auravide auravide

Reforma Íntima - Pela Dor ou Pelo Amor


Facebook   E-mail   Whatsapp

Também conhecida por transformação interior, a reforma íntima tem um significado muito profundo em nossa evolução.

Nossa casa interior, morada do espírito, com a vivência diária, vai acumulando sentimentos, experiências, conflitos e emoções. Nela guardamos o nosso passado desta e de outras vidas. Algumas coisas são muito boas, outras nem tanto, algumas muito úteis e outras ultrapassadas.

Antes de nascermos, no plano espiritual é traçada a trajetória de nossas vidas, conforme o que mais estejamos necessitando aprender. Desenvolvemos uma série de talentos a cada encarnação. Nossa profissão, nossa família, nossos amigos e principalmente nossas dificuldades, são os instrumentos para o aprendizado e o crescimento espiritual, transformando aos poucos nossa pequena casa interior.

O espírito se aprimora com cada vivencia, seja pela dor ou pelo amor. Estamos sempre evoluindo, jamais retrocedemos, porque não há como voltar. Podemos, sim, estacionar por algum tempo. Isso acontece quando estamos sofrendo e não conseguimos sair da energia da dor.

Algumas vezes parece que estamos andando para trás, porém isso não é verdade. O que acontece é que somos defrontados com situações difíceis, as quais ainda não sabemos como lidar, ainda não adquirimos a devida maturidade e competência. Então, a impressão é que somos desprezíveis, por não termos a capacidade de darmos conta da questão.

Sentimos nossa autoestima muita baixa e entramos num estado depressivo, porque tínhamos expectativas diferentes sobre nós mesmos e consideramos que não alcançamos o que deveríamos alcançar. É um engano. Em nossa rotina atraímos para nossa vida os aspectos que ainda temos que desenvolver. Isso não significa que já não tenhamos muitos talentos, conhecimento e sabedoria.

Ser competente exige a vivência que, entre erros e acertos, aparelha-nos com recursos e conhecimento.
Às vezes nos demoramos a aprender com um acontecimento porque não o acolhemos com sinceridade e compaixão. Reagimos de forma negativa e nos cristalizamos ao sofrimento. Somos dominados pelo orgulho e não admitimos a responsabilidade que temos por nosso mundo interno. Apegamo-nos as velhas crenças de culpa ou de vítima, que se fundamentam no julgamento.

Quantas vezes você se viu numa mesma situação, já vivida tantas outras vezes?
Problemas financeiros, discussões familiares, relacionamentos amorosos que sempre terminam do mesmo jeito. Podem ser lugares diferentes, pessoas diferentes, mas, sempre a mesma situação constrangedora e aflitiva.

Quando aprendemos com uma determinada vivência, que apenas refletia a nossa confusão interior, a transformação se faz, iluminando o canto escuro que escondia nossa ignorância. Expandimos nossa casa interior e nos sentimos mais leves, sem o peso dessa dor.

Precisamos aprender através de nossa potencialidade criativa a transformar uma situação problemática, sem reagir. Não temos o controle sobre os acontecimentos externos, mas podemos controlar o nosso mundo interior. Levar nossa atenção para dentro de nós. Assimilando a situação, compreendendo o seu significado e sua sincronicidade. Tornar-se competente e sábio diante da questão , libertando-se para outros aprendizados. Assim, não temos mais que passar por esse sofrimento.

Não podemos menosprezar as experiências que a vida nos oferece. O universo nos traz tudo que necessitamos e, muitas vezes, por não percebermos o presente, deixamos de lado a oportunidade que nos é oferecida. Por isso, é importante agradecermos por tudo que passamos, pelos acontecimentos que a vida nos traz, sem reclamações e revolta.
A reforma íntima é um processo constante e que ocorre através do desapego dos sentimentos, valores e crenças que não nos servem mais, abrindo espaço para novas experiências. Despertar a consciência para o significado dos acontecimentos. Vivenciar com o coração e a mente abertos à experiência, sem rótulos, sem preconceitos.

Apesar da necessidade dessa transformação, muitas vezes, ficamos presos, sem ação. Demoramo-nos a jogar fora o que não serve mais para nada, teimamos em considerar que já estamos acostumados com aquele “vaso” do tempo da “vovó” ali em cima daquela mesa. O vaso já está rachado e não dá para ser usado com lindas flores. Não tem mais cor e nos remete ao passado e nos faz chorar.

Como fazer essa reforma tão complicada, que nos trará à tona coisas antigas que não queríamos mais mexer, que preferíamos deixar lá, naquele cantinho?
Quando nos colocamos à disposição para vasculharmos nossa casa interior, não achamos apenas cacarecos, encontramos também joias perdidas pelo porão.
Movermo-nos além do sofrimento é o caminho que leva a novas descobertas e paisagens.

Parar de sofrer é nossa decisão. Pense em uma situação na sua vida que lhe traz sofrimento. Feche os olhos e sinta como seu corpo e suas emoções reagem a essa situação. Perceba que são reações e você não precisa ficar submisso a isso tudo que lhe faz sofrer. Se sentir raiva e disser que “nunca mais vai querer passar por isso”, continuará reagindo.

Raiva, medo, depressão, ansiedade, são reações emocionais e não lhe ajudarão. Você quer algo novo?
Reconheça a emoção e acolha com sinceridade. Não se culpe por essa emoção, apenas deixe que ela vá se dissolvendo. Quando reconhecemos nossas reações automáticas, imediatamente elas começam a perder a força.

Olhe para si mesmo e permita a  reforma íntima. Você é o único responsável pelo que sente e por sua casa interior.
Limpe e se desapegue de tudo que encontrar de velho e limitante, permita-se ao novo.
Pare esse diálogo interior que mantém em sua mente. Não dê mais tanta atenção a ela, que fica o tempo todo dizendo a você como deve agir.

Comece a praticar o caminho da meditação. Não há recurso melhor para entrar em contato consigo mesmo e com seu mundo interior. Dessa forma, você poderá ouvir o seu espírito que clama por transformação. O seu eu superior quer ser manifestar em sua vida, mas para tanto, você precisa abrir espaço a ele. Ele se manifesta quando estamos calmos, em paz e sintonizados na energia amorosa.
Seja pela dor ou pelo amor, a reforma se fará. A escolha é nossa!
Salve!

Para saber mais sobre Nadya Prem, Espiritualidade e Psicoterapia Transpessoal acesse, https://www.psicologiaespiritualista.blogspot.com.br

Participe do grupo https://www.facebook.com/groups/espiritoespirito https://www.facebook.com/nadyaprem

Para agendar Orientação Metafísica envie um e-mail para mailto:[email protected]
Texto Revisado

Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 145


estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

foto-autor
Conteúdo desenvolvido por: Nadya Prado   
Psicoterapeuta Transpessoal Técnica Naturopata, com extensão em Psicopatologias Psicanalíticas e Psicossomática Contemporânea., estudiosa dos estados alterados da consciência e transtornos psicológicos, inclusive mediunidade transreligiosa. Atendimentos online no skype Informações e agendamento envie email para [email protected]
E-mail: [email protected] | Mais artigos.

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Espiritualidade clicando aqui.

Veja também © Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade










Receba o SomosTodosUM
em primeira mão!
 
 
Ao se cadastrar, você receberá sempre em primeira mão, o mais variado conteúdo de Autoconhecimento, Astrologia, Numerologia, Horóscopo, e muito mais...


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2022 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa