Autoconhecimento Autoajuda e Espiritualidade
 
auravide auravide

Emergindo das Sombras

por Lucya Janeth
Emergindo das Sombras

Publicado dia 5/8/2020 em Espiritualidade

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp


Foram muitos os anos e uma doença crônica que, enfim, ajudaram-me a voltar ao equilíbrio. Pelo menos hoje, respiro melhor. Irônico, apesar de precisar usar máscara de proteção, literalmente!

Todos nós, em algum nível podemos ser considerados tolos assim como nos representa a carta do Arcano maior do Tarot, O Louco. Fica evidente no jovem que distraidamente lança-se ao precipício, na maior das levezas..

Há anos que meu nível de concentração tem sido prejudicado por fortes momentos de estresse, depressão e ansiedade. Minhas escolhas foram absolutamente incompatíveis com o território em que absurdamente acabei me instalando e prejudicando enormemente minha saúde. Ou seja, o nível de toxicidade é perto de uma Covid 1 a 19. Que não é de hoje que tentamos viver e não apenas sobreviver. O que nos é de pleno direito e dever, uma vez que a Centelha divina brilha em nós!

O desalento de viver em um país onde o que reina é a corrupção, hipocrisia e impunidade obrigam-nos a extrair recursos de onde precisamos ir cada vez mais a fundo dentro de nós para não sucumbir. Equilibrar-se dentro deste Sistema é para poucos. O nível de doenças mentais, emocionais e físicas está se tornando uma verdadeira pandemia. Vivemos em uma sociedade profundamente adoentada por competição, violência desmedida, desmandos e absurdas desigualdades sociais.

O subconsciente da humanidade é programado para a felicidade, prazer e êxtase. Mas quem está vivendo neste modo sem recorrer a alguma droga lícita ou ilícita no momento atual? Na verdade, nunca foi fácil nos aprofundarmos no autoconhecimento, na meditação e outras práticas espirituais no Ocidente. Muitas são as distrações, os karmas e obrigações e óbvio o inconsciente coletivo e individual.

Vivemos constantemente em pânico de não termos o suficiente para viver com dignidade, para alguns o acumular o suficiente, viver todos seus sonhos, caprichos e desejos. Ou seja, como indivíduos somos únicos em nossas subjetividades. Em adoecermos e não termos o tratamento adequado, penso que neste caso, todos os seres viventes. Temos medo de sair às ruas e sermos assaltados, assustados e intimidados por conta de um mero celular, que quase nada representa em países desenvolvidos. Enfim, está cada vez mais comum observarmos as crises estruturais deste país.

Há tempos que vivemos sob os efeitos da COVID-19. Já não é de hoje! Algumas diferenças podem ser observadas como a forma agressiva de contágio, a rapidez da mutação do vírus que a todos deixou perplexos. O fato de começar a sua disseminação no Ocidente através das classes mais abastadas, ou mesmo de pessoas com a possibilidade de poder desfrutar de vôos internacionais também tem sido motivo de observação mais atenciosa.

Bem, o que desejo traduzir neste curto artigo que reinicia minha volta ao STUM, após 7 anos de um profundo e doloroso luto, e que me faz muito feliz, pois amo a arte da escrita, é que no meu caso em particular, o cérebro, o físico e o emocional foram exauridos ao máximo, sem as necessárias pausas que tornam a vida harmoniosa e possível. Entrei na Síndrome de Burnout. Simples assim. Passados todos estes anos, apesar de reconhecer esta minha habilidade para o desgaste, ainda fico chocada de ter ido tão longe em minhas exigências de perfeição. Pode parecer coisa de ego, mas longe disso. A questão toda era evitar mais dor para meu ente querido que também já vinha de um longo caminho de lutas. Assim como em todos nós, as visíveis e invisíveis. Amo encontrar alguém quando me recorda: e ela era tão inteligente e sensível! Ainda dói...

A pandemia no Brasil ficou bem mais evidente em 2008 quando Plutão entrou em Capricórnio. Ou seja, muito seria revelado do mundo dos Governos do Mundo. A crise alastrou-se por todos os cantos, bem visível na área da saúde do país, onde pessoas eram amontoadas nos corredores e profissionais da saúde surtavam. Infelizmente, em uma desta que minha mãe foi vitimada no SUS, após anos e anos de um complexo tratamento ao qual me dediquei de corpo e alma. Ao mesmo tempo em que alguns excluídos teriam parcialmente suas feridas curadas pela possibilidade de inclusão social. Paradoxal... Assunto para um segundo artigo. Feliz por voltar ao STUM! É meio como um lar, uma congregação, uma ONG, uma casa 11, onde tenho Mercúrio...

Poderia estender-me infinitamente neste assunto, no entanto, meu objetivo no momento é salientar mais uma vez para a necessidade premente de podermos, enfim, Parar e olharmos para dentro. Sim, para muitos está sendo forçado, completamente fora da Agenda, outros angustiados não conseguem olhar para lugar algum, outros olham para o Alto. E cada um no seu ritmo e processo são chamados a evoluir, ou seja lá o que nossas crenças nos permitam definir.

Lembro-me que em 2003/2004 li o primeiro livro de Eckhart Tolle, O PODER DO AGORA. Minha essência vibrou de alegria e contentamento como em várias outras ocasiões em que tive a oportunidade de vislumbrar o que realmente vale a pena na vida. Faz parte da vida dual, a convivência entre nossas sombras e nossa Luz. É o mecanismo Yin e yang da Natureza como um Todo. Não há quem escape destas experiências, fazem parte do grande Mosaico do Criador, portanto, que tenhamos o permanente vigiar em busca da Luz, apesar dos tropeços nas obscuridades das mentes. Que esta parada obrigatória proveniente de um vírus tão nefasto possa beneficiar a todos os seres, de uma forma ou de outra. Deus está em tudo e todos!

Até breve!!
Texto Revisado

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp
  estamos online

Gostou deste Artigo?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 6

Sobre o Autor: Lucya Janeth   
Astrologia (básico na Regulus/SP) e autodidata. Participei de workshops de Runas, Tarot místico/terapêutico com Veet Pramad. Estudei Numerologia e quirologia. Iniciei-me na energia Reiki. Estudei 12 meses do Curso de Psicanálise/ES. Com uma visão universalista da vida dediquei-me ao aprendizado de idiomas e culturas estrangeiras.
E-mail: [email protected]
Visite o Site do autor e leia mais artigos.


Veja também
artigo Transcomunicação Instrumental
artigo A liberdade de ser
artigo Você sabe quais os benefícios de um atendimento de radiônica?
artigo Do Oran Mor aos corações apaixonados pela Luz

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.





horoscopo


auravide

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa