auravide auravide

Solstício de Inverno - O retorno da Luz


Facebook   E-mail   Whatsapp


 


Aho, amigos e amigas.

Dia 21 de junho no Hemisfério Sul da Terra é marcado o que os antigos chamavam de Middle-Winter, ou seja, o "meio do inverno", sendo considerada a noite mais longa e escura do ano. É um portal de passagem da escuridão para a luz, pois a partir dessa data, o sol começa a voltar com sua força, atingindo seu ápice no Solstício de Verão em dezembro.

Em algumas rodas de medicina sagrada nativa, a estação do inverno está associada ao Bufalo, como o guardião desta estação.

Chegamos enfim à estação do Búfalo, o inverno, onde nos recolhemos sabiamente, sabendo que a semente foi plantada e agora germina no profundo solo da Grande Mãe, esperando a hora de renascer, assim como o sol que inicia a sua jornada de retorno de sua luz sobre a Terra. Tudo parece parado, porém não está. Enquanto os dias frios nos trouxeram o recolhimento, o entrarmos para dentro de nós mesmos em busca da nossa própria semente que germina, nossa sabedoria interior, é quando os grandes desenvolvimentos realmente ocorrem. Agora chega a hora de nossa luz, assim como o Sol, voltar a brilhar, de deixarmos a o recolhimento acolhedouro onde buscamos avaliar tudo que necessitavamos mudar em nossas vidas, para deixar a Luz voltar a iluminar e aquecer a semente que começa a germinar sob a terra.

O Búfalo é um animal sagrado em muitas tradições nativas. Está relacionado à abundância, pois é fonte de vida para os índios das planícies da América do Norte. Do búfalo vinha não somente o alimento, mas as vestimentas, instrumentos e objetos sagrados feitos de couro e ossos, entre outras coisas.

Por estar relacionado à abundância e à vida, os nativos honram este animal também com a Gratidão. Esta gratidão é expressa pela oração, pelo respeito com a vida e por tudo que é vivo no solo da Grande Mãe Terra. Este respeito a tudo ao qual estamos relacionados é o que, segundo a sabedoria nativa, nos mantêm conectados à abundância da vida. Estando ele na roda, localizado no Norte, ele é o fim, mas é o ínicio da passagem pelo Portal Dourado em direção ao Leste, a Primavera, em busca da águia, da iluminação e clareza em nossos espíritos que florescerão com plenitude na Roda da Vida.

Saber honrar, saber orar, saber viver, saber doar, saber partilhar e agradecer sempre, eis a medicina sagrada deste animal. Receber a luz, após a escuridão, reconhecendo-as como um ciclo dentro e fora de nós, que nos permite explorar a aventura que é estar vivo e em conexão.

Honremos em todas as tradições suas celebrações dos ciclos da Mãe Terra.

Mitakuye Oyasin!
Por todas as nossa Relações!

Menkaiká
www.terramistica.com.br


Texto revisado


Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 10


estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

foto-autor
Conteúdo desenvolvido por: Tatiana Menkaiká   
Terapeuta xamânica, thetahealer®, facilita cursos e vivências xamânicas.
E-mail: [email protected] | Mais artigos.

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Espiritualidade clicando aqui.

Veja também © Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade










Receba o SomosTodosUM
em primeira mão!
 
 
Ao se cadastrar, você receberá sempre em primeira mão, o mais variado conteúdo de Autoconhecimento, Astrologia, Numerologia, Horóscopo, e muito mais...


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2022 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa