Home > Autoconhecimento

Limpe os Farelos da Mesa!


por Wilson Francisco

Limpe os Farelos da Mesa!

Allan Kardec, em 1857, obteve do Espírito da Verdade a informação de que "os Espíritos participam da vida cotidiana, muito mais do que se imagina".

Essa participação se dá de várias maneiras: telepatia, encosto, inspiração, incorporação, assédio, obsessão.
E pode causar saúde, doença, paz e tristezas. Depende, claro, da qualidade do Espírito que você atrai ou permite "estar" com você.
Uma presença espiritual que pode incomodar e até desviar a criatura assediada de seus objetivos na vida é a obsessão.
É definida pelo Espiritismo como uma ação coercitiva, contínua e invasiva. Às vezes, dominando parcial ou plenamente a vontade da pessoa.
Ou então surge sutilmente, misturando-se com os procedimentos da pessoa atuada, sem que seja percebida.

Sobre a obsessão, o Dr. Sérgio Felipe de Oliveira traz informações importantes e atualizadas.
Diz ele: A obsessão espiritual, como doença da alma, já é reconhecida pela Medicina.

"Desde 1998, a Organização Mundial da Saúde (OMS) incluiu o bem-estar espiritual como uma das definições de saúde, ao lado do aspecto físico, mental e social".

O CID 10, item F.44.3 define o estado de transe e possessão como a perda transitória da identidade com manutenção de consciência do meio ambiente, fazendo a distinção entre os normais, ou seja, os que acontecem por incorporação ou atuação dos Espíritos, dos que são patológicos, provocados por doença”…

“Os casos, por exemplo, em que a pessoa entra em transe durante os cultos religiosos e sessões mediúnicas não são considerados doença”.

“Neste aspecto, a alucinação é um sintoma que pode surgir tanto nos transtornos mentais psiquiátricos – nesse caso, seria uma doença, um transtorno dissociativo psicótico ou o que popularmente se chama de loucura bem como na interferência de um ser desencarnado, a obsessão espiritual;

Portanto, a Psiquiatria já faz a distinção entre o estado de transe normal e o dos psicóticos que seriam anormais ou doentios...
O manual de estatística de desordens mentais da Associação Americana de Psiquiatria – DSM IV – alerta que o médico deve tomar cuidado para não diagnosticar de forma equivocada, como alucinação ou psicose, casos de pessoas de determinadas comunidades religiosas que dizem ver ou ouvir espíritos de pessoas mortas, porque isso pode não significar uma alucinação ou loucura”.

A importância dessas informações e determinações é que hoje o médico, por Lei, precisa distinguir uma alucinação, psicose de um processo espiritual.
Agindo assim, evita-se que uma pessoa obsediada seja obrigada a tomar medicamentos inadequados.
O médico pode não saber o que é uma atuação espiritual, mas deve conhecer com clareza uma psicose.

O Dr. Sérgio alerta, dizendo que "na prática, embora o Código Internacional de Doenças (CID) seja conhecido no mundo todo, lamentavelmente o que se percebe ainda é muitos médicos rotularem todas as pessoas que dizem ouvir vozes ou ver espíritos como psicóticas e tratam-nas com medicamentos pesados pelo resto de suas vidas".

Observo, na minha atividade de terapeuta holístico e investigador de assuntos da espiritualidade, que a grande maioria dos pacientes, rotulados pelos psiquiatras de psicóticos por ouvirem vozes (clariaudiência) ou verem espíritos (clarividência), na verdade, são médiuns com desequilíbrio mediúnico e não com um desequilíbrio mental, psiquiátrico.
Na verdade, os pacientes poderiam se curar a partir do momento que tivermos uma Medicina que leva em consideração o Ser Integral.

Portanto, a obsessão espiritual, como uma enfermidade da alma, merece ser estudada de forma séria e aprofundada para que possamos melhorar a qualidade de vida do enfermo. Nesse sentido, eu convoco os dirigentes e estudiosos do Espiritismo a tratar com mais discernimento esse delicado problema: a obsessão.

O mesmo lamento do Dr. Sérgio, em relação aos médicos, eu tenho em relação às ações desenvolvidas nos Centros Espíritas.
Onde se vê a intensiva ação de "tirar" Espíritos obsessores, ao invés de se doutrinar os pacientes. Ou seja: a mesa tá cheia de moscas? Evite gastar energia espantando-as. Aja com inteligência: limpe os farelos da mesa.
Texto Revisado


Consulte grátis
Mapa Astral   Tarot   Numerologia  
 
Compartilhe
Facebook   E-mail   Whatsapp


Autor: Wilson Francisco   
Terapeuta Holístico. Desenvolve processo que faz a Leitura da Alma; Toque Quântico para dar qualidade à circulação e aos campos vibracionais; Purificação do Tronco Familiar e Cura de Antepassados para Resgatar, Atualizar e Realizar o Ser Divino que há em você. Agendar pelo WhatsApp 011 - 959224182 ou pelo email wilson153@gmail.com 
E-mail: wilson153@gmail.com
Visite o Site do autor e leia mais artigos.


Publicado em 22/08/2019

Veja também
Por que meus filhos não conseguem ir para a Vida nem ser felizes?
Fracasso ou Sucesso?
Fibromialgia e vidas passadas
Dificuldade na aprendizagem
É hora de acordar!
A busca

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.



Energias para Hoje
sexta-feira, 20 de setembro de 2019

energia
I-Ching: 08 – PI – MANTER-SE UNIDO
Momento favorável à solidariedade. O isolamento enfraquece, a união faz a força. Colabore.


energia
Runas: Jera
Desfechos benéficos e resultados tangíveis para hoje.


20
Numerologia: Cooperação
O dia pede calma e tranqüilidade. Trabalhe em cooperação com os outros. Nada de agitação uma posição de quietude será benéfica hoje. Inspire outros a atingirem seu potencial máximo. Tenha cumplicidade.




Horóscopo

Áries   Touro   Gêmeos   Câncer
 
Leão   Vírgem   Libra   Escorpião
 
Sagitário   Capricórnio   Aquário   Peixes





 
© Copyright 2000 - 2019 Somos Todos UM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa