Autoconhecimento Autoajuda e Espiritualidade
 
auravide auravide

Amor único

por Bernardino Nilton Nascimento
Amor único

Publicado dia 23/10/2012 em Espiritualidade

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp


Assim como o amor de Deus constitui o desenvolvimento de cada um de nós e do mundo, do mesmo modo, ele é constituído pelo amor da humanidade. É no amor divino onde acontece a última fase do desenvolvimento do ser humano. É nele onde o amor de todos os seres, com amor simples de Deus, comunga.

O amor de Deus, que engloba a tudo e a todos os seres e tudo o que é da criação, não se diferencia do amor que devemos sentir pelos nossos irmãos seres humanos, seja ele da família ou não. O que eleva cada um de nós é o amor pela humanidade.

A unidade universal é vivida e presenciada por Deus, e não pelo amor isolado individual a cada um de nós. Ele está deixando nos aprimorarmos para desenvolvermos um só amor. É esse amor divino que passa pelos nossos corações para ser unido em um só,  a do amor universal. Por estarmos acima de tudo, devemos nos dirigir ao que é, ao mesmo tempo, mais universal e mais profundamente pessoal no próximo. A nossa relação é uma vocação divina, e não temos como escapar disso com facilidade. Será mais fácil sair do mundo das agonias e tristezas pelo conhecimento das leis divinas, do que escapar delas.

Sendo a unidade no todo, quando aprendermos que o amor de Deus e o nosso são únicos, seguiremos livres e voluntariamente vivendo neles. No amor, a solidariedade humana nunca será uma angústia. Sentiremos no amor único a necessidade de crescimento de cada um. Devemos sentir e ajudar ao próximo pelo amor, pela evolução, e não pelo sentimento mesquinho da pena. A pena é um sentimento que não mora em nossos corações. Ela é fruto somente dos nossos pensamentos.

O centro de tudo, a medula de todos os seres humanos, está no coração, no amor único, presente em cada um de nós. Nascemos com esse DNA de Deus não somente aqui, mas lá no início de tudo, no qual o segredo dessa existência é revelado a cada um que chega ao topo da pirâmide do crescimento humano. E ninguém lá chegou sem o amor à humanidade.

Mesmo por trás dos muros visíveis da crueldade humana, ninguém fica isento de praticar uma caridade fraterna e autêntica do coração, pois nenhum ser humano permanece alheio ao impulso do amor único e da força da energia e da atração do coração de Deus. É mesmo visível a existência de seres humanos que se colocam fora desta energia divina. Porém, cabe a nós somar e energizar pelo amor único a todos, para que esse amor vire a centelha que irá clarear o que já existe em todos nós, que é a compaixão e a gratidão.

Todo ser humano que ama verdadeiramente seu próximo obedece a uma voz que é mais santa do que ele mesmo. Algo que merece o devotamento total e o dom sem reservas. Mas somente o que sente o amor único, percebe que mora no coração de Deus, o qual consegue enxergar e prever as alegrias e seus sofrimentos, antecipando, de coração, os passos que devem ser dados para a libertação dos nossos irmãos das garras da ignorância e do descrédito.

O coração reflete, conscientemente, o brilho cristalizado de outro coração. Usamos esse dom do coração para alimentar nossas almas com amor de Deus. Toda nossa fé e todo nosso crescimento espiritual e material, também estão no sentimento deste mágico amor divino. Com o nosso coração iluminado, viveremos numa plenitude de prazer constante pela vida, pois tudo caminha para que os nossos sonhos e desejos dêem certo. Quando abrimos o coração para doar o nosso amor, como para receber o amor de Deus, saberemos que não há diferença entre um e outro. 

O coração sobre o véu da fé,  caminha de imediato e misteriosamente para alegria, realiza-se o encontro que nos eleva ao ponto mais alto das emoções. O encontro de cada pessoa, em comunhão pelo amor com as outras pessoas, com seu amor e o amor de Deus. Nele, se acumula a tensão da expectativa do amor, que fará, um dia, despontar a centelha que iluminará o céu e a terra. Se o sentido único de todas as coisas e de todas as possibilidades da criação consiste em ajudar a humanidade, em amadurecer a fé até o juízo final, este sentido é realizado na medida em que elas são reconhecidas dentro do coração. Por ele, todas as forças que constroem a nossa aura são purificadas pelo amor divino, reunidas e libertadas para servir à verdadeira unidade do amor.

O mundo todo, liberto dos dogmas, dos vícios, pode ser considerado como uma construção da imagem de Deus, pois ele representa a evolução do universo, o amor único por todas as criaturas de sua criação.

BNN



Texto revisado

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp
  estamos online

Gostou deste Artigo?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 135

Sobre o Autor: Bernardino Nilton Nascimento   
"Não seja um investigador de defeitos, seja um descobridor de virtudes"./ "Quando a ansiedade assume a frente, as soluções vão para o final da fila"./ "Quando os ventos do Universo resolve soprar a favor, até os erros dão certo". BNN
E-mail: [email protected]
Visite o Site do autor e leia mais artigos.


Veja também
artigo Transcomunicação Instrumental
artigo A liberdade de ser
artigo Você sabe quais os benefícios de um atendimento de radiônica?
artigo Do Oran Mor aos corações apaixonados pela Luz

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.





horoscopo


auravide

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa