auravide auravide

A Roda da Vida - Orientação para olhar sua Roda da Vida

por Paulo Roberto Vieira de Carvalho

Publicado dia 28/9/2008 em Psicologia

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp


Olhar para a Roda da Vida...

e em primeiro lugar agradecer a Deus pela oportunidade de tê-la, e ela, por analogia representa você. No centro dela, para onde convergem todos os raios – esse centro representa o CRIADOR – Os raios fazem a distinção das sete áreas, e obedecem ao princípio da indivisibilidade, ou seja, são distintas, porém indivisíveis.
Isso mesmo, são áreas distintas, mas indivisíveis. Em segundo lugar, entender essa capacidade – já oferecida gratuitamente quando fomos gerados - onde somos capazes de observar a nós mesmos – num procedimento de dentro para fora - e sentir as mais diversas sensações possíveis e imaginárias (sinestesia) quando nos encontramos num momento meditativo, de reflexão. Essas sensações estão normalmente interligadas e associadas no que acontece com a pessoa, no transcorrer do seu dia-a-dia, no transcorrer do tempo em que ela se faz presente no plano humano. A partir dessa premissa, de uma roda totalmente “quebrada, em cacos”, esfarelada - pelas intempéries a vida - até à uma roda forte, maravilhosa, redondinha... redondinha, sem nenhum arranhão é possível ser encontrado. Lembre-se que essa RODA DA VIDA ela tem que girar sobre uma LINHA DE SUSTENTAÇÃO que representa o caminho da vida.

futuro passado

Passado: Aqui vale adicionar outros ingredientes para reforçar e aprimorar as técnicas de uma boa utilização dessa ferramenta. Os acontecimentos do passado influenciam e, não raras vezes, determinam a estrutura psicológica diante do presente. A palavra “não”, por exemplo, é tido como a mais ouvida e repetida pelas pessoas. É comum, quando questionada por alguém, a resposta ter início com a verbalização do “não” - todas as vezes que vai responder - mesmo que haja concordância com o interlocutor. É comum, portanto, dizer “não” quando na verdade deseja falar exatamente ao contrário.
Outro aspecto também interessante, mas que a força da utilização leva a um grande lapso onde, através de um comando de voz afirmamos o que não queremos dizer, ...”não pense num “fusca vermelho”. Ora, por que deixar de afirmar aquilo que gostaria que a pessoa pensasse? Muitas e muitas vezes, tudo isso passa totalmente desapercebido. Outro exemplo: Uma criança passa correndo pela sala em direção à porta semi-aberta; é normal que ela bata a porta assim que passar... então, lá vem a ordem: (in-put) “não bata a porta!” a criança passa e... baham! Aí ela volta, abre a porta, e matreiramente sorri, (folow up) e volta a fechar a porta sem estardalhaço (out put). Por que, mais uma vez, deixar de falar ou emitir um comando coerente com o que se espera? Por exemplo: “Fulano, ao passa pela porta, feche-a devagar!” Faça sua experiência e observe o resultado. Menino desça daí senão você cai! Na certa, quase que de imediato, lá vem o tombo!
Na prática, esse “fenômeno” acontece por uma razão tão simples, como é simples o porque de “dois mais dois serem cinco”.

Com essa prática, as sete grandes áreas serão compactadas... reduzidas... condensadas... resumidas em fim, ao espaço entre os raios da roda.

Utilizar um tutorial, ou uma ferramenta que facilite olhar para dentro de si mesmo e fazer o exercício de fora para dentro, dando dinâmica às imagens mentais, avaliar os sentimentos e emoções que governam a vida, constitui num grande desafio.

Uma coisa é comum em todas as pessoas de sucesso e que intriga um grande número de curiosos: Como, o que, quando, onde e por que as pessoas de sucesso conseguem fazer o que fazem... obter na maioria das vezes, resultados altamente positivos e conseguem continuar solícitas e bem humoradas? O desafio está exatamente na disciplina aplicada no cotidiano de cada um, tendo em vista a dificuldade que se tem em dedicar um pouco do tempo para si mesmo. Tempo, é uma questão de preferência e mais, esse que é igual para todos.
Na verdade - como já vimos - e mais uma vez essa assertiva comprova, o que existe é “um presente dinâmico”. Portanto, o tempo é. Use-o! Parafraseando Thomas Edison, quando foi feito a pergunta: como ele definiria - um dos seus grandes inventos – a lâmpada elétrica; ele respondeu: “A luz elétrica é. Use-a!”.

Em cada uma das áreas desvendar os segredos e os mistérios que se escondem em seus meandros e encontrar a solução dos problemas dentro de você mesmo.

Para que possa discutir com este trabalho as sete grandes áreas, que denominei por - RODA DA VIDA - porque todo ser humano traz ela consigo, durante sua existência, independentemente da cor, sexo, religião e da condição sócio-econômica, as sete áreas levamos a vida e muitas vezes “deixamos a vida nos levar”.
Algumas premissas serão levadas em conta para trilhar um raciocínio simples - sem ser simplório - e uma determinada lógica – sem ser inflexível. Como por exemplo, as sete áreas da “roda da vida” são distintas, porém indivisíveis.

Fatos e Acontecimento da Vida

Outra premissa é que sempre devemos estar no comando da nossa existência, e essa assertiva é uma regra geral, mas quem de nós teria a coragem de “atirar a primeira pedra” e afirmar que nunca fraquejou um instante, ou se sentiu inseguro diante de uma situação aparentemente inusitada?
Quantas e quantas vezes as pessoas sentem a necessidade de se recolher para buscar forças e se superar, com um único propósito, seguir em frente no dia-a-dia. Faz parte da natureza humana a sensação de medo e desajuste. Encontrar a solução é a palavra chave e a busca dela é saudável na medida em que a pessoa consegue superar as “intempéries” com equilíbrio e ponderação.
Quando os problemas são resolvidos, mais do que sentir orgulho por ter encontrado as soluções, você terá orgulho de si mesmo. Problemas fazem parte de nossa vida, o importante é não deixar que eles o transformem numa pessoa amargurada. Muitas vezes, a vida nos prega peças terríveis e nos obriga a procurar significados para as tragédias. As benesses nem sempre são questionadas. A pessoa aparece como especial, quando ela se mostra mais forte e superior que as adversidades.

Um bom aconselhamento, uma boa leitura, um passeio renova nossas energias e possibilita encontrar forças e coragem diante dos desencontros que nos atemoriza. Uma receita infalível.

Algumas pessoas vêem as coisas e dizem: Por quê? Mas eu sonho coisas que nunca existiram e digo:

Por que não?"

As dificuldades e provações vão estar sempre se sucedendo e, às vezes, você não terá escolha. Sua vida está sensacional e, de repente, você pode descobrir que sua mãe está com câncer; que a política econômica do governo mudou e que infinitas possibilidades de encrencas aparecem.
Você pode não escolher as crises, mas pode escolher a maneira como enfrentá-las. E, no final, quando os problemas forem resolvidos, mais do que sentir orgulho por ter encontrado as soluções, você terá orgulho de si mesmo.

Para entender e aplicar uma sistemática terapêutica que proporcione os benéficos desejados, discutiremos área por área numa reflexão amenizada pela simplicidade da linguagem. Texto revisado por: Cris

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp
  estamos online

Gostou deste Artigo?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 8

foto-autor
Sobre o Autor: Paulo Roberto Vieira de Carvalho   
Formado em Economia em 1.971. Com pós em Adm. de PME pela UFBa/SEBRAE. MBA-Administração Financeira/1994 pelo IBMEC. Exerci a cátedra pela UCG-Universidade Católica de Goiás, no Dep. de Economia. Hoje sou do Conselho de Administração da Exata Papelaria. Aqui, me rendo a uma filosofia de que sou "um grande empresário de uma pequena organização."
E-mail: [email protected]
Visite o Site do autor e leia mais artigos.


Veja também
artigo Treinando a não-mente
artigo Horário
artigo Ativação dos sentidos interiores
artigo Amigos extrafísicos

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.


auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa