Autoconhecimento Autoajuda e Espiritualidade
 
Home > Espiritualidade

Os Alquimistas

por Marcos Spagnuolo Souza
Facebook   E-mail   Whatsapp   chat aura


Os alquimistas eram místicos que praticavam a senda do verdadeiro caminho da libertação e usavam símbolos da química para encobrir os significados ocultos. Os alquimistas buscavam a transmutação dos metais inferiores em ouro e trabalhavam para obterem o elixir da longa vida. Os anos passaram e estamos vivenciando um período de plena liberdade e também astrologicamente favorável a transmutação do ferro em ouro.
A transmutação dos metais em ouro refere-se à união alquímica entre ego e jivatma (micro consciência divina) que gera uma resultante angélica, que possui todas as potencialidades metafísicas e físicas, podendo viver no plano divino e também no espaço/tempo material. Para melhor compreensão podemos dizer que a união sexual entre o homem e a mulher resulta no processo de fecundação em que o espermatozóide penetra no ovócito gerando o embrião, e posteriormente o feto que culmina com o nascimento de uma criança, sendo que no plano místico a consciência divina (jivatma) fecunda o ego gerando o anjo. O corpo humano é comparado ao útero onde ocorre a junção entre a estrutura da consciência divina (jivatma) com a estrutura egótica originando a semente do ser não-humano, ou angélico. O novo ser não-humano que veio a existência absorve a estrutura humana e divina e de glória em glória se aproxima de Deus. Diante do exposto, a missão do ser humano é oferecer sua estrutura somática e psíquica para ser fecundada pelo divino. O objetivo da vida humana é desenvolver o processo que culmina com o nascimento do anjo. A caminhada do ego passa por vários nascimentos e chega-se a um ponto em que percebe sua impossibilidade de ir além do tridimensional.
Quando o ego percebe a sua fragilidade e se rende ao imensurável é fecundado pelo divino dando origem ao terceiro núcleo que é o anjo. O primeiro núcleo é denominado jivatma, o segundo núcleo é o ego; o terceiro núcleo produzido pela união do primeiro e segundo núcleo é o ser angélico. Diante do exposto podemos compreender com mais facilidade as palavras de Mateus: "o nascimento de Jesus Cristo foi assim: Estando Maria, sua mãe, desposada com José, sem que tivessem antes coabitado, achou-se grávida pelo Espírito Santo." "(...) apareceu para José, em sonho, um anjo do Senhor, dizendo: José, filho de Davi, não temas receber Maria, tua mulher, porque o que nela foi gerado é do Espírito Santo".

Texto revisado


Consulte grátis
Mapa Astral   Tarot   horoscopo




Gostou deste Artigo?    Sim    Não   

starstarstarstar Avaliação: 4 | Votos: 5
Atualizado em 22/05/2011

Veja também
artigo A resiliência pode ajudá-lo a superar a crise
artigo Só o agora importa
artigo Você sabe quem é quem na trama familiar da mãe abusiva?
artigo Coração Ardente

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




horoscopo



Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa