auravide auravide

Ouvindo seu Coração - Lição Animal


Facebook   E-mail   Whatsapp

Nesse domingo, dia 27/05/2012, tivemos uma perda na família. Minha cadelinha Brida, de apenas 9 aninhos de idade, se foi.
Ela já estava doente fazia tempo, porém, foi diagnosticada inicialmente apresentando uma pneumonia. Foi tratada com antibióticos, mas ainda assim continuou com uma estranha tosse, e respiração ofegante. Levada no veterinário sábado, este nos informou que ela estava com uma anemia muito forte, algo que condiz com a realidade dela, pois ela não estava se alimentando direito nessa última semana. Levadas às pressas por minha irmã, cunhado e pai na veterinária no domingo, pois ela não estava andando, a veterinária, ao retirar o primeiro tubo de sangue para realizar os exames, ouviu um último gemido de Brida, que faleceu em seguida.

Tirando a tristeza que fica, por ela ser um ente familiar de nossos corações, pensei muito na questão de alma dos animais. E noto que Brida sofria muito, além de suas questões físicas. Ela era um animal órfão, pois quem cuidava dela era minha irmã Paty, que a criou ao seu lado diariamente. Quando a Paty faleceu, Brida sentiu muito sua falta. Em seguida, as duas cadelinhas que conviviam com ela no quintal, também faleceram. Ou seja, a Brida teve três perdas muito dolorosas, e agora está descansando também.


Percebi, então, que a saúde de Brida foi se deteriorando aos poucos; primeiro, na esfera emocional, e depois na esfera física. Na realidade, sua triste trajetória vem nos dar um recado muito importante, que é a importância de cuidarmos de nossas emoções.
Simplesmente, enfrentamos diariamente decepções, situações estressantes e cultivamos dentro de nossos corações ressentimentos, raiva, depressão, e nada fazemos para mudar isso. E claro que cultivando tanta coisa negativa dentro de nós, chega um momento que o corpo não aguenta mais e expressa tudo isso, na forma de uma doença, que muito nos faz sofrer.


A questão é, por que temos tanto medo de nos enfrentar? Por que temos tanto medo de ser o que somos?


Às vezes, penso que a vida de Brida é muito parecida com a de várias pessoas. Simplesmente, as pessoas passam a vida sofrendo em silêncio. Existe um ditado de dupla interpretação, que diz o seguinte: "O mundo não pára, para que você conserte o seu coração quebrado". Esse ditado vem a calhar quando estagnamos em um determinado sofrimento e deixamos de viver a vida. Porém, muitas vezes as pessoas vivem esse ditado de forma distorcida, ou seja, por acreditarem não ter tempo suficiente para se curarem, deixam de lado as feridas. Só que as feridas, continuam lá. Elas não somem, simplesmente. Elas permanecem lá, para que você as cure, as aceite, as compreenda integralmente. E somente assim, elas cicatrizam.


Em homenagem a um dos anjos da minha vida que já se foi, que é a Brida, peço que hoje, você se aceite. Peço que você olhe para dentro de você, e veja quais são as coisas pelo qual você não se perdoa. Se perdoe agora. Pois você só pode descobrir que foi errado, fazendo. Se você não tivesse errado, não saberia o que era o certo. O que é que você tem tanto medo de mexer fora isso? E por que você tem esse medo?
Somente hoje, desligue sua TV. Somente hoje, ouça sua própria voz. Somente hoje, elabore uma lista de tudo aquilo que você há anos vem postergando. E se pergunte: ‘Por que eu não quero resolver isso?
Fazendo isso, você estará automaticamente se aceitando. Automaticamente, estará se ouvindo, ouvindo seu coração.
Agora que escreveu, TOME UMA DECISÃO QUANTO AO QUE ESCREVEU. O que você vai fazer? Vai arrumar isso? Vai resolver? Lembre-se que, não tomar uma atitude é continuar com essa pendência lhe corroendo por dentro. Vale a pena continuar no sofrimento?


Deus espera de você uma contribuição. Sabe qual é? É a atitude de SER FELIZ com o que você é, não com o que você tem. O que você tem, não importa a Deus. O que importa, é quem você é. É a sua força interior, sua crença, sua energia, sua alegria...E de repente, quando se der conta... Aquilo que você guardou de ruim por tantos anos, simplesmente não existe mais, não lhe importa mais, pois você estava muito ocupado (a) sendo você mesmo, e acessando o Deus de dentro de você... E o Deus dentro de você, tudo perdoa, só sabe amar... você!



Obs: Brida, te amo muito. Vou sentir saudades, meu anjo...

Texto revisado
Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 8


estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

foto-autor
Conteúdo desenvolvido por: Karen Thiemi    
Atua como Terapeuta Holística em SP realizando Quick Massage, Reiki - Método Tradicional USUI, Radiestesia e Radiônica, Tarot Cigano e Hindu.
E-mail: [email protected] | Mais artigos.

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Espiritualidade clicando aqui.

Veja também
© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade










Receba o SomosTodosUM
em primeira mão!
 
 
Ao se cadastrar, você receberá sempre em primeira mão, o mais variado conteúdo de Autoconhecimento, Astrologia, Numerologia, Horóscopo, e muito mais...


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2022 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa