auravide auravide

O bem e o mal, na busca do paraíso


Facebook   E-mail   Whatsapp

Passamos por experiências que nos trazem questionamentos. Um dos mais comuns é:
O que fazer quando em nosa vida tem alguém próximo que vive uma sombra de crueldade? Como se comportar: deve se afastar? Deve ter compaixão e aceitar? Mas isto não corre o risco de ser alvo da maldade do outro? O que fazer?
Como diz o professor  Ruy Espírito Santo, o MAL é a ignorância do BEM. Quem ignora  quem se  É, perde o contato com o que é essencial e se move dentro da sombra que traiçoa. 

Em verdade, todos temos um mal como parte de nós. Quem nunca sentiu alguma inveja por algo que um outro alguém conquistou e que nós não nos oferecemos a  oportunidade? Ou desejou, mesmo que por segundos, que alguém pudesse se dar mal? Ou teve ciúmes, raiva, comeu o melhor pedaço da comida, não ligou para aquele amigo, pois não queria fazer aquele favor, nunca fez uma doação, falou mal de alguém assim que essa pessoa deu as costas, e tantas outras "maldades" que permeia a condição de ser humano.

Temos um pressuposto de contemporizarmos as nossas ações  maldosas e enxergarmos de forma grandiosa o "mal" do outro. Sabe aquela história da fila indiana? O nosso mal está na mochila das costas, por isto quem está atrás de nós, nos vê com toda a facilidade. Assim como enxergamos o que está na nossa frente, mas a nossa mochila... parece sempre leve!!
Mas como lidar com o mal que pode machucar de maneira contudente? Primeiro, aceitando a idéia de que somos todos bonzinhos e mauzinhos. Segundo reconhecendo seu senso de ética: Sua verdade cabe ter ações que preconiza o respeito, a ética, a honestidade, o cuidado, a empatia, o amor, tolerância, sabedoria, honestidade, confiabilidade?
Então, se você vive esta verdade, a ignorância do "mal" do outro, não vai ter espaço na sua vida. O "segredo" é a sua ação com você mesmo e consequentemente na percepção da relação com o outro. O ‘mal do outro pode até tentar, mas a sua verdade impõe o limite da contaminação. Simplesmente, não existe projecão do meu mal no mal do outro. O outro pode nunca sair de sua ignorância, mas se você vive sob a luz do conhecimento de si mesmo, você só vai poder olhar para essa pessoa e lamentar muito o que ela não pôde ainda construir de bom. 

Se você consegue partilhar sua vida junto com aquele alguém movido pela sua ignorância,  percebe e se  sustenta em se manter leal a quem você É, PARABÉNS!! Você está conseguindo que sua LUZ seja maior do que sua sombra, reconhecendo-se com todo o seu mal e bem, se fundindo no encontro do PARAÏSO, onde  vive a morada do self.
Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 9


estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

foto-autor
Conteúdo desenvolvido por: Claudia Aguiar   
Visite o Site do autor e leia mais artigos..   

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Espiritualidade clicando aqui.

Veja também © Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade










Receba o SomosTodosUM
em primeira mão!
 
 
Ao se cadastrar, você receberá sempre em primeira mão, o mais variado conteúdo de Autoconhecimento, Astrologia, Numerologia, Horóscopo, e muito mais...


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2022 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa