Home > Autoconhecimento

Como lidar com minha sombra?


por Viviane Draghetti

Como lidar com minha sombra?

Segundo a psicologia analítica de Carl Jung, o arquétipo de sombra representa o nosso lado mais obscuro, aqueles aspectos negativos inconscientes da personalidade que não aceitamos em nós mesmos e, consequentemente, projetamos no outro.
Culturalmente, fomos ensinados desde cedo que é feio, é errado ou até mesmo "pecado" não ser bom com as pessoas, e demonstrar aspectos negativos de nosso ser. Assim, os reprimimos e fingimos que somos apenas "luz", apenas pessoas boas, que queremos somente o bem.

Porém, somos luz e sombra, temos aspectos da personalidade positivos, mas também uma parte da nossa alma sombria, que negamos e rejeitamos, com vergonha. Ao reprimir o lado sombrio, o projetamos no outro, desprezando e nos revoltando com os "defeitos" e traços de caráter vistos no externo.

Portanto, tudo que não tolero e desprezo no outro também está dentro de mim, de alguma forma, ou seja, é uma parte minha que rejeito; assim, se não aceito em mim, impossível aceitar no outro.
Todo julgamento, tudo que vemos de feio no mundo e criticamos, de certa forma, também está no nosso interior, pois se somos um Universo, temos todas as facetas em nosso ser.
Integrar a sombra é um processo doloroso que exige sinceridade, pois enquanto não aceitarmos nosso lado sombrio, não somos inteiros, completos, e é impossível despertar o pontencial máximo. E não é apenas aceitar os defeitos superficiais, mas os mais profundos e considerados "horríveis", "inaceitáveis".

Quando excluímos um aspecto negativo nosso, mais poder damos a ele e atraimos constantemente pessoas que demonstram esse traço de caráter. O Universo está nos mostrando quem somos o tempo todo através dos espelhos (pessoas que cruzam nosso caminho e criticamos) e também nos auxiliando a integrar todas as nossas partes, inclusive a sombra que é necessária neste mundo dual.
E é ilusão achar que sentimos raiva das pessoas, sentimos raiva de nós mesmos, por não aceitar uma faceta da nossa alma, que, embora negativa, existe e precisa ser amada e acolhida.
Algumas vezes, mostramos uma máscara para o mundo totalmente contrária ao que realmente somos, que é uma forma de proteção inconsciente: se eu tenho a necessidade de mostrar somente meu lado caridoso, bom e gentil, de forma insistente, estou, na verdade, escondendo de mim e dos outros, o egoísmo, que é natural e todos possuem, em diferentes graus, admitindo ou não. Assim, como a inveja, o ciúme, a raiva, o ódio, o amor, a alegria.

Quando não tolero a raiva dos outros, reprimo a minha; a agressividade extrema pode esconder uma sensibilidade; a alegria e euforia permanentes, uma tristeza não olhada; a insegurança vem disfarçada de arrogância, ou seja, manifestamos um comportamento, mas o extremo oposto também está dentro de nós. Somos tudo!!

Da mesma forma, as potencialidades e qualidades que vejo e admiro nas pessoas à minha volta também estão adormecidas dentro de mim, temos muita luz, porém, sem integrar a sombra, acreditamos que essas qualidades estão apenas fora, no externo, nos vemos sem força de ação.

Para integrar a sombra, precisamos nos olhar com amor e crueldade e perceber que tudo que desprezamos no outro são aspectos nossos não admitidos. Afinal, por que sentiríamos tanta revolta com algo externo se não nos pertencesse?

Ao ver comportamentos e traços de caráter negativos nos outros se pergunte: eu já agi assim no passado? Poderia agir assim no futuro? E se estivesse em circunstâncias diferentes, vivendo as dores dessa pessoa que julgo, será que não faria pior?
Se eu consigo responder sim para algumas dessas perguntas, já é um início para eu parar de me contar mentiras e me olhar com sinceridade, sem culpar o externo por aquilo que não aceito em mim.

Agora, quando eu digo: eu não sou assim de jeito nenhum! Isso é desprezível, nunca faria isso! e continuo criticando o comportamento do externo, me achando melhor, mais inconsciente estou.
Ao não expressar, reconhecer e aceitar, conscientemente, sem medo e vergonha, meus traços de caráter negativos, mais pesada é minha vida, pois fico na ilusão de que sou apenas "uma boa pessoa que faz o bem e não merece nada de ruim".
O que odeio nos outros é uma parte minha muito importante para autocura e equilibrio. Sem aceitar todos meus aspectos, não consigo recuperar meu poder, minha confiança e realizar meus sonhos e não melhoro, pois me vejo de forma ilusória e infantil, querendo a aprovação do outro.

Um exercício interessante para reconhecimento da sombra é elaborar uma lista com o nome de cinco pessoas que você não tem afinidade, que você não tolera, não aceita. Descreva os maiores defeitos e traços de caráter negativos destas pessoas e perceba se você também não é assim ou já foi em algum momento de sua vida, ou ainda tem muito medo de ser assim e ser criticado.
E não vale dizer: "Mas eu gosto de todo mundo!!". Isso é mais uma mentira que você está se contando ou contando para os outros, para obter aprovação e ser visto com "a boa pessoa".

Quando eu aceito todas as minhas facetas, minha luz e minha sombra, sem querer excluir uma parte, eu fico inteiro, mais leve comigo e com a vida e paro de cobrar do externo a perfeição.
Somente brigo com o que rejeito em mim. E não tem problema ter emoções, pensamentos, aspectos da personalidade negativos, isso nos complementa. Mas, é importante não estar passivo, deixando-se dominar pela nossa sombra, mas aceitá-la e partir para a ação, aprendendo com os erros, sem repeti-los constantemente.

Portanto, aceitando quem eu sou, meu lado bom, mas também meu lado "perverso", me sinto merecedor da vida e da abundância do Universo, pois paro de me julgar e me sabotar, pois segundo Carl Jung “Uma pessoa não é iluminada por imaginar figuras de luz, mas por estar ciente da escuridão”. 

Texto Revisado


Consulte grátis
Mapa Astral   Tarot   Numerologia  
 
Compartilhe
Facebook   E-mail   Whatsapp


Autor: Viviane Draghetti   
Terapeuta Holística, Coach de Autoconhecimento, Instrutora de Yoga, Mestre Reiki, Karuna Ki e Seichim, Especialista em Geobiologia Alquímica, técnica de limpeza energética profunda, à distância. Há 10 anos, sua missão é auxiliar no Desenvolvimento Pessoal e Espiritual das pessoas, através de atendimentos, cursos, treinamentos, palestras. 
E-mail: vivianedraghettiterapeuta@gmail.com
Visite o Site do autor e leia mais artigos.


Publicado em 23/05/2019

Veja também
Viajando na nave do discernimento consciencial
Você já despertou para o seu potencial mediúnico?
A ilusão da posse
Dificuldade na aprendizagem
Eu já sei!
Infinitos desejos que cabem no coração

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.



Energias para Hoje
quarta-feira, 19 de junho de 2019

energia
I-Ching: 03 – CHUN – DIFICULDADE INICIAL
O início de todas as coisas é freqüentemente trabalhoso e difícil. Mas basta manter-se paciente e perseverar.


energia
Runas: Sowilo
Seja transparente. Dia excelente , força vital e sucesso.


19
Numerologia: Originalidade
Mudanças ha muito consideradas podem ser bem feitas hoje. Seja diferente e original. Este é o dia para o exercício da individualidade.
Experimente o novo e o ainda não tentado. Mantenha-se independente e decisivo e, sobretudo, tenha coragem de agir de acordo com os seus sonhos.




Horóscopo

Áries   Touro   Gêmeos   Câncer
 
Leão   Vírgem   Libra   Escorpião
 
Sagitário   Capricórnio   Aquário   Peixes




+ Lidos da Semana anterior
1. A data limite segundo Chico Xavier
2. Solstício de inverno: quais as previsões?
3. Peste Emocional
4. Você sabe do que precisa para ser feliz?
5. O modo definitivamente mais rápido e eficiente de aumentar sua autoestima!
6. Existem signos compatíveis e outros não?
7. Autoconhecimento através da limpeza
8. Viver em totalidade

 
© Copyright 2000 - 2019 Somos Todos UM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa