auravide auravide

Espiritualidade - o poder de transcendência entre Tempo e Eternidade


Facebook   E-mail   Whatsapp

Com esta edição estamos iniciando o décimo primeiro ano do nosso trabalho de desenvolvimento de reflexões sobre crescimento pessoal e espiritualidade.

Nos dez anos anteriores foram publicadas 260 edições quinzenais ininterruptas de distribuição gratuita, enviadas pelos Correios ou por e-mail, e exibidas nos sites, isso graças ao interesse de nossos leitores e da inspiração intuitiva recebida dos Mestres Espirituais, ambos fundamentais para a execução desta tarefa. Obrigado pelo apoio!

Durante este período e mesmo antes, tem se revelado útil para minha orientação espiritual e cósmica alcançar toda a compreensão possível da minha relação como Ser Divino com a Divindade, em unidade integrada com o cosmos.

Embora a Divindade Absoluta do Ser Maior Criador Deus seja eterna por natureza, nos universos evolucionários, a eternidade é a perpetuidade temporal — o Aqui Agora perdurando para sempre.

Vamos lá refletir sobre o tema?

Nossas personalidades como criaturas mortais poderão se eternizar por auto identificação com o Espírito, ao escolhermos cumprir os anseios do Ser Maior Criador Deus.

Tal consagração de nossa livre vontade equivale à compreensão da realidade - eternidade de propósito.

Com isso queremos dizer que nosso propósito como seres humanos espirituais, torna-se definitivo em relação à sucessão de momentos; ou, colocando de outro modo, que a sucessão dos momentos não testemunhará nenhuma alteração no nosso propósito espiritual.

Um milhão ou um bilhão de momentos não farão diferença!

Os números cessaram de ter significados relacionados ao nosso propósito.

Assim, nossa escolha, em cocriação com o Ser Maior Criador Deus, torna-se um fato nas realidades eternas da união perpétua do Espírito de Deus e da nossa natureza, no serviço perene como filhas e filhos de Deus. Faz sentido?

Há uma relação direta entre ambos nossa maturidade e nossa consciência da unidade de tempo.

Por exemplo: A unidade de tempo poderá ser um dia, um ano, onze anos ou períodos mais longos. Contudo, inevitavelmente, é o critério pelo qual meu ‘EU’ consciente avaliará as circunstâncias da vida, e pelo qual o intelecto passivo, ou seja, na tradição aristotélica—tomista, a faculdade cognitiva pela qual as impressões dos sentidos, já espiritualizadas, são plenamente conhecidas, e que desta forma concebe, mede e avalia os fatos de minha existência temporal.

Experiência, sabedoria e avaliação são concomitantes, na duração da unidade de tempo na prática de vida mortal.

Com a maturidade do nosso ‘EU’ em desenvolvimento, tanto o passado como o futuro são trazidos ao mesmo tempo para iluminar o significado verdadeiro do Aqui Agora.

Quando elevamos nossos níveis de consciência, nosso ‘EU’ busca e alcança a experiência mais e mais significativa no passado, enquanto a previsão de nossa sabedoria busca penetrar sempre mais profundamente o futuro desconhecido.

Na medida em que meu ‘EU’, que está concebendo, estende esse alcance mais a fundo, tanto ao passado quando ao futuro, assim também a avaliação torna-se menos dependente do presente momentâneo. Está claro?

Soren Kierkegaard (1813-1855) filósofo e teólogo dinamarquês expressando-se sobre o tema nos diz: “Esta é a estrada que todos nós temos que trilhar, através da ponte dos suspiros para a eternidade.”

Desse modo, a ação-decisão começa a escapar dos liames do presente que se move, enquanto começa a tomar os aspectos da significação passado-futura.

A paciência é exercida por nós mortais cujas unidades de tempo são curtas; a maturidade verdadeira transcende a paciência, com uma tolerância nascida da compreensão.

Tornarmo-nos maduros é vivermos mais intensamente no Aqui Agora, escapando, ao mesmo tempo, das limitações do presente imaturo preso ao passado.

A unidade de tempo de nossa insistente imaturidade irá concentrar o valor-significado no momento presente, de um modo tal que separará nosso presente da sua verdadeira relação com o não presente, ou seja, viveremos passado-futuro sem o presente.

Por outro lado unidade de tempo de nossa maturidade é proporcionada de modo a revelar a relação coordenada entre passado, presente e futuro, que nosso ‘EU’ começará a discernir, no todo dos acontecimentos. Assim teremos condições de enxergar a paisagem do tempo da perspectiva panorâmica de horizontes amplificados, independente desta nossa vida atual, talvez começando a suspeitarmos de um não-começo, de um contínuo eterno sem fim, cujos fragmentos aprendemos a chamar de tempo.

Nos níveis do infinito e do absoluto, o Aqui Agora contém tudo do passado, bem como do futuro. ‘EU SOU’ significa também ‘EU FUI’ e ‘EU SEREI’!

“Estaremos vivenciando nosso Ser Integral na plenitude”, como nos diz Ken Wilber filósofo norte-americano nos seus livros.

E isso representa o nosso melhor entendimento do conceito do poder de transcendência entre Tempo e Eternidade. Correto?

No nível absoluto e eterno, a realidade potencial, virtual, possível, é tão significativa quanto a realidade factual, exequível.

Apenas no nível finito, e para as pessoas presas ao tempo e ao passado, parecerá haver diferenças tão grandes.

Em todo o reino animal, apenas nós seres humanos espirituais possuímos a perceptibilidade tempo-eternidade.

Podemos dizer que no mundo animal irracional, o movimento tem um significado, mas só adquire valor apenas para nós com status de personalidades racionais.

As coisas são condicionadas pelo tempo, mas a Verdade está fora do tempo.

Quanto mais Verdade conhecermos, e vivenciarmos mais Verdade seremos e, assim, tanto mais poderemos compreender o poder da transcendência entre o Tempo e a Eternidade.

A Verdade é inabalável — e isenta, para sempre, de todas as vicissitudes transitórias, e sendo Eterna, é sempre vibrante e adaptável — e mais importante radiantemente Viva.

Quando, porém, a verdade em seu sentido secundário de interpretações, se torna ligada a fatos, então, tanto o tempo quanto o espaço condicionam seus significados e correlacionam seus valores.

Tais realidades da verdade interpretada, casadas aos fatos, transformam-se em conceitos e, desse modo, ficam relegadas ao domínio das realidades relativas.

A ligação da Verdade Absoluta e Eterna do Ser Maior Criador Deus com nossa experiência factual como criaturas finitas e temporais formará um novo valor emergente com o qual iremos sendo energizados espiritualmente através do Tempo para a Eternidade.

Voltaremos ao assunto.

Texto revisado
 

Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 11


estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

foto-autor
Conteúdo desenvolvido por: Marcos F C Porto   
Marcos F C Porto – Terapeuta Holístico - Psicoterapia Holística Transpessoal – CRT 44432, Diplomado em ITC - Integrated Therapeutic Counselling, Stonebridge, UK, trabalha auxiliando pessoas na busca da sua essência, editor do OTIMIZE SEU DIA! há 21 anos, autor do livro - Redescobrindo o Eu Verdadeiro, facilitador de Grupos de Reflexão há 18 anos.
E-mail: [email protected] | Mais artigos.

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Espiritualidade clicando aqui.

Veja também © Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade










Receba o SomosTodosUM
em primeira mão!
 
 
Ao se cadastrar, você receberá sempre em primeira mão, o mais variado conteúdo de Autoconhecimento, Astrologia, Numerologia, Horóscopo, e muito mais...


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2022 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa