auravide auravide

Na luz do amor


Facebook   E-mail   Whatsapp

Sobre o Natal... Lembro-me perfeitamente como essa data era aguardada com ansiedade há alguns anos. Na minha infância, nada era tão mágico quanto o momento de reunir familiares e amigos, trocar presentes, sorrisos e abraços e reunir a todos em volta de uma mesa farta. E tudo se repetia ao longo dos próximos sete dias, afinal, ainda tinham as comemorações de ano novo. Hoje os rituais se repetem, mas conforme amadurecemos, os conceitos também amadurecem. Particularmente, não dou mais a mínima importância para presentes e guloseimas, isso não me torna um indivíduo melhor. Percebo que a data do Natal, por si só, também não faz nenhum indivíduo ser melhor. Porém, a mensagem e o espírito natalino podem ser importantes na formação moral de um indivíduo, desde que canalizadas para a nossa intimidade; mas é aí que existem algumas falhas no nosso comportamento.

Primeiro: assim como qualquer outra data comemorativa, o espírito natalino só é lembrado uma vez por ano. Temos a memória muito curta. Só lembramos do valor da mulher em uma determinada data; só lembramos da preciosidade que são pais e mães quando chega esse dia; só lembramos que negros e brancos são iguais quando se aproxima a data da consciência negra e, de forma parecida, buscamos o amor e a paz ensinados por Jesus no período natalino.

Segundo: pelo fato de que nosso amor não está adequadamente desenvolvido, achamos que podemos expressá-lo por meio de presentes, inclusive para crianças. Não é raro observarmos que surgem até algumas chantagens do tipo: "se você se comportar e tirar boas notas, ganhará um belo presente de Natal!".

Em termos de moralidade, estas condutas não nos acrescentam absolutamente nada. No caso dos presentes, a criança pode até se comportar e tirar boas notas, mas assim que conseguir aquilo que quer, voltará a ser a mesma pessoa, porém, agora com o conhecimento de que a chantagem pode lhe trazer benefícios em curto prazo. Se eu puder deixar uma contribuição, quero trazer a reflexão para uma mudança de paradigma. Não há por que pensar que precisamos ser religiosos, o fato é que precisamos ser indivíduos melhores. Todos sem exceção precisamos desenvolver o amor de forma incondicional. Jesus foi um (mas não o único) exemplo a ser seguido. Seus ensinamentos morais nos dão um norte, uma direção. Mas pergunto: conseguiremos ser indivíduos melhores lembrando de sua mensagem apenas em datas específicas? Creio que não. Para mim, o espírito natalino deve ser observado e cultivado todos os dias, pois todos os dias temos a obrigação moral de sermos bons, humildes e amorosos. Com todo o respeito, mas não há absurdo maior que reservar feriados para termos conduta adequada.

Se quiser presentear, presenteie! Se quiser oferecer uma ceia para parentes e amigos, faça-o! Se preferir viajar, aproveite ao máximo! Mas não se iluda pensando que isso te isenta da necessidade de espalhar amor, respeito e humildade por onde passar. Afinal, este presente que está ao alcance de todos nós, todos os dias!  Basta embrulhá-lo com um sorriso doce e sincero!

Texto revisado

Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 2


estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

foto-autor
Conteúdo desenvolvido por: Leandro José Severgnini   
Palestrante espiritualista e escritor. Autor dos livros intitulados "Dias de Luta, Dias de Glória", "Liberdade - Nada Menos Que Tudo" e "Em busca do infinito".
E-mail: [email protected] | Mais artigos.

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Espiritualidade clicando aqui.

Veja também © Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade










Receba o SomosTodosUM
em primeira mão!
 
 
Ao se cadastrar, você receberá sempre em primeira mão, o mais variado conteúdo de Autoconhecimento, Astrologia, Numerologia, Horóscopo, e muito mais...


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2022 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa