auravide auravide

Sensação de estagnação: de onde vem?


Facebook   E-mail   Whatsapp

Quantas vezes nos pegamos diante de momentos em que estamos quase chegando ao final na realização de algum projeto ou objetivo, ou nos sentindo avançar em nosso processo de autoconhecimento e, de um momento para outro, simplesmente nos sentimos estagnados. Tudo estava fluindo e acontecendo de maneira tão natural e tranqüila, tudo o que desejávamos estava acontecendo, aos poucos, e não havia pressa em nosso ser, apenas a confiança. Mas tudo mudou, ficou sem sentido e parou de fluir, já não sentimos os mesmos impulsos internos que estavam nos movendo, já não sentimos o mesmo prazer e muito menos a mesma vontade de continuar fazendo. Por mais que tentemos insistir em prosseguir na mesma "passada", não conseguimos, pois nos sentimos amarrados e impossibilitados de nos expressarmos tão naturalmente como antes. Nossa reação, a principio, é de forçarmos a barra, de nos negarmos a aceitar os fatos e nos rendermos às evidências: algo mudou dentro de nós. Não há nada externo que esteja inviabilizando e impossibilitando a realização daquilo a que nos propusemos, mas há apenas uma realidade interna que nos interdita, contra a qual tentamos lutar: o nosso medo de prosseguir e enfrentarmos o que virá a seguir.

Diante de um momento como esse, a única coisa sábia que temos a fazer é ACEITAR. O real significado desta aceitação é parar de lutar contra algo que, de fato, está acontecendo. A não aceitação não nos ajudará em nada, muito ao contrário, só nos trará mais estagnação e desequilíbrio.

Dentro da aceitação, devemos olhar para os fatos que se apresentam,  com coragem e honestidade, e poderemos encontrar uma condição saudável de relaxamento, que promoverá certa quietude interna, "afrouxando" as correntes de nossa mente controladora, e só então, conseguiremos encontrar as saídas e soluções que estão diante de nós, esperando pacientemente que relaxemos para reconhecê-las. Se aceitarmos aquilo que está acontecendo conosco e tivermos o firme desejo de fazermos de tudo para encontrarmos as soluções e para criarmos novas possibilidades, logo estaremos em melhor condição de equilíbrio, para que possamos acessar nossa sabedoria e nossos recursos internos.

Neste ponto, poderemos perceber a dinâmica oculta do que está nos acontecendo e conseguiremos compreender a realidade divina dos fatos. É apenas uma questão de mudança de foco. Em um momento, tudo o que estávamos fazendo, da forma como estava acontecendo, fazia sentido e permitia que um fluxo natural acontecesse e trouxesse os resultados desejados, mas isto nos levou a um ponto de conquista. A partir deste ponto, para prosseguirmos, a mesma estratégia já não funciona mais, ela não é tão eficiente, pois a chegada a este ponto nos colocou em um novo momento e nos proporcionou mudanças internas, muitas negatividades foram confrontadas, enfrentamos desafios e nos tornamos diferentes, melhores e mais fortalecidos, prontos para uma nova etapa. Mas esta nova etapa requer novos recursos e estratégias, que nos levarão a enfrentar novos desafios. Outras questões de vida aflorarão e dificuldades se apresentarão, esta é a experiência de vida para todos, portanto, nova etapa requer também,  novas condições, novos recursos internos, mudança de atitude, mas, antes disto, requer mudança de percepção, precisamos ajustar nosso foco, nossa visão interna, para que possamos ver as coisas de uma forma nova.

Desta forma, podemos compreender que essa estagnação não é real, ela é apenas fruto das limitações de percepção de nosso Ego, para ele, se não estamos avançando a largas e velozes passadas, e diminuimos o ritmo, sua interpretação distorcida é de que estamos estagnados. Com um olhar atento e cuidadoso, poderemos perceber que nada parou e que internamente estamos em movimento, que nossa energia, que foi programada para fazer e realizar esse objetivo continua em seu curso, de forma natural e espontânea, indo à frente, para abrir caminho, para promover as mudanças necessárias. É somente o Ego que não percebe essa realidade sutil e poderosa. Foi nossa mente que parou de ficar "à milhão", com pensamentos excessivos, planejamentos mil, articulando, bolando estratégias, quando a mente não está tão agitada e no poder, a sensação é de que não há movimento, de que tudo estagnou.

Mas é justamente neste momento, de aparente estagnação, que tudo está de verdade começando a se realizar em nossa vida. Trilhamos um longo e difícil caminho até este precioso momento, só sabíamos que queríamos mudanças em nossa vida, mas não sabíamos como era esse tal "novo momento", pois ele é novo para nós, portanto, não o reconhecemos de pronto, não conseguimos sentir e saber que o tal momento tão almejado chegou e, claro, se a referencia mais próxima de um momento parecido com este, onde há menos intensidade e movimentação interna e externa, isto é classificado por nós como sendo estagnação, então é nisso acreditaremos.

Com esta compreensão, poderemos perceber que se chegamos a um momento como este, o melhor que temos a fazer, é relaxar e aceitar, e adquirirmos uma atitude firme, atenção, e com a consciência desperta de que o novo está à nossa frente e que nossa postura e atitude também deverão ser novas. Para nós, "isto não existe" em nosso catálogo de situações habituais, portanto, teremos que ter a consciência de que criaremos o novo, reinventaremos nossa vida, com os pés apoiados na base de tudo o que já vivemos até então, mas não poderemos usar nossa "vida anterior" como referência, se fizermos isso, estaremos apenas modificando o velho. Isto não é criar o novo. Precisaremos ter a atitude da criança, diante da novidade, da vontade de fazer e ser diferente, que confia em seus processos criativos, que acredita em possibilidades novas, mas que também tem discernimento e sabedoria para compreender que entre os processos criativos, onde teremos percepções de muitas possibilidades nunca antes sonhadas por nós e entre o momento em que tudo poderá se realizar na realidade física, existe uma distancia, um tempo de realização. Se tivermos pressa em realizarmos tudo aquilo que nossa mente superior e criativa nos mostrar como possibilidades, e não respeitarmos que as condições e o tempo daquilo que está sendo criado no "astral", para ser adaptado aqui, na realidade física, é diferente do nosso tempo e de nossas condições, nos perderemos novamente. A paciência e aceitação serão nossas aliadas. Pode parecer utópico, mas isto é fruto das limitações do Ego, que não quer que existam outras possibilidades de criação, a não ser a sua.

Se você sentir que isto é bacana, mas inviável em sua vida, pergunte-se qual o motivo dessa resistência e esteja aberto para quando as respostas vierem a você, não as busque, mas apenas aguarde. Porém, se você apreciou e acredita que é possível, deseje conseguir realizar sua vida dessa maneira e pergunte-se como deverá fazer para que isso possa ocorrer. Deseje se sintonizar com essas possibilidades que existem em potencial criativo e vibracional e está à disposição de todos. 
Texto revisado

Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 40


estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

foto-autor
Conteúdo desenvolvido por: Teresa Cristina Pascotto   
Atuo a partir de meus dons naturais, sou sensitiva, possuo uma capacidade de percepção extrassensorial transcendente. Desenvolvi a Terapia Transcendente, que objetiva conduzir à Cura Real. Atuo em níveis profundos do inconsciente e nas realidades paralelas em inúmeras dimensôes. Acesso as multidimensionalidades Estelares. Trago Verdades Sagradas.
E-mail: [email protected] | Mais artigos.

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Espiritualidade clicando aqui.

Veja também © Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade










Receba o SomosTodosUM
em primeira mão!
 
 
Ao se cadastrar, você receberá sempre em primeira mão, o mais variado conteúdo de Autoconhecimento, Astrologia, Numerologia, Horóscopo, e muito mais...


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2022 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa