auravide auravide

Reptilianos


Facebook   E-mail   Whatsapp

Estamos dentro de um universo que não é real, chamado mundo da virtualidade e das coisas efêmeras ou transitórias. Nesse universo tudo parece real, mas possui apenas aparência de realidade. O tempo devora tudo que é virtual e todas as coisas que possuem forma são consumidas pelo tempo. Quando o tempo acabar de consumir todas as coisas a forma desaparece e em decorrência o espaço. Sem a existência da forma e do espaço o tempo que dissipou tudo se devora deixando de existir. O mundo material é irreal porque desaparece não deixa nenhum vestígio. Do macrouniverso não restará nenhuma partícula responsável pela sua concretude.

Chegará um dia que não mais existirá nenhuma forma e, onde não existe forma, o espaço desaparece e com ele o tempo. Tentar ir contra qualquer tipo de desaparecimento é uma incoerência porque tudo que é matéria está confinada à morte, inclusive as partículas elementares desaparecem. Todo o macrouniverso vai desaparecer.

Além do universo material, existe o universo astral onde estão os arquétipos das coisas existentes no plano da objetividade. No plano subjetivo ou astral estão os modelos de todas as coisas acopladas com as emoções, sentimentos, desejos e, vontades que estas coisas produziram. No plano astral, temos as formas no estado de menor condensação interpenetradas por fatores emocionais existindo uma simbiose entre as tênues formas e os conhecimentos responsáveis pela gênese dos arquétipos. O plano astral, apensar de possuir uma duração maior que o plano objetivo, será decomposto e suas cinzas serão transformadas no nada.

Do mundo objetivo e subjetivo não ficará pedra sobre pedra devido sua virtualidade. Ele existiu, existe e existirá por mais alguns períodos devido às alucinações dos reptilianos que surgiram devido ao misterioso desequilíbrio em um ponto da singularidade ocorrendo à manifestação espontânea desses seres. Os reptilianos estão entre o mundo material e o plano da singularidade, assim sendo, possuem a imortalidade, mas suas obras são finitas. O universo material desaparece, mas eles o recriam novamente. Os reptilianos são representados pela serpente que é o símbolo da energia finita, ou força que contém em si a vida e a morte, as formas que assume não são mais que peles que largam pelo caminho.

Opondo-se ao mundo dos reptilianos, temos o universo dos Sagrados Anjos Guardiães representado por um par de asas com um círculo (sol) na junção das duas asas, ou por uma pomba: “o Espírito Santo desceu sobre ele em forma corpórea como pomba”.

Texto revisado
Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 11


estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

Conteúdo desenvolvido por: Marcos Spagnuolo Souza   
Visite o Site do autor e leia mais artigos..   

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Espiritualidade clicando aqui.

Veja também
© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade










Receba o SomosTodosUM
em primeira mão!
 
 
Ao se cadastrar, você receberá sempre em primeira mão, o mais variado conteúdo de Autoconhecimento, Astrologia, Numerologia, Horóscopo, e muito mais...


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa