Autoconhecimento Autoajuda e Espiritualidade
 
auravide auravide
Home > Espiritualidade
As coisas sempre foram entre você e Deus

As coisas sempre foram entre você e Deus

por Tatiana Ito Coimbra
Facebook   E-mail   Whatsapp


Tentamos em nossos íntimos alcançar a manutenção de um mundo perfeito. Mas que mundo perfeito é esse? Os ditados pela moda, pela sociedade, ou um desejo íntimo? Ainda não temos o ansiado futuro. Temos somente o presente, este momento. Portanto, é neste momento que poderemos tentar pensar, falar, agir e reagir o melhor possível, porque cada pequeno momento passado nos transformou no que somos hoje.

Vejo Maya ou nossa realidade física como um espelho disforme que reflete uma centelha Divina individualizada em uma imagem terrena, que perdeu a conexão com a fonte quando agregou a maldade na Divindade. A única forma de se experenciar a maldade é tê-la em si, analisando o que cada acontecimento gera em nós, como nos sentimos em relação ao mundo, bem ou mal? Se é mal, por que é assim? E ao mudar a reação que esse motivo causa pode-se transformar tudo em bem? É no mundo interno que a realidade começa a se manifestar para nós. Então, é onde deverá ser trabalhada inicialmente, visando chegar àquela realidade primeira, a verdadeira. Isto quer dizer que, sem chegar a este nível de realidade não existe meios vivermos em um mar constante, sereno e feliz, eternamente, porque ainda estamos sujeitos a muitas Leis de Deus. A maioria ainda não consegue sequer imaginar como é possível reger um universo físico com algumas leis não físicas, imagine, então, com um sentimento, apenas.

Todas as Leis de Deus são subservientes à Lei do Amor e, para que ela se torne a única Lei a reger nossas vidas, é necessário que o ser humano mereça este privilégio, algo para muito poucos encarnados aqui na Terra. Depois deste aprendizado, do retorno ao Reino do Pai (ser ungido pelo Espírito Santo, alcançar o Nirvana, atingir a Consciência Cósmica), a reencarnação não é mais necessária, porque alcançamos o destino da consciência individualizada, sendo assim, todo o sofrimento criado por nós se extingue.

Mal e bem são tão relativos. Achamos que somos tão bons, que os outros são tão piores. Mas aquém de nossas expectativas está a verdade. E, graças ao esforço diário nas últimas vidas não somos assassinos, pedófilos ou ladrões. Mas temos dentro de nós o mal que fofoca, que julga, viciado, egoísta, vaidoso, apegado ao material, o mal que atrai o mal, do meio externo, de espíritos obsessores, de outros encarnados, os acidentes, as doenças.

Por este motivo, quem aponta os defeitos dos outros precisa reconhecer o mal dentro de si, que pode existir em menor grau, mas existe. O mal não é deste mundo, ele habita dentro de nós. E não importa o que o outro, a humanidade, a Terra, faz contigo, o importante é o amor. As ações individuais que nos mantêm como demônios bestiais ou anjos celestiais. "No final das contas, você vai entender que as coisas sempre foram entre você e Deus".

Texto revisado
Consulte grátis
Mapa Astral   Tarot   horoscopo




Gostou deste Artigo?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 12
Atualizado em 13/12/2011

Veja também
artigo A resiliência pode ajudá-lo a superar a crise
artigo Só o agora importa
artigo Você sabe quem é quem na trama familiar da mãe abusiva?
artigo Coração Ardente

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




horoscopo


auravide

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa