auravide auravide

Eu prefiro saborear o bolo!


Facebook   E-mail   Whatsapp

Quem acompanha o meu trabalho sabe que não é de hoje que o meu propósito - por mais humilde que seja - é tentar na medida do possível, romper as barreiras que separam o homem de seu semelhante. É algo que todos deveríamos nos perguntar: o que é que motiva o ser humano a cultivar tanta discórdia e intriga com seu semelhante? Mais do que isso; o que é que ME motiva a alimentar tanta intolerância e, às vezes até desprezo por outras pessoas? Analisando a questão -longe da pretensão de resolver o problema -fatalmente perceberemos que um dos muitos problemas de intolerância humana está nas religiões. Não precisamente nas religiões em si, mas na forma como o homem se comporta em relação a elas e como seus representantes influenciam o homem a defender (às vezes até com sua vida) a sua “verdade religiosa”. Eis o grande problema: o comportamento humano. Na verdade, tudo o que é criado sempre tem um bom propósito definido, mas o fascínio que o homem tem pelo poder, a paixão desenfreada por seu próprio ego, a irracionalidade por trás do desejo de manipular pessoas faz o homem perder a noção de que o seu ponto de vista, sempre foi e sempre continuará sendo apenas o seu ponto de vista. E dentro desse contexto, veremos que a humanidade, em sua ânsia de dominação acabou confundindo completamente a noção de "religião" com "religiosidade". Que os mais fanáticos perdoem o meu atrevimento, mas nenhuma religião, da forma como atuaram ao longo da história, está apta a ensinar a verdadeira religiosidade. E se pegarmos a verdadeira essência de todos os ensinamentos trazidos por Jesus, por Buda, por LaoTsé ou por Confúcio, veremos que sua base nunca girou em torno da construção de templos ou de igrejas, mas única e exclusivamente na propagação do amor. Sob esse aspecto, não será difícil encontrar ateus e agnósticos muito mais religiosos que os que se intitulam "seguidores de Deus".

Certa vez, eu observava uma discussão (muito divertida, por sinal) entre um ateu e um teísta. Quando chegaram à questão da criação do universo, o argumento utilizado pelo teísta foi este: "se você chega em casa e encontra um bolo feito, o que você vai acreditar, que alguém o fez ou que os ingredientes juntaram-se por vontade própria para formar o bolo?". Cá entre nós, um argumento perspicaz e interessante. Mas, sinceramente meus amigos, eu prefiro saborear o bolo. Qual a necessidade de descobrir quem o fez e por que o fez? Se o bolo está aí, simplesmente saboreie-o! E assim é com a vida, enquanto nos preocuparmos com sua origem ou com quem está por trás dela, estamos perdendo a oportunidade de usufruir toda a sua beleza e encantamento. É verdadeiramente digno que o homem busque entender o “por que está aqui”, mas às vezes seria interessante darmos mais atenção ao fato de que "estamos aqui" e isto deveria ser suficiente para amarmos a vida, amarmos nosso semelhante, namorarmos com toda a existência e propagarmos o bem sem esperar nada em troca.

"O homem é tão egoísta que é preciso falar em recompensa em outra vida para que ele pratique o bem nesta" - Walter Waeny.

Leandro Severgnini

Texto revisado
Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 4


estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

foto-autor
Conteúdo desenvolvido por: Leandro José Severgnini   
Palestrante espiritualista e escritor. Autor dos livros intitulados "Dias de Luta, Dias de Glória", "Liberdade - Nada Menos Que Tudo" e "Em busca do infinito".
E-mail: [email protected] | Mais artigos.

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Espiritualidade clicando aqui.

Veja também © Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade










Receba o SomosTodosUM
em primeira mão!
 
 
Ao se cadastrar, você receberá sempre em primeira mão, o mais variado conteúdo de Autoconhecimento, Astrologia, Numerologia, Horóscopo, e muito mais...


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2022 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa