auravide auravide

Mudar de idéia é vital


Facebook   E-mail   Whatsapp

A vida está é um processo contínuo de mutação. A única constante é a mudança. Apesar disso, os conceitos que regem nossa sociedade versam todos pela constância, pela coerência e pela manutenção das tradições. Não que isso por si só configure um problema, apenas a rigidez com que pregamos isso me causa incômodo.

Quando reencontro amigos, especialmente aquele da época dos estudos, com quem durante anos compartilhei sonhos e anseios, espanto-me com a forma como suas vidas parecem ter tomados rumos tão distintos daqueles que eles planejavam. As necessidades levam-nos mais e mais distantes dos nossos sonhos e, de repente, nos pegamos, adultos, acreditando que sonhar é disciplina da infância. Adultos têm compromissos, prestações, empregos, obrigações...

Experimente conversar com um colega de trabalho e pergunte o que ele desejava ser quando crescesse, arrisco dizer que não se parece em nada com o que ele faz hoje. Claro, existem pessoas realizadas e são elas quem nos inspiram, mas não se trata da maior parte das pessoas, infelizmente.

E se você se arriscar a entrar mais fundo na questão, vai descobrir que o que leva a maior parte das pessoas a desistir de seus sonhos é o medo. De medo em si não vamos falar, porque existem muitos, vários tamanhos e formas, basta escolher. Mas os mestres todos não nos ensinam que o medo de fato não existe? Que se trata de mera delusão, da capacidade exacerbada que temos de prever desfechos trágicos para coisas aparentemente banais?

Por vezes, assistimos a um filme ou mesmo um dos tantos seriados que passam diariamente na televisão e nos identificamos a tal ponto com determinado personagem ou situação, que a vontade que nos perpassa é a de levantar do sofá antes mesmo do fim do programa e mudar nossas vidas. O programa acaba, a vontade aos poucos aferrasse, um suspiro profundo nos inunda o peito e, de repente, estamos novamente mergulhados em nossa antiga vida e na antiga crença de que sonhar é para os pequenos ou para osloucos.

Não o estou convidando a desfazer-se de sua vida, mas a refletir sinceramente até que ponto o medo é real como coisa que possa paralisá-lo. Nenhuma mudança precisa ser brusca, começa com um curso, uma atividade em grupo, uma pesquisa na internet, quem sabe um hobbie? E aos poucos estamos envolvidos com as pessoas e lugares que nos fornecem opassaporte para a realização dos sonhos antigos.

Você pode até protestar e dizer que essas coisas só acontecem nos filmes e se é assim, lá vai uma provocação: colocar-se diante da vida com a certeza de que os sonhos não foram feitos para serem realizados transforma você em que tipo de pessoa? Não sei qual a sua resposta, a minha é a seguinte: certamente não o tipo de pessoa que possa dizer a uma criança que ela pode ser aquilo o que quiser quando crescer.

Experimente mudar, não precisa ser muito, quem sabe apenas trocar um cafezinho por um chá de hortelã? Texto revisado

Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 5


estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

Conteúdo desenvolvido por: Ana Person   
Visite o Site do autor e leia mais artigos..   

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Espiritualidade clicando aqui.

Veja também © Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade










Receba o SomosTodosUM
em primeira mão!
 
 
Ao se cadastrar, você receberá sempre em primeira mão, o mais variado conteúdo de Autoconhecimento, Astrologia, Numerologia, Horóscopo, e muito mais...


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2022 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa