auravide auravide

INTERVENÇÃO DOS ESPÍRITOS NO MUNDO FÍSICO - Parte I



Penetração e Influência dos Espíritos em nossos Pensamentos e Ações

Ao contrário do que muitos pensam, o mundo espiritual não é um mundo à parte, totalmente separado do mundo físico em que vivemos. Na verdade, ele é um mundo sobreposto, um mundo que se apresenta em outras dimensões e com o qual temos uma relação constante, próxima e intensa. Um mundo que interpenetra o mundo físico, interage com ele, influencia-o, ao mesmo tempo em que recebe suas influências.

Tudo o que existe no mundo espiritual está numa densidade diferente do mundo físico material dos encarnados, vibra numa freqüência diferente e, por isso mesmo, é impossível de ser detectado pelos nossos sentidos físicos, mas não está em outro mundo ou não constitui um outro mundo ou universo. O universo é um só e todos nós, encarnados e desencarnados, habitamos esse mesmo universo, ocupamos o mesmo “espaço”, vivemos o mesmo momento, estamos sujeitos às mesmas leis, etc. O que nos diferencia é o padrão vibratório de nossas energias que varia de acordo com o estado espiritual em que estamos. Encarnados, temos vibração mais pesada, mais densa, mais lenta. Desencarnados, temos uma vibração mais sutil, mais leve e mais rápida, que se torna mais e mais sutil, suave e vibrátil à medida em que evoluímos espiritualmente.

O mundo espiritual nos rodeia e se mistura a nós, e, embora não possa interferir de forma material mais direta no mundo físico, a não ser em casos especiais, pode interferir, e muito, de forma energética. Sendo o pensamento energia posta em movimento e numa direção, qualquer criatura que pense estará movimentando energias, ainda que inconscientemente, esteja ela encarnada ou desencarnada.

Se todos nós, encarnados e desencarnados, ocupamos o mesmo “lugar” no universo, estando separados apenas por diferenças vibratórias, e somos capazes de movimentar energias com o pensamento, fica claro que estamos todos sujeitos às influências mentais uns dos outros.

A energia movimentada pelo pensamento pode alcançar e penetrar quase tudo o que existe no universo, desde que esteja na mesma freqüência vibratória, e pode penetrar facilmente o mundo dos encarnados. Assim, todos nós encarnados estamos, o tempo todo, interagindo com os pensamentos dos espíritos desencarnados que nos rodeiam. Eles podem ver nossos pensamentos, conhecer o que sentimos, saber de nossas intenções mais íntimas e secretas, perceber nossos desejos, defeitos, qualidades, etc. E nós percebemos, ainda que de forma indireta e imprecisa, os pensamentos e sentimentos dos desencarnados que nos rodeiam.

Assim, por mais sós que imaginemos estar ou possamos nos sentir, na verdade, nunca estamos realmente sós. Estamos sempre rodeados de espíritos e energias que esses espíritos movimentam com o seu pensamento, as quais interagem com as nossas próprias energias mentais.

Mas os espíritos só verão aquilo que lhes interessa e com o que se afinizam ou têm alguma sintonia vibratória. Assim, desencarnados pessimistas, negativos e tristes terão, ao seu redor, espíritos que se afinizam, pensam e se sentem como eles. Encarnados alegres, otimistas e positivos, terão, ao seu redor, espíritos que vibram o mesmo teor e padrão de energias.

Espíritos menos esclarecidos e desorientados só conseguem ver aquilo que lhes interessa e que tem a ver com a sua realidade. Nada mais lhes chama a atenção e nada mais eles podem penetrar, pois o seu padrão vibratório é baixo e lento demais, muito próximo ao dos encarnados, para conseguir alcançar outros níveis energéticos mais elevados.

Espíritos esclarecidos, porém, podem chegar mais longe, penetrando com mais profundidade as mentes humanas encarnadas, desde que tenham autorização.

Com tamanha interação constante, óbvio que estamos o tempo todo recebendo e aceitando sugestões de espíritos desencarnados. Resta saber que tipo de sugestões estamos acatando. Como saber que tipo de sugestões temos atraído para nós?

Basta que prestemos atenção ao tipo de pensamento e sentimento que costumamos ter. Se somos pessoas pessimistas e tristes, atrairemos esse tipo de companhia para a nossa vida e, conseqüentemente, esse tipo de sugestão para a nossa mente. Se somos pessoas otimistas e alegres, atrairemos as companhias que combinam com esse tipo de conduta mental e, conseqüentemente, também atrairemos seus pensamentos e sugestões mentais.

Não podemos esquecer que, como já enfatizamos anteriormente, somos espíritos encarnados, mas sempre espíritos. Somos espíritos que pensam tanto quanto qualquer outro espírito desencarnado e, portanto, nossos pensamentos também povoam o universo espiritual que nos rodeia, podendo ser reconhecido por aqueles, encarnados e desencarnados, que se afinizam com eles.

Como, então, diferenciar os nossos pensamentos daqueles que nos são sugeridos? Os nossos pensamentos são os que nos surgem primeiro, quase por impulso, sem que seja necessário raciocinar ou pensar mais logicamente para que eles surjam. Os pensamentos que nos são sugeridos surgem de forma mais elaborada, como se estivéssemos conversando mentalmente conosco mesmo, como se estivéssemos levantando pontos de contraposição ao nosso pensamento original, como se tivéssemos uma segunda voz falando em nossa mente.

É importante que notemos que estamos rodeados tanto de espíritos bons como de espíritos ruins, que todos pensam e movimentam suas energias, que todos interagem com o mundo corpóreo, que todos podem influenciar os encarnados mais ou menos diretamente. No entanto, não podemos esquecer que o que determina que espíritos atraímos para perto de nós é a qualidade dos nossos próprios pensamentos. Se nossos pensamentos forem para o bem, mesmo que erremos, estaremos atraindo espíritos de bem que tentarão nos ajudar a errar menos, porque a nossa intenção é a melhor possível.



Parte 2
Publicado dia 5/2/2007
  estamos online

Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 68



foto-autor
Autor: Maísa Intelisano   
Psicoterapeuta com formação em Abordagem Transpessoal, Constelações Familiares, Terapia Regressiva, Florais de Bach e Reiki II, é também tradutora e revisora; palestrante e instrutora em cursos sobre espiritualidade e mediunidade; e fundadora e presidente do Instituto ARCA de Mediunidade e Espiritualidade.
E-mail: maisa@maisaintelisano.com.br | Mais artigos.

Veja também
© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade











auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa