auravide auravide

Por que isso sempre acontece comigo?


Facebook   E-mail   Whatsapp

Ao renascermos nessa vida, encontramos todo o palco montado para a nossa atuação. Encontramos aqueles que farão o papel de nossos pais, os que serão nossos familiares, os que serão nossos amigos mais íntimos, os parceiros amorosos, e todas as pessoas que de alguma forma precisam estar em nossa vida. Nascemos no país que escolhemos, na condição social e financeira necessárias para o nosso crescimento espiritual. Nosso corpo material é moldado não só de acordo com as necessidades da vida atual, mas principalmente através do que foi construído vida após vida, na sucessão infinita de encarnações, através do uso e, principalmente, dos abusos a que nos expusemos, pela qualidade das nossas ações, dos nossos pensamentos e dos nossos sentimentos. Todos temos questões a serem resolvidas e todo esse cenário é montado justamente com esse fim: trazer para a realidade da carne as lições que ainda não foram bem aprendidas, com a salutar bênção do esquecimento.

E aí, nascemos, crescemos, amamos, odiamos, comemos, trabalhamos, dormimos e vivemos como se essa fosse a nossa única realidade, esquecendo-nos totalmente da nossa origem espiritual, da nossa verdadeira casa. E tudo começa a ter um peso extraordinário, pois acreditamos que tudo o que possuímos é nosso por direito. E aí começa o sofrimento... esqueceu que tudo é empréstimo? Esqueceu que as dores são gatilhos? E que esses gatilhos, ou situações recorrentes, são exatamente as lições que viemos aprender? Se temos por hábito nos sentirmos ofendidos com facilidade, encontraremos pessoas e situações que nos testarão incansavelmente, até que adquiramos maturidade suficiente para entendermos que nossa sensibilidade doentia não é culpa de ninguém..é de nossa inteira responsabilidade.

Se temos facilidade para nos sentirmos rejeitados, passaremos por situações de rejeição inúmeras vezes, até que saibamos lidar com a carência que habita em nós. E assim é com todo e qualquer tipo de aborrecimento ou sofrimento que bata à nossa porta. São os gatilhos divinos, chamando-nos à maturidade espiritual. A vaidade, o ciúme, a raiva, a impaciência, a revolta, o individualismo, o negativismo, o medo, a ganância, a arrogância, a crueldade, a insegurança, a desconfiança, a crítica, a preguiça, a tristeza crônica, a falta de amor próprio, a surdez espiritual, o materialismo, o egoísmo serão pouco a pouco trabalhados em nós, até que nos livremos desses traços de personalidade que somente nos trazem dor e dificuldades.

Estejamos, portanto, atentos aos gatilhos da nossa vida. Que situações se repetem em sua vida? Que lições elas podem lhe trazer? Respondendo a essas questões, estaremos olhando nossa real personalidade com muito mais responsabilidade e lucidez. Culpar o outro, a vida, a conjuntura, ou qualquer fator externo pela nossa infelicidade é sempre mais cômodo. Podemos fugir, nos enganar ou enganar os outros, porém, somente quando nos sentirmos realmente responsáveis por tudo o que nos acontece é que estaremos dando um passo seguro na direção da libertação, da real felicidade.

Da próxima vez que alguma situação ruim se repetir em sua vida, lembre-se: aí está o desafio que você veio superar nessa encarnação!

Namastê!

Texto revisado
Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 12


estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

foto-autor
Conteúdo desenvolvido por: Fernanda Canellas   
Visite o Site do autor e leia mais artigos..   

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Espiritualidade clicando aqui.

Veja também © Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade










Receba o SomosTodosUM
em primeira mão!
 
 
Ao se cadastrar, você receberá sempre em primeira mão, o mais variado conteúdo de Autoconhecimento, Astrologia, Numerologia, Horóscopo, e muito mais...


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2022 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa