auravide auravide

Simplesmente Feliz!


Facebook   E-mail   Whatsapp

  É interessante observar como as pessoas se mostram com aspecto de felicidade pelos corredores dos Shopping Center nesta época do ano.

É um vai e vem despreocupado e ao mesmo tempo apressado em busca das vitrines com os olhares inquisidores.

Quase não se observa os esbarrões dos ombros e o caminhar ladeando a passarela para desviar-se do amontoado de pessoas que despercebidas interrompem o caminho dos mais apressados nas conversações intensas e eloqüentes.

É um misto de pressa com necessidade de cumprir metas pré estabelecidas a partir do instinto de preservar a bondade natalina.

Os olhares aparentemente dispersos buscam soluções para caber no bolso e na lista enorme dos presentes pretendendo atender a todos sem deixar ninguém na mão. Afinal, ninguém quer pagar um mico na noite em que o papai Noel distribui os presentes entre os amigos e familiares. Já pensou, esquecer um parente qualquer desses que a gente nem tem muito contato, mas que na noite de natal foi convidado da família para fazer parte da ceia?

Por esta razão a atenção é redobrada, não é possível deixar passar nenhuma vitrine e tampouco os detalhes das ofertas que ajudam na composição do orçamento que sempre tem a tendência de se esticar para atender todos os anseios.

Então, apesar do acumulo de pessoas pelos corredores na mesma peregrinação, há que ter muita paciência e coragem para seguir adiante e cumprir a missão quase impossível de atender a todos e não estourar o cartão de credito do próximo ano. Será que isso é possível de acontecer?

De qualquer modo não há mais tempo hábil e urge terminar o dia antes que a festa comece porque como sempre esta maratona acontece em cima da hora, no ultimo minuto, no apagar das luzes, se consegue comprar a ultima lembrancinha que havia se esquecido de colocar o nome na lista. Ufa, ainda bem que deu tempo...

Mais uma vez, ao chegar em casa, cansada e reclamando da aglomeração de pessoas e falta de cordialidade dos atendentes das lojas, tira-se o sapato de salto alto que incomodava e ao sentar-se, ou melhor jogar-se no sofá, promete-se que no próximo ano será diferente...

Afinal, as sacolas estão cheias, muitas novidades, todos atendidos só resta esperar a chagada da ceia, ou melhor, do momento de poder mostrar a todo mundo o quanto se foi eficiente, criativa e bondosa com todos, sem esquecer-se de ninguém e agradando, o que é melhor...

A noite como a ceia já passou e no dia de natal o almoço é a parte mais importante dos festejos, todos reunidos, alguns que há muito não se viam e regozijam o reencontro. Mesa farta e variada, graças ao ano financeiro bem produtivo. Comes e bebes à vontade até não poder mais.

Após o almoço o descanso relaxado contagiando a todos pela preguiça do momento descontraído.

Muita atividade e pouca emoção.

Colocam-se as noticias e as fofocas em dia esperando o dia terminar e marcar mais uma etapa da vida. Mais um ano se passou e tudo continuou dentro do previsto.

Quantos momentos "festivos" como este passamos em nossa vida sem se dar conta de que a vida está passando e tudo continua do mesmo jeito, sem mudar nada...

Terminamos um evento e passamos a nos preocupar com o próximo. Parece que nossa felicidade só é possível através de decretos.

Por que temos necessidade de ser dirigidos até para os momentos em que devemos sentir felicidade?

É o natal, dia das crianças, dos pais, das mães, e tantas outras comemorações como dia do Índio, da consciência negra...

Por que nossa atenção precisa ser voltada para estas datas?

A vida está tão acelerada e com tantas preocupações que precisamos mesmo de decretos e dias pré estabelecidos para nos lembrar de sentir alguma coisa por alguém...

Já parou pra pensar quanto tempo faz que não se comemora o dia da felicidade?

Mas, existe no calendário um dia especifico para sentir a felicidade?

Talvez estejamos precisando mesmo que alguma campanha publicitária de grande vulto possa estabelecer o dia da Felicidade.

Já pensou, que presente você daria para as pessoas que você gosta, para lembrar que a felicidade existe?

Como seria a comemoração desse dia? Haveria banquetes, festividades, seria feriado?

Por que não podemos simplesmente ser feliz?

O que está faltando na sua vida para prestar atenção nos detalhes que a vida te oferece para simplesmente sentir a felicidade.

É assim que funciona. Não há necessidade de dia especial, tampouco ser feriado um dia do ano para que você possa aproveitar o que a vida lhe oferece.

E o que a vida oferece não está em vitrines, não tem liquidação e tampouco precisamos aproveitar promoções para dispor da felicidade.

Podemos estar felizes por muito mais tempo do que imaginamos, basta deixar de ter tantas preocupações.

Quem se preocupa está ocupado antes do tempo dos acontecimentos.

E a felicidade é algo natural para se sentir do mesmo modo que sentíamos quando éramos crianças. Estar feliz é estar prestando atenção em cada momento que a vida nos oferece nesta escola de aprendizado.

A vida acontece, com ou sem sua preocupação.

Portanto, não se preocupe, simplesmente seja feliz!

Até a próxima.

Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 5


estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

foto-autor
Conteúdo desenvolvido por: Dárcio Cavallini   
Terapeuta do INSTITUTO BIO SEGREDO, com cursos de especialização em Filosofia, Metafísica da Saúde, Reiki, Apometria, Impulsoterapia, Radiestesia, Radiônica e Quantionica, além de Cromoterapia, hipnose, Leader Training, Bioprogramação Mental, entre outros. Atua terapeuticamente e ministando cursos principalmente de Apometria e Biotoque.
E-mail: [email protected] | Mais artigos.

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Espiritualidade clicando aqui.

Veja também © Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade










Receba o SomosTodosUM
em primeira mão!
 
 
Ao se cadastrar, você receberá sempre em primeira mão, o mais variado conteúdo de Autoconhecimento, Astrologia, Numerologia, Horóscopo, e muito mais...


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2022 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa