auravide auravide

Buscando o Imensurável


Facebook   E-mail   Whatsapp

Vivemos dentro de uma matriz que é uma forma cultural controlando todos os nossos pensamentos, palavras e ações. A matriz impede que nossa essência divina, que é o nosso verdadeiro ser, possa emergir para vivenciar a plenitude do universo original. O ego, por mais virtualizado que seja, deve chegar ao ponto ômega em que compreende que ele é um produto, uma sombra, um pó.

O ponto ômega do ego é quando ele atinge a sabedoria egótica que é o ato de compreender que ele deve morrer para que a semente divina em nós possa aflorar. Enquanto o ego não atingir o ponto ômega ele fica inconsciente de sua estrutura virtualizada e vivencia plenamente sua emersão na matriz.

O ponto ômega é a compreensão que todos os pensamentos, palavras, sentimentos e ações estão relacionados com o contra-movimento ou vivência plena na artificialidade, sendo necessário o morrer, o desaparecer para esse mundo plenamente artificial.

No ponto ômega, o ego devido ao entendimento que sua natureza e o mundo em que vive são artificiais, assume os seguintes posicionamentos.

Primeiro: procura conhecer a relação existente entre matriz e ego e quanto mais nítido é esse conhecimento maior é a sua decepção em existir.
Segundo: o ego escolhe um estilo de vida que possa viver com a menor tensão possível.
Terceiro: sente-se e procura aquietar o corpo e a respiração ao máximo.
Quarto: procura não pensar em nada se tornando uma tábula rasa ou uma folha de papel em branco nulificando todo conhecimento, buscando o vazio absoluto.

No vazio absoluto, a consciência, que é o nosso verdadeiro ser, inicia seu processo de despertar ou manifestar-se. Agora, temos no interior do corpo um ego que se nulifica e uma consciência que emerge. Nesse viver dualístico ocorre uma morte cada vez mais profunda do ego resultando o seu desaparecimento e a consciência emergindo.

A consciência, substituindo o ego, é o ser verdadeiro que inicia sua trajetória em direção ao infinito, sendo que a condição inata desse ser é a paz profunda ou o eterno êxtase devido sua comunhão com o Logos.

Texto revisado
Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 4


estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

Conteúdo desenvolvido por: Marcos Spagnuolo Souza   
Visite o Site do autor e leia mais artigos..   

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Espiritualidade clicando aqui.

Veja também © Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade










Receba o SomosTodosUM
em primeira mão!
 
 
Ao se cadastrar, você receberá sempre em primeira mão, o mais variado conteúdo de Autoconhecimento, Astrologia, Numerologia, Horóscopo, e muito mais...


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2022 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa