seus olhos lágrimas vertiam não de tristeza, mas sim de alívio e de alegria.
Rostos femininos desfigurados, cabelos despenteados e mal cheirosos ganhavam brilho, esperança e maciez.
Rostos masculinos assustadores, magros, cobertos por barbas compridas e sujas, ganhavam fisionomia de alivio e renovação.
Mãos de unhas grandes e retorcidas, sujas de terra, pouco a pouco eram transformadas em mãos normais.

Conforme a chuva caía, olhos sem vida ganhavam pouco a pouco brilho e vitalidade!
Essa não era uma chuva normal, que vinha das nuvens do céu! Essa chuva vinha do mais alto, vinha das estrelas, vinham de mais além! Eram gotas de compaixão!
E estas pessoas molhadas choravam felizes, renovadas! E eu chorava junto com elas!
Todo ambiente nebuloso, imundo e mal cheiroso foi transmutado em um lugar maravilhoso.
Onde antes corria um rio de lama fétido, agora havia um córrego de águas cristalinas e flores!
Amparadores se fizeram visíveis, abraçaram estas pobres criaturas e os levaram para uma nova vida recomeçar.  Abençoada chuva de amor e de luz!

*Este texto descreve o tratamento espiritual a pessoas que deixaram seus corpos físicos, mas não se desapegaram da vida material, dos laços de vingança e de amargura, não se libertaram da dependência química e da baixa-estima. Todos foram recolhidos e encaminhados para continuidade do tratamento em algum posto de socorro espiritual. As vibrações amorosas emanadas por nós que lá estávamos, envolvidos pela energia do mantra OM NAMO BHAGAVATE VASUDEVAYA (um dos mantras de evocação ao amor de Krishna), entoado ao vivo e a cores pelo Músico Aurio Corrá.

Esta cena foi visualizada pela clarividência, durante trabalhos de assistência espiritual do Grupo de Estudos do IPPB – Instituto de Pesquisas Projeciológicas e Bioenergéticas em São Paulo – SP, conduzido pelo Prof. Wagner Borges, em 14.03.2018, por Iris R. Fernandes Poffo.

Texto Revisado

Publicado dia 28/3/2018
  estamos online

Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 18



foto-autor
Autor: Íris Regina Fernandes Poffo   
Bióloga, espiritualista, terapeuta holística e escritora.
E-mail: irisp@uol.com.br, irisrfp@gmail.com | Mais artigos.

Veja também
© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade











auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa