auravide auravide

AJUDA-TE E O CÉU TE AJUDARÁ


Facebook   E-mail   Whatsapp

Às vezes, na travessia de um longo período de deserto em nossas vidas, nos sentimos desorientados, fracos e confusos. Esta confusão acaba por gerar mais e mais crises em nosso caminho e afastar qualquer possibilidade de nos vermos verdadeiramente em nossos potenciais. Esquecemos que o que vivemos é parte de escolhas que fizemos em algum ponto de nosso caminho e que hoje exige de nós presença de espírito e perspicácia para encontrarmos forças e soluções de nossos problemas.

Perdemos muito tempo olhando para fora de nós mesmos, de nossos verdadeiros propósitos, de nossas verdadeiras escolhas, vivendo vidas completamente desconectadas de seu verdadeiro propósito, tudo isto, gera uma grande alienação de seus potenciais e das possibilidades que a vida tem a oferecer.

Vivemos completamente alienados de nós mesmos na ignorância de nossos potenciais e também robotizados por programas de vida sem sentido algum, porque delegamos aos outros a significação de nossas histórias. Penso na vida como um trilho de trem, por onde corre o nosso destino. Manter-se nos trilhos da vida é uma exigência de grande mestria e de vida desperta. Podemos pensar cada trilho como duas competências a serem desenvolvidas na vida, uma delas é a nossa inteligência concreta, racional, que nos adéqua a normose da vida. Outro é a inteligência subjetiva, espiritual, que transcende o tempo espaço comum e nos eleva em significado.
É muito comum vermos pessoas que desenvolvem mais um trilho do que outro, sem conseguir o desenvolvimento equilibrado dos dois caminhos que correm juntos, paralelos, e quando isto ocorre o trem do destino interrompe seu curso e ficamos parados em nosso desenvolvimento e em nossa auto-realização, caindo no vazio da depressão ou do cinismo.

O que nos levou a viver os problemas que estamos vivendo? Onde e por quem fui ferido em minha trajetória de vida?
Na maioria das vezes temos muitas respostas para estas perguntas, mas nunca conseguimos perceber que as nossas problemáticas de vida são oriundas da grande dificuldade que temos de usar a verdade a nosso favor, estamos sempre fantasiando acerca de nós, dos outros, vivendo na ilusão e quando a vida é estruturada em fantasias, um dia elas são obrigadas a caírem na verdade e não conseguimos lidar com a verdade de nossas deficiências e escolhas que nem sempre estamos prontos, maduros para lidarmos com elas. E passamos a acusar os outros e o mundo por nossos fracassos e frustrações, porque nos ensinaram que a verdade dói e nisto entendemos que é melhor vivermos de brincadeira, sem encararmos a verdade da vida.

Todo trabalho de auto-ajuda começa na assepsia da vida com o sabão da verdade, já dizia o mestre da Galileia: “conhecereis a verdade e ela vos libertará”. Este é o sabão da assepsia de nossas feridas e mazelas, com o qual podemos curar as nossas dores mais profundas e nossas feridas purulentas. Quanto de nosso sofrimento é por vezes fruto das mentiras que aceitamos e da verdade que não queremos ver em nossas relações, escolhas e situações da vida? Estamos sempre atribuindo aos outros a responsabilidade por nos fazer felizes e completos, por nos curarem ou nos mostrarem o caminho, e caímos numa teia de jogos e manipulações porque deixamos a cargo de outrem o essencial de nossas vidas que é o nosso poder pessoal de escolher, de errar, de acertar, porque não queremos assumir responsabilidade por nossas escolhas na vida.

Metemo-nos num emaranhado de problemas e queremos rogar ajuda aos céus e caímos em revoltas porque achamos que uma porção mágica vai cair do alto e nos libertar de nossos problemas. Compramos nossos problemas a prazo sem ver o preço, e pagamos a conta hoje do que foi prazer ontem. Vivemos a vida como um adolescente que ganha um cartão de crédito dos pais, mas que não foi responsabilizado pelo uso dele, e passamos a comprar um problema atrás do outro até nos vermos comprometidos com nosso crédito na praça, endividados, com a conta que não sabemos quem vai pagar pelas nossas escolhas e erros?

“Ajuda-te e o céu te ajudará”, esta é a máxima do Cristo que nos chama a atenção a nossa responsabilidade na vida para lavarmos os pratos que comemos neles, para limparmos a merda que fazemos na vida e esperamos que os outros limpassem. Vivemos na sociedade da irresponsabilidade e do desperdício. As pessoas se preocupam com fantasias como o fim do mundo e não caem na real que o que está acabando, destruindo-se é a nossa civilização, viciada na mentira da facilidade e no paternalismo que deposita no outro a responsabilidade que é sua.

É sua a responsabilidade de separar o lixo da vida, reciclá-lo, de pô-lo pra fora. Comece por ouvir suas queixas e a transformá-las em soluções, em sair da sua posição de vítima e assumir a responsabilidade por se colocar no lugar que você julga merecer. Esta é uma atitude revolucionária que mudará sua vida e a vida ao seu redor. Mude de atitude com a vida que a vida se revelará a você em suas riquezas e possibilidades, seja o agente de sua própria cura e transformação.

Namastê!

Texto revisado

Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 67


estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

foto-autor
Conteúdo desenvolvido por: Paulo Rubens Nascimento Sousa   
PSICOTERAPEUTA JUNGUIANO, ATUA COM HOMEOPATIA, TERAPIA FLORAL E FITOTERAPIA. PROFESSIONAL E SELF COACHING
E-mail: [email protected] | Mais artigos.

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Espiritualidade clicando aqui.

Veja também © Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade










Receba o SomosTodosUM
em primeira mão!
 
 
Ao se cadastrar, você receberá sempre em primeira mão, o mais variado conteúdo de Autoconhecimento, Astrologia, Numerologia, Horóscopo, e muito mais...


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2022 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa