auravide auravide

INTEGRIDADE.

por Sylvia Fernandes

Publicado dia 13/11/2008 em Espiritualidade

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp





Ah, gente, é tão bom encontrar essa harmonia consigo mesmo! É o que a gente chama de integridade.

Integridade é você ser inteiro, não estar dividido.

Não estar confuso, nem inseguro, nem contrariado. É você agir de acordo com sua consciência, sem dramas íntimos, sem comparações com outras pessoas, sem falsas esperanças em torno da reações dos outros.

Isso facilita tanto a vida, gente! Isso resolve tantas coisas, evita tantos dissabores!

Eu quero ver você assim. Não se negue, não se rejeite. Em geral, a parte de nós mesmos que rejeitamos, aquela que não gostamos é a que mais condenamos nos outros. Porque você se vê errado, mas repudia o que faz de errado, sente vergonha, nega. E aí, critica as pessoas que também são assim, sem entender que se você ainda é, os outros também podem ainda ser.

Se você se aceita por inteiro, como fica mais fácil conviver com as outras pessoas! Porque quando você está mais perto de si mesmo, naturalmente consegue aceitar melhor os outros.

Integridade é não usar máscaras, por pura desnecessidade: por não ter o que esconder. Integridade é ser inteiramente responsável por si, sem ter que buscar desculpas e justificativas onde quer que seja.

A integridade é muito linda. É a condição do ser centrado em si, que não se trai, que não mente e que por isso tem atitudes muito firmes, mas sem ser inflexível, porque o íntegro também aceita que é mutável.

A força de ser assim é sua própria alma. É a sua aliança inquebrantável com suas próprias leis de vida.

É o contrato de fidelidade a si mesmo e ao seu propósito de ser uma pessoa melhor.

Ser íntegro não é ser infalível, mas conviver com sua própria falibilidade sem o medo de falhar. Tirar das próprias falhas o melhor proveito possível, como experiência.

Se você olhar para as pessoas admiráveis, os exemplos inclusive de santidade como Francisco de Assis, Paulo de Tarso, Mahatma Gandhi, vai ver pessoas íntegras, pessoas inteiras, inteiramente convictas daquilo em que acreditavam, inteiramente dispostas a fazer o que fosse preciso em nome daquilo em que acreditavam e que viveram vidas que eram retratos dos princípios em que acreditavam.

Por isso é que, se me perguntar qual era sua maior qualidade, se era a humildade, a fé, o amor ou a coragem,  vou dizer que era a qualidade de serem pessoas íntegras.











Sylvia Fernandes

Educadora Física e Terapeuta.

Vamos ficar bem 






Texto revisado por Cris


Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp
  estamos online

Gostou deste Artigo?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 14

foto-autor
Sobre o Autor: Sylvia Fernandes   
Espaço Equilibrio & Saúde. Rua São Celso n.56-b VL Domitila Consulta com hora Marcada. Fone:( 11) 2684-2583 Cel: ( 11) 8129-8930 Acupuntura, Auricoloterapia, Cromoterapia, Floral de Bach, Reiki e Moxaterapia.
E-mail: [email protected]
Visite o Site do autor e leia mais artigos.


Veja também
artigo Qual é a sua ambição?
artigo Porque estamos novamente falando da Era de Aquário?
artigo O Universo num Corpo Humano
artigo A noite escura, de são joão da cruz

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.


auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa