Autoconhecimento Autoajuda e Espiritualidade
 
auravide auravide

Experiências Energéticas no comportamento infantil

por Dante Bolivar Rigon

Publicado dia 6/2/2012 em Espiritualidade

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp


Bom dia!

Agradecemos aos que nos honraram em ler nosso artigo "Nos bastidores dos Exilados de Capela".

Foi um ensaio a fim de aquilatar os assuntos de maior interesse dos aficionados a este tão importante Clube "Somos Todos Um" e sentir quais os de maior busca. Encontramos com preferenciais os testes e informações referentes a astrologia, tarô, numerologia, florais, vidas pretéritas, interferências mentais e outras fontes de cultura ligadas às informações externas sobre a pessoa, etc.

Logicamente, esses assuntos são do maior interesse e importância pois às vezes se tornam verdadeiras esteiras existenciais onde pode-se trilhar com maior segurança de acordo com a tendência, o conhecimento e a fé.

Mas há também outros assuntos, esses de inteira responsabilidade de cada um que, mesmo não norteando sua vida, determina que passe também a ser norteador eficaz principalmente de seus filhos.

Às vezes, além das atividades funcionais ou domésticas nos preocupamos demasiadamente com nós mesmos, não nos colocando à disposição de nossos filho nas necessidades amorosas, busca de maior contato afetivo, indagações sobre atividades consideradas socialmente corretas etc., permitindo sem mesmo saber que essas inocentes pétalas  sejam manipuladas muitas vezes por mentes menos dignas.

É neste campo que me proponho participar nesse importantíssimo Clube.

O assunto que abordaremos hoje é "Experiências Energéticas no Comportamento Infantil". 

É um capítulo do livro "No Portal da Magia I" ainda não editado, à disposição de Agentes na Mesa do Editor para analisá-lo.

Mas antes de ferir o assunto gostaria de recordar assuntos que são amplamente abordado no início de cada ano.

Esse ano teremos duas personagens e uma influência para reger 2012, mas  parece que não se enquadram muito bem, pois são líderes incontestáveis em seus programas rígidos.

O primeiro é o Dragão das águas que iniciou seu reinado em 23 de janeiro, e o segundo é o temível deus do mar, o poderoso Netuno que assumiu em 04 de fevereiro. Esse poderoso e irrequieto deus, terá seu reinado por 12 anos. E para complementar teremos como esteira e formadora do ambiente a Lua que regerá o ano. 

Devemos ter muito cuidado nesse ano, principalmente com nossa família, nossos filhos os mais propensos a, na ilusão da Lua, seguir aventuras sugeridas pela força do dragão e caso pratiquem erros graves, serem passivos da justiça de Netuno.

Por isso, usando o capítulo de um livro não lançado ainda, pretendo advertir pais, mães e filhos nesse perigoso ano onde todos podem se aventurar sem um maior cuidado, despoliciando-se em seus atos.

Temos assistido pela imprensa o cuidado que as autoridades passaram a dedicar às crianças e adolescentes, na busca sistemática de predadores desse importante patrimônio nacional. Mas o caso não é só por aí. Estão esforçando-se para se não eliminar pelo menos amainar esse angustiante problema, que por certo não conseguirão atacando tão somente os efeitos. É necessário buscarmos a causa do problema. E essa causa está bem perto de nós...

Uma infinidade de pais sequer imagina o que seus filhos menores andam fazendo, e por não lhes dar a atenção necessária não notam as mudanças comportamentais deles.

INFLUÊNCIAS ENERGÉTICAS NO COMPORTAMENTO INFANTIL
 
As experiências e respostas de Jonas deixavam-me cada vez mais maravilhado com as forças imponderáveis que nos cercam. Após um descanso para rápida merenda, retornamos ao assunto.

- Cada dia mais crianças e adolescentes se entregam ao consumo de bebidas, drogas e à prática sexual. O que determina tais envolvimentos, principalmente o sexo entre garotos e garotas adolescentes e a homossexualidade infantil?

- Certamente a desarmonia doméstica somada à falta de defesa dos menores pelo desinteresse dos pais em ministrar-lhes os ensinamentos básicos de vida. Um caso muito comum e que acontece freqüentemente com adolescentes, normalmente estudantes, foi protagonizado pela filha de um amigo meu. Uma moça muito bonita que se destacava das outras, era assediada mental e emocionalmente por seus colegas que mentalizavam possuí-la, criando fantasiosamente todas as extravagâncias possíveis nesse tipo de descarga emocional. A moça distanciada da oração e de um bom apoio doméstico, envolveu-se nesses sentimentos a ela lançados repetidamente pelas mentes excitadas e doentias de seus pares, terminando por ceder-se a alguém mais amadurecido, com características de protetor, pois faltava-lhe a proteção do lar, e as sugestões mentais coletivas a confundiam. Ao saberem do sucedido, seus pretendentes anônimos que ficaram a ver navios, excitaram-se mais ainda, transformando essa moça em verdadeira prostituta, sem que pudessem atingir seus objetivos malsãos.

- Sei de inúmeras adolescentes filhas de famílias distintas que de uma hora para a outra se jogam aos braços de verdadeiros marginais, descambando inclusive para o vício de entorpecentes. Essas meninas não têm proteção nenhuma contra esse estado de coisas?

- Certamente têm e muito grande. O que acontece é que tanto elas como seus pais não usam essa proteção.

- E qual seria?

- Em primeiro lugar, a oração! A oração é o sustentáculo contra todos os embates traiçoeiros da vida. Em segundo, o equilíbrio doméstico, a conquista e prática dos verdadeiros valores que devem nortear o lar. O amor recíproco, o interesse dos pais pelos filhos desde o momento em que germinam no ventre materno, a condução moral e religiosa e a transmissão dos conhecimentos da realidade da vida aos filhos. Existe ainda hoje quem os assuste com o bicho papão, mostre uma cegonha imaginária voando nos céus com uma criança no bico, incute em suas cabeças uma maldade imaginária aos vizinhos com o fito de mantê-los no ângulo de suas visões, e assim por diante.
O possível afeto não é dado naturalmente, mas travestido em presentes e guloseimas variadas. Como a criança reage de acordo com as informações recebidas, cria uma personalidade errônea e disforme, perdendo toda a confiança nos pais assim que enfrenta a realidade brutal da vida, pois sente que lhe mentiram todo o tempo. Desse momento em diante sente-se sozinha.
Vivem no mesmo teto mas não comungam os mesmos ideais, não se elevam e oram por não conhecer essa potencialidade superior, pois normalmente as orações ensinadas são decoradas e sem propósitos outros senão o de estarem quites com Deus. Há até os pseudo-modernos que se banham com os filhos desnudos, mostrando-lhes seus sexos às vezes em ereção, divertindo-se com a surpresa dos pequenos ao serem passíveis dessa agressão mental e moral.

Continua na próxima semana

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp
  estamos online

Gostou deste Artigo?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 5

Autor: Dante Bolivar Rigon   
Visite o Site do autor e leia mais artigos..   


Veja também
artigo Transcomunicação Instrumental
artigo A liberdade de ser
artigo Você sabe quais os benefícios de um atendimento de radiônica?
artigo Do Oran Mor aos corações apaixonados pela Luz

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.





horoscopo


auravide

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa