auravide auravide

Somos Responsáveis

por Rita Barretto

Publicado dia 24/7/2008 em Espiritualidade

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp


Revendo minhas questões pessoais me deparei com este maravilhoso texto do livro "Mensageiros do Amanhecer", de Bárbara Marciniak, que acredito seja a questão central de nosso aprendizado... Senti que deveria compartilhar com vocês.

"Somos Responsáveis

O pensamento vem primeiro. A experiência é sempre decorrência. Nunca ocorre o contrário - vivem a experiência e depois pensam sobre ela. A experiência é sempre um reflexo direto daquilo que estão pensando.

A clareza e o reconhecimento do seu poder constituem os alicerces. Seus pensamentos formam o seu mundo o tempo todo. Vocês são bombardeados com tantas vibrações controladoras de freqüência que fica difícil ter a mente clara; vocês flutuam. Precisam, como espécie, ter a intenção de manter a mente muito clara, sempre centrados e sempre presentes.

Parem de viver no futuro ou no passado e vivam o AGORA. Digam para si mesmos: O que é que eu quero? Podem dizer: Quero acelerar minha evolução pessoal ou Quero que o espírito me ajude a aumentar minha capacidade, Quero que meu corpo se regenere, Quero emanar saúde, Quero abandonar as dificuldades para ser um exemplo vivo daquilo que a humanidade pode atingir. Esta é a linha de pensamento.

Não se julguem. Comecem a dizer para si mesmos: “Eu assumo a responsabilidade por tudo em que estou envolvido. Eu assumo a responsabilidade por tudo o que acontece comigo. E se não gosto do que acontece comigo, vou começar a me perguntar porque crio coisas que não gosto. Talvez seja para chamar minha atenção para algo que não consigo ver e assim poder mudar”.

Devem agir sempre como se houvesse um propósito impecável em tudo o que fazem. Não tenham medo daquilo que criam. Confiem no que vocês criam. Acreditem que em cada criação existe sempre algum crescimento. Não varram seus dramas para debaixo do tapete como se fossem coisas horríveis. Parem de andar em círculos, de perderem-se neles. Deixem que esses dramas sejam como uma lição de casa. Terminem, resolvam da melhor maneira possível, façam as pazes, reconheçam o seu papel neles e deixem que eles circulem de volta à sua consciência para lhes ensinar algo. Deixem que sejam seus tesouros vivos de experiência em vez de espinhos dos quais querem se livrar.

Vocês acham que conseguem criar vossa realidade só em certas áreas, mas em outras não têm esse poder. Abdicam daquilo que é naturalmente seu porque a sociedade diz que não podem tê-los. Precisam perceber que os jornais jamais revelarão o potencial de mudança e criação que existe em cada pessoa.

Vocês são o resultado de seus pensamentos. Se não aprenderem mais nada neste planeta, devem pelo menos aprender que esta é a regra, não só para esta, mas como para muitas outras realidades. OS PENSAMENTOS CRIAM A EXPERIÊNCIA.

Porque não se dar um presente e pensar sobre si mesmo como possuidor de uma capacidade excepcional, magnificente e enaltecedora? Libertem-se da necessidade de ter toda a sociedade concordando com vocês. Autorizem-se a si mesmos. A sua palavra tem a capacidade tanto de dar como de tirar poder. Queremos que vocês tenham a coragem de viver a sua LUZ."

Namastê

Texto revisado por Cris

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp
  estamos online

Gostou deste Artigo?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 4

foto-autor
Sobre o Autor: Rita Barretto   
SKYPE rita_barretto. www.viverokay.blogspot.com
E-mail: [email protected]
Visite o Site do autor e leia mais artigos.


Veja também
artigo Não se trata do que eu devo nem do que eu quero...
artigo Infeliz
artigo O sagrado
artigo Tenha uma vida afetiva abundante

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.


auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa