Home > Autoconhecimento

Sobre o medo de jogar Tarô
por Andrea Pavlo

Sobre o medo de jogar Tarô

Há alguns anos uma moça me procurou no consultório. Ela era uma amiga e queria uma consulta de Tarô. Não me lembro se já tinha feito alguma, mas me deu a liberdade de falar o que aparecesse nas cartas. Lá pelas tantas, senti uma forte energia de morte. Aparecia um homem mais velho. Eu falei que possivelmente era a morte de um tio, algum parente mais distante. Não aparecia para mim a energia de alguém muito próximo. Algumas semanas depois dessa consulta, o pai da moça faleceu repentinamente. Era ele que aparecia nas cartas. Ela ficou muitos anos sem jogar qualquer oráculo novamente.

Já escutei, algumas vezes, que pessoas gostariam muito de uma sessão com o Tarô, mas tem medo. Medo do que vão ouvir, medo de eu dizer coisas que a machuquem. Interessante, porque a função do tarô não é essa. Ele não é fechado, nem tudo o que está lá vai mesmo acontecer ou não, tudo mostra a energia e os caminhos ocultos que estamos sendo levados. Aparecem, muitas vezes, os medos das pessoas, mas no fundo não queremos saber de coisas que, de alguma forma, já sabemos.

A moça não sabia que o pai morreria. Mas o seu inconsciente possivelmente já havia captado algo estranho com relação a ele. Ela sabia que, talvez – e aqui são só suposições para ilustrar o fato – ele já não tinha a mesma vontade de viver. Ela poderia saber que ele vivia meio triste ou que acabou falando muito de morte nos últimos meses. Mas ela ama o seu pai – e falo no presente porque amor não acaba só porque a pessoa morreu – e não queria vê-lo ir embora. Então, é como se uma proteção do inconsciente aparecesse, como uma cortina de fumaça.

Muitas vezes, ignoramos os sinais, mas eles existem. No caso do fim de relacionamentos, isso é ainda mais claro. Ou casos de relacionamentos que não têm futuro, mas que deixou alguém muito apaixonado pelo outro. De qualquer maneira, se não estamos prontos para ver algo, não veremos.

E não, as cartas também não mostrarão. A não ser que haja algo em você realmente preparado para aquilo. O seu inconsciente está escondido justamente porque o seu ego, de alguma maneira, não aceita ou não quer ver alguma coisa. O seu espírito, sua alma já viu, mas o seu ego está negando. Em casos de “medo das cartas”, é o medo do ego de ser desvendado. Ele esconde as coisas tão bem de você, porque ir lá cutucar?

O Tarô, como os sonhos, os chistes e as tais “coincidências” têm a função de desvendar o ego. De tirar o coelho da cartola e mostrá-lo a você. Mas se você não estiver preparada, isso não vai aparecer. Se realmente algo for dolorido demais, as cartas não têm como lhe mostrar. A sua resistência será muito alta e isso simplesmente não vai acontecer.
O medo das cartas é o medo de você mesmo. Medo do que você tem e percebe dentro de você. Então, não tem o que temer. O Tarô mostra o caminho, o que podemos ou não podemos fazer para mudar. Quando é com outras pessoas, aparece justamente para fazermos algo com o tempo que nos resta com o outro e nos preparar para uma separação, por exemplo. O mais importante é termos a coragem de olhar para dentro de nós e aí, sim, com certeza, as cartas só ajudam. Sempre.

Texto Revisado


Consulte grátis
     
 
Compartilhe
   


Autor: Andrea Pavlo   
Terapeuta junguiana e taróloga por missão, acredito que as mudanças internas são o que realmente podem mudar o mundo. Blogueira, modelo plus size e escritora por amor à moda e às palavras. Militante da causa body positive e empoderamento feminino e estudiosa eterna da mente humana e de onde ela é capaz de nos levar. 
E-mail: contato@andreapavlo.com
Visite o Site do autor e leia mais artigos.


Publicado em 16/03/2018

Veja também
Existem mesmo planetas maléficos e benéficos?
Como é e o que fazer quando se é filho de pais narcisistas perversos?
Quando o coração voa pelas estrelas...
Qual é a cor do seu sonho?
Qual a origem de seus conflitos atuais?
Sorrir para ser saudável

Deixe sua opinião sobre este artigo

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.



Energias para Hoje
terça-feira, 11 de dezembro de 2018

energia
I-Ching: 25 – WU WANG – INOCÊNCIA
Seguir a própria consciência e deixar-se guiar pelas coisas simples e naturais, o tornará livre de dúvidas e enganos. Busque apenas o que é justo e correto.


energia
Runas: Laguz
Deixe fluir sua química, raciocínio rápido.


11
Numerologia: Intuição
Permita-se hoje momentos calmos para que a intuição possa funcionar sem obstáculos. A contemplação calma e silenciosa do potencial criativo interior ajudará a produzir idéias e soluções para os problemas cotidianos.




Horóscopo

Áries   Touro   Gêmeos   Câncer
 
Leão   Vírgem   Libra   Escorpião
 
Sagitário   Capricórnio   Aquário   Peixes




+ Lidos da Semana anterior
1. O que fortalece a sua autoestima e não te deixa ficar num relacionamento abusivo?
2. 3 Exercícios para ser uma mulher (mais) autêntica
3. Quando o amor faz o abismo virar céu...
4. Como aproveitar o trânsito de Júpiter sobre meu Mapa Natal?
5. A empatia
6. Você é um leão ou um carneiro?
7. Meu coração está cheio de Luz
8. Não conheço meu horário de nascimento: Posso fazer um mapa astral?

 
© Copyright 2000 - 2018 Somos Todos UM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa