auravide auravide

PUNGENTE











Quebro-te minha flauta de jade.
Silenciam nossas canções alegres no teu bojo
e a relva brilha nas pequenas estrelas verdes
que nasceram de ti.
Por que tocar agora?
Por que entristecer-te?
Se não posso celebrar-te
que não te alcance a dor.
Na festa dos poentes, sempre, regressarás
como saudade!


A Flauta de Jade- Ed.Alcance-P.A.-1999

ILUSTRAÇÃO: FLAUTA DE JADE
Stanton Macdonald-Wright(1890–1973)


Publicado dia 5/6/2004
  estamos online

Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 7




Veja também
© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade










horoscopo

auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa