auravide auravide

Divertida mente


Facebook   E-mail   Whatsapp

"A minha psicóloga me recomendou assistir o filme "Divertida mente". Procurei os cinemas em que ele está sendo exibido e o encontrei no shopping Tucuruvi". contou-me Domini.
Entendo, como muito boa essa sugestão. Um bom filme pode ser um instrumento interessante porque você recebe sugestões para ter uma visão nova da vida, com prazer. Entre uma cena e outra, pipoca e uma boa companhia... Dá pra se modificar, né? Acredito muito no desenvolvimento do ser humano. No futuro, todos seremos sensitivos ou decidiremos com o coração! Por enquanto, predomina o cérebro. O convencimento para se transformar exige estratégias. Gostei dessa indicação.
E ele continua: "Na sala de projeção, tudo em volta era uma escuridão absoluta. Meu coração disparou. O enfrentamento do desconhecido ainda me assusta. Há décadas não entro em um cinema.
Consegui achar minha poltrona; a escuridão da sala não permitia que eu visse o número dos acentos. Encontrei o meu lugar. De repente, notei que o ar-condicionado não estava ligado e por isso a sala estava muito abafada. Decididamente, esta situação era muito difícil para mim.
A falta de ar e a escuridão profunda me assustaram e por muito pouco não abandonei a sala e saí correndo dali. Estava entrando em pânico, quando veio à minha mente a recomendação do Wilson: "respire fundo para controlar suas emoções". Relaxei.
O filme é a estória de uma menina que teve dificuldades de se adaptar, quando se mudou com a família para uma outra cidade. Deixar a casa, amigos, escola causava sofrimento.
O autor do filme mostra duas perspectivas, uma da atuação entre as pessoas que podemos chamar de perspectiva "externa" e outra dos estados emocionais da menina diante das mudanças, que designo como perspectiva "interna".
Na perspectiva externa, os pais da menina tentam ajudar a acelerar a adaptação dela a nova situação.
E na perspectiva interna, os seus sentimentos foram personificados em bonecos que respondem pelas emoções de alegria, tristeza, medo e raiva. Alegria, medo e raiva, lutam entre si para evitar que a tristeza predomine nos sentimentos da menina.
Os demais sentimentos julgam a tristeza com preconceito, como se ela fosse o pior sentimento que a menina pudesse ter.
A tensão da menina vai aumentando e há o dilema de voltar à casa antiga, onde ela se sentia segura ou modificar as relações dela com os demais fatores da casa nova, onde ela se sente excluída da convivência com as demais pessoas". Finaliza Domini.

A fuga é um fenômeno que se repete na vida humana. E há casos em que a fuga se manifesta através da epilepsia, depressão e quando rompe os limites todos, esquizofrenia.
O enfrentamento é preciso. A natureza pede que você se defenda e ataque. O trauma surge quando você bloqueia seu impulso natural. Eu digo sempre, tenha coragem de soltar a energia animal que você mesmo desenvolveu ao longo de suas jornadas espirituais, desde o cristal até agora. E vá além, exercite o anjo que dorme em seu íntimo.

A águia, leva seu filhote para o alto do penhasco e o solta! Se ele bater as asas, sobreviverá e será águia. Pois bem, se você se sentir angustiado, largado por amigos, encoraje-se e bata as asas do anjo que existe em você.

"No filme, esta tensão vem crescendo, até que a menina resolve fugir de casa, pois ela não consegue resolver a situação.
Ela não consegue verbalizar sua dificuldade. Não consegue falar para os pais que está infeliz, porque os seus sentimentos de alegria, medo e raiva não permitem e nem querem a verbalização da tristeza.
Porém, quando a menina está quase saindo da cidade, o sentimento de alegria, que é o comandante dos outros sentimentos, cede, dá o braço a torcer e finalmente reconhece a utilidade da tristeza.
Então, quando é concedida a permissão para a tristeza falar, é que é possível aos pais tomarem conhecimento das dificuldades de adaptação da menina.
Fale que você está sofrendo, não tenha constrangimento de mostrar sua dor. Quando a menina se permite demonstrar o seu sofrimento, o socorro surge!
Nesse cenário, com o envolvimento dos pais nos reais problemas de adaptação da menina, é que ela é salva de se perder na cidade grande.
Retornando ao quadro dos sentimentos da menina, a alegria passa a ter outra consideração pelo sentimento de tristeza, pois através dela é possível tomar conhecimento dos problemas emocionais.
Agora, a tristeza é tratada como um sinal de alerta para que a menina se comunique melhor com os pais e eles fiquem sabendo o que ocorre com a ela.
O filme termina com a chegada da menina à fase da puberdade. E deixa no ar a expectativa de que novas situações e problemas poderão ocorrer e fazer a menina crescer como pessoa".

"Reconheci no filme meus estados emocionais de tristeza, raiva, medo e alegria", informa o autor desse relato.
"Eu me sentia triste, porém, nunca perguntei a mim mesmo porque estava triste. E não expressava minhas sensações de tristeza.
Eu não dava espaço para ouvir os sofrimentos da minha alma".

E Domini confessa que ainda se vê aprisionado por comandos que impediram sempre ele de se manifestar.

Ele está agora aprendendo a verbalizar. Digo sempre a ele "deixa seu Espírito se manifestar". E ao longo de nossos encontros quinzenais, realizamos e repetimos exercícios para que ele possa habitar integralmente seu corpo e dirigir seus sentidos físicos. E ele pratica tudo isso com prazer!



Colaboração de Domini
Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 7


estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

foto-autor
Conteúdo desenvolvido por: Wilson Francisco   
Terapeuta Holístico. Desenvolve processo que faz a Leitura da Alma; Toque Quântico para dar qualidade à circulação e aos campos vibracionais; Purificação do Tronco Familiar e Cura de Antepassados para Resgatar, Atualizar e Realizar o Ser Divino que há em você. Agendar pelo WhatsApp 011 - 959224182 ou pelo email [email protected]
E-mail: [email protected] | Mais artigos.

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Espiritualidade clicando aqui.

Veja também © Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade










Receba o SomosTodosUM
em primeira mão!
 
 
Ao se cadastrar, você receberá sempre em primeira mão, o mais variado conteúdo de Autoconhecimento, Astrologia, Numerologia, Horóscopo, e muito mais...


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2022 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa