auravide auravide

QUERO UM AMOR QUE SEJA BOM PRA MIM



Num mundo cheio de encontros e desencontros como vivemos hoje, encontrar um amor verdadeiro pode ser um grande alento para nosso coração e uma grande motivação para vivermos mais intensamente a vida. Às vezes, porém, encontrar um amor não significa alcançar o paraíso ou estar em constante estado de bem estar, pois quantos de nós já encontramos o amor com a face da disputa, da traição, do desinteresse do outro, da falta de atenção, da mentira, do orgulho... máscaras na verdade do desamor por si mesmo, e não do amor pelo outro.

Estamos num momento único, a natureza e o planeta clamam por amor e talvez sejamos, sim, um exemplo de tudo isso, pois assim como a nossa querida Terra, quantas vezes nos permitimos ser explorados pelo outro, quantas vezes doamos nossa atenção, demos nosso colo amoroso e tal como o planeta recebemos o descaso e a falta de valor como resposta.

Talvez estejamos agora entendendo que é um outro tipo de amor a que estamos ansiando, um amor que insere tudo, que integra as diferenças, que olha com carinho e que cuida para preservar o que foi plantado e vivido – o amor compartilhado.

Esse tipo de amor faz crescer, traz alegria, união e nos faz sentir importantes primeiro para nós mesmos e depois para o mundo, pois o amor verdadeiro espelha o bem e o mal que existe dentro de cada um de nós, mas percebe que eles convivem e precisam um do outro para que a consciência desperte.

Assim como a nossa querida Terra parece estar cansada de nossas falsas tentativas de amar... também nós estamos cansados de aceitar menos do que merecemos e para isso devemos começar a acreditar que existem, sim, amores que são bons para nós e outros que não são e que nos fazem chorar e sofrer.

Somos livres, no entanto, para fazermos nossas escolhas, abandonarmos as ilusões, as expectativas e os sonhos irreais e nos sentarmos diante da janela e olharmos para as flores, para o céu, para a chuva, enfim para a vida e optarmos pelo amor que faz bem, que alimenta, que nutre e que existe aí no mundo pronto para quem tem olhos para ver...

Fico, então, com Frejat e termino esta reflexão dizendo hoje:
EU QUERO UM AMOR QUE SEJA BOM PRA MIM...
VOU PROCURAR... EU VOU ATÉ O FIM...
E que eu, você e nossa querida TERRA, possamos encontrá-lo.

Texto revisado

Publicado dia 28/10/2007

  estamos online

Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 35




Veja também
© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade











auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa