auravide auravide

Se não podes amar, cessa ao menos de odiar.


Facebook   E-mail   Whatsapp

Carta zen
"Se não podes amar, cessa ao menos de odiar".

Caros amigos,

Essa é a máxima da misericórdia.
Para você, toda ofensa é uma falta? Toda afronta é condenável?
Precisamos, então, compreender o que é a misericórdia!

A misericórdia, no sentido que se toma a palavra, é a virtude do perdão.
Mas, o que é, de fato, perdoar? Se seguirmos as tradições culturais, poderemos cometer o equívoco de pensar que perdoar é sinônimo de esquecer ou apagar as faltas...o que seria, no mínimo uma tolice.
Como anular os pecados e as faltas? Cometemos faltas demais, todos nós! Somos miseráveis demais, fracos demais, vis demais...

Não me refiro aqui à piedade, que é derivado do amor. Pois é fácil perdoar quando se ama. Aliás, quando há o amor, nem é preciso perdoar, pois o amor só existe sob esta condição. "perdoamos enquanto amamos", dizia Rochefoucauld. Pense em que um pai poderia não perdoar num filho? Nada! O amor toma o lugar da misericórdia.
Quando saímos do círculo familiar, não somos capazes de amar, sobretudo para com os maus. Como podemos amar nosso inimigo? Ou mesmo suportá-lo?

É por isso que precisamos tanto da misericórdia!
Não porque o amor está presente, mas porque não está.
Os bons não precisam da nossa misericórdia. A admiração basta, e é melhor!
Misericórdia não é piedade: esta se projeta sobre quem sofre e quer poupá-lo.
Assim como a prudência, a misericórdia é virtude intelectual. Trata-se de compreender alguma coisa. O quê?

Que o outro é mau, se o for!
Que está enganado, se estiver, se é fanático ou dominado por suas paixões, enfim, que seria difícil para o outro agir ao contrário do que ele é!
Que canalha escolheu livremente ser canalha? Quem de nós delibera o mal? Será que não vemos que o mal a si se basta? Que é prisioneiro de seu ódio, de sua tolice, de sua cegueira, que ele não escolheu ser o que é?
Ninguém escolhe ter uma história triste e feia...

Com esta compreensão, devemos alcançar vitória sobre o mal: de não somarmos ódio ao ódio, de não sermos cúmplices ao mesmo tempo que vítimas, de nos atermos ao bem, que é amor.
Como dizia Epicteto: "Homem, se for absolutamente necessário que o mal em outrem te faça experimentar um sentimento contrário à natureza, que seja antes piedade que o ódio".
Como dizia o Cristo: "Pai, perdoa-lhes: eles não sabem o que fazem".
Se compreendermos, já não poderemos mais odiar. Não zombar, não detestar, mas compreender -é a própria misericórdia. Sem outra graça que não seja a da verdade.

E trata-se de perdão, pois quando se perdoa, compreende-se e não há mais o que perdoar.
Não se trata de abolir as faltas e, sim, compreendê-las. E tudo neste mundo se pode compreender. Talvez pensemos: como compreender o mal? E não? Por que para o bem há uma razão e para o mal não? Racionalmente, não faz sentido. Para TUDO há uma razão, mesmo que não possamos saber em um dado momento. O fato de a razão não poder aprovar o mal não impede que possa conhecê-lo e explicá-lo.
Isto não autoriza, obviamente, esquecer o crime, nem nosso dever de fidelidade para com as vítimas, nem as exigências de combate aos criminosos.

Mas, e nós? Devemos odiar o mal para combatê-lo?
Convoco a supressão do ódio, na medida do possível, com misericórdia na alma. Amar nosso inimigo, se pudermos, ou perdoá-los ( compreendê-los), se não pudermos amá-lo.
Um abraço a todos

CARMEM FARAGE

www.carmemfarage.com

Texto revisado
Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 15


estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

foto-autor
Conteúdo desenvolvido por: Carmem Farage   
Fundadora do Instituto Lumni, criadora da Terapia Lumni - uma terapia quântica que une ciência e espiritualidade sob a mentoria de Teillhard de Chardin. Psicóloga, Psicanalista, especialista em Regressão de memória, apometria Clínica, Mestra de Reiki Usui Tibetano, especialista em Medicina Chinesa.
E-mail: [email protected] | Mais artigos.

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Psicologia clicando aqui.

Veja também © Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade










Receba o SomosTodosUM
em primeira mão!
 
 
Ao se cadastrar, você receberá sempre em primeira mão, o mais variado conteúdo de Autoconhecimento, Astrologia, Numerologia, Horóscopo, e muito mais...


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2022 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa