auravide auravide

O Nascimento do Anjo


Facebook   E-mail   Whatsapp

Na manifestação divina existem três níveis de consciência: macro consciência (Brahmã), meso consciência (atma) e micro consciência (jivatma). A consciência macro é o pensamento divino em sua totalidade, ou a causa primordial que se reduz sem perder sua estrutura sendo denominada de meso consciência (atma). No processo de se converter em estrutura simplificada surge à micro consciência (jivatma).

Estas três estruturas de consciência divina estão no campo da entropia nula, acima da velocidade da luz, não existindo espaço e tempo, sendo denominado mundo divino ou metafísico. No processo de redução atinge o ponto de singularidade onde a energia de alta entropia, acima da velocidade da luz passa para baixa entropia, no nível da velocidade da luz surgindo às partículas elementares que se combinam formando os elétrons, átomos, moléculas e organismos materiais. No processo evolucionista, característico do mundo material, as combinações genéticas são predominantes culminando com o nascimento do filho do homem.

O ser humano, a partir do seu nascimento em determinada cultura, recebe inúmeras informações responsáveis pelo surgimento do ego que passa a controlar o corpo extenso (material visível) e os corpos pontuais (corpos materiais invisíveis aos sentidos do corpo extenso). A existência egótica é caracterizada por três modelos de comportamento: relativista, materialista e religioso. O comportamento relativista está centrado no agir baseado na sua própria utilidade; o comportamento materialista reflete uma consciência fundamentada nos estreitos limites da objetividade; o ego religioso suas ações e concepções são fundadas na fé onde cultua o incompreensível depositando sua confiança na fonte de transmissão oral ou documental. Diante do exposto, observamos duas estruturas existenciais: mundo metafísico de alta entropia e mundo material de baixa entropia, mundo da consciência micro e mundo egótico.

A partir do momento em que o ego reconhece sua finitude e limitações em todo o seu campo de atuação, inclusive religiosa ele se volta para seu interior buscando a micro consciência (jivatma). Quando passa a existir uma relação entre ego e jivatma ocorre o estabelecimento de uma ligação que faz surgir ou nascer o anjo. O anjo é a resultante da simbiose entre ego e jivatma. A ligação entre ego e jivatma ocorre no silêncio profundo do ego quando ele se nulifica perante o imensurável, fato explicado no Novo Testamento: "Eis que a virgem conceberá e dará à luz um filho, e ele será chamado pelo nome de Emanuel que quer dizer Deus conosco".

O anjo detém em si toda a estrutura de jivatma e toda estrutura do ego podendo atuar no plano metafísico e no plano da baixa entropia. Todos nós somos anjos em potencial e chegará uma época que os anjos herdarão o planeta Terra.

Texto revisado
Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 5


estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

Conteúdo desenvolvido por: Marcos Spagnuolo Souza   
Visite o Site do autor e leia mais artigos..   

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Espiritualidade clicando aqui.

Veja também © Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade










Receba o SomosTodosUM
em primeira mão!
 
 
Ao se cadastrar, você receberá sempre em primeira mão, o mais variado conteúdo de Autoconhecimento, Astrologia, Numerologia, Horóscopo, e muito mais...


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2022 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa