auravide auravide

Consciência para lidar com a sombra


Facebook   E-mail   Whatsapp


 

Eu olhava para ele e o cara me devolvia o olhar fixo. Sentado na mesa de bar, uns 10 metros de distância, nos encaramos por longos segundos. Minha vontade era de voar em seu pescoço. Gostaria de pegar uma das cinco garrafas vazias de cerveja que estava em minha frente, e arrebentá-la na cabeça do sujeito. Não me esqueço dessa cena. Nem do ódio mortal que me consumiu, por alguém que não sei quem é, não sei o nome e nada além de saber que é um freqüentador assíduo do bar do lado de casa. Assim como eu fui.

Falo isso agora porque acabo de encontrar alguém que me transmitiu estar carregando esta sombra agressiva, assassina e violenta em si, embora sua fala suave e seus gestos suaves não demonstrem absolutamente nada parecido com essa brutalidade. Lembro-me de um amigo que também senti a mesma sombra, sujeito bom, pai de família e pacato, e que foi brutalmente espancado após uma rixa com vizinhos. Temos visto na mídia gente que diríamos “do bem”, cometendo atos bárbaros, e parece que isso está cada vez mais comum.

Onde quero chegar com este papo? Bem... a questão é que carregamos em nós tudo o que foi vivido pela nossa ancestralidade. Para o bem, e para o mal. Temos a possibilidade de uma conexão profunda com Deus, ao mesmo tempo que podemos nos transformar num sanguinário demônio doentio.

Somos canais de energia, e por nós passa de tudo. O grande caminho de desenvolvimento do homem é ir permitindo que a luz se manifeste por si, ao mesmo tempo em que reconhecemos a sombra em nós, permitimos a existência dela, mas não a sua expressão.

Não é tão difícil perceber a existência da energia da sombra rondando a nós e nossa família. Basta percebermos a recorrência de acidentes, acontecimentos estranhos, fluxo da prosperidade interrompido, doenças e sintomas esquisitos, tendência a compulsões, droga e álcool, envolvimento com sexo distorcido, brigas e confusões...

No fundo, a sombra deseja ser vista, e por isso ela se manifesta de forma intensa, quanto mais negamos a sua existência. E lógico que negamos, afinal, somos ensinados a usar todas as máscaras para encobrir nossos vícios e defeitos. Mas eu estou falando com você que é alguém verdadeiramente a procura de espiritualidade, e entende que a personalidade, com suas virtudes e defeitos aparentes,  é somente uma manifestação temporária do Eu real e divino que habita o seu interior.

Queria que você entendesse que o ódio, a raiva, a culpa, o medo, o vitimismo e seja lá o que você manifesta de sombra, não tem nenhuma diferença dos defeitos manifestados pelas pessoas que dizemos “do mal”. É a mesma coisa. E também gostaria de deixar claro que estamos chegando num momento crucial de evolução da humanidade, onde você deverá se empenhar totalmente  em vibrar, pensar e sentir o seu lado luz, ao mesmo tempo em que não permite mais dar vazão à sombra que você carrega do seu passado familiar e das pessoas “carregadas” em sua volta.

Não segurar firme na sua fé, nas práticas que elevam a consciência, fará você descer ladeira abaixo, rolando em meio a confusões, acidentes, neuras, prejuízos materiais, pânico e doenças psicossomáticas.

Estamos todos no mesmo barco. Não há gente melhor ou gente pior. Somos todos iguais. A questão é realmente tomarmos posse do nosso poder de permanecermos centrados, firmados na luz. O barco está balançando. Tem gente em pânico, acreditando que vai afundar. Tudo isso é ilusão. Mais ilusão provocada pela carência, pelo medo, pela sombra...


Convido aos irmãos para parar de fugir da sombra. Parar de negá-la. Parar de dizer que ela existe no outro, e não em si. E também convido a deixar o jogo da sombra. Parar de se entorpecer de internet, TV, filmes ruins, jogos, bebida, sexo, intrigas, compra, drogas, conversa desnecessária, programas ruins. Este também é um convite para a minha parte que gosta da sombra. Está na hora de acordar. Viver com maturidade. Entender nossa mente e dominá-la com doçura. Pois somente uma mente forte, sadia e amorosamente focada na luz poderá passar com tranqüilidade por todas as vicissitudes temporárias que estão por aí, balançando o barco. E lembrando a oração de Santa Teresa de Ávila: não se preocupe, tudo passa. 

Texto revisado

Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 7


estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

foto-autor
Conteúdo desenvolvido por: Alex Possato   
Terapeuta sistêmico e trainer de cursos de formação em constelação familiar sistêmica
E-mail: [email protected] | Mais artigos.

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Espiritualidade clicando aqui.

Veja também © Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade










Receba o SomosTodosUM
em primeira mão!
 
 
Ao se cadastrar, você receberá sempre em primeira mão, o mais variado conteúdo de Autoconhecimento, Astrologia, Numerologia, Horóscopo, e muito mais...


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2022 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa