auravide auravide

A Caridade



O sentido da palavra Caridade é muito profundo, pois, existem várias formas de exercermos esta sublime virtude que nos preenche o coração. Caridade de doarmos dinheiro para mitigar a fome do próximo. Caridade da palavra, de falar com nossos irmãos infelizes, de procurarmos minorar-lhes, um pouco que seja, o seu sofrimento, doando-lhes além do alimento, nossa atenção e um pouco de afeto. Caridade de estendermos a mão a alguém caído, doente e desamparado.

Quanto milagre consegue a verdadeira caridade! Quanto bem nos faz sairmos distribuindo, além do alimento, um pouco de atenção, carinho e amparo àqueles irmãos que nada possuem.Como nos toca ao coração escutar de um irmãozinho carente um muito obrigado sincero!

Quem pratica a verdadeira caridade é o mais beneficiado, pois, sente o júbilo em seu coração, por estar colaborando, um pouco que seja, na seara do Pai. Quanto nos faz bem recebermos um abraço carinhoso de um idoso a quem já nada importa, e que somente um abraço, uma atenção , a paciência de escutar, fazem surgir em seus rostos um sorriso de alegria.

Não concebo a evolução do ser, sem o ato de doarmos, sem o amor em nossos corações pelos nossos irmãozinhos mais necessitados, pois, sem a caridade, como mudarmos de vibração? Se não nos importarmos com os irmãos mais infelizes, como adquiriremos méritos perante o nosso Pai maior?

É claro que, se eu ajudo, e aquele irmão não quiser sair da sintonia em que se encontra, eu o entrego a Deus, não posso interferir em seu livre arbítrio, porém, temos a obrigação, de onde estivermos, vibrarmos pela paz, colaborarmos para a implantação do mundo onde aspiramos viver, sem guerras, fome, ódios ou preconceitos.

Como poderemos ajudar então ? Com atitudes pequenas que sejam, como um pensamento de amor, uma prece, uma ajuda espontânea a alguém aflito, a paciência de escutar alguém desabafar suas mágoas, procurar entender o sofrimento do próximo , mostrando-lhe uma visão mais coerente do mesmo.

Falar sem agressividade, sem ironia e zombaria com nossos irmãos, e respeitar, acima de tudo, o ser que ali se encontra, não querer que ele se transforme de repente numa pessoa esclarecida e bondosa, quando seu espírito precisa ainda do aprendizado, pois, temos que respeitar seu momento, embora isto não nos exima de os esclarecer, de plantarmos uma semente em seus corações, que germinará, com certeza, no futuro.

Não posso querer receber “graças” divinas sem fazer a minha parte, sem méritos para tal; não devemos nos iludir, podemos nos arrepender de nossos atos errados, mas, temos que os invalidar através da mudança de atitudes, e não simplesmente pedir perdão de atos errados e esperar receber, sem nenhuma luta por nossa melhoria espiritual, as graças divinas.

Devemos lembrar que Deus nos deu o livre arbítrio justamente para caminharmos de acordo com suas leis sábias e amorosas.Temos inúmeras oportunidades durante a nossa vida de exercitarmos a caridade, não precisamos ser favorecido com a riqueza para praticá-la.

Podemos exercê-la em nosso lar, com nossos familiares, através de bons ensinamentos e do respeito para com eles, no trabalho, procurando conviver em harmonia com nossos subordinados e superiores, na rua, respeitando o direito do próximo, enfim, começando a exercer a caridade, visando implantar um mundo mais harmonioso para todos nós.

Meditemos no que nos diz André Luiz a respeito:
Amor é solidariedade.
Progresso é intercâmbio.
Auxilia e auxiliar-se-te-á.
Ilumina a estrada de alguém e estarás iluminando a ti mesmo.
Abençoa o próximo e teus caminhos se farão abençoados.
Ajuda-te sempre, especialmente ajudando aos outros, e o Céu te ajudará.
(Busca e Acharás – Psicografia de Chico Xavier)

Há também uma prece muito linda ditada por André Luiz a Chico Xavier, no mesmo livro, que nos diz:

Senhor Jesus:
Disseste-nos, um dia: “busca e acharás”.
Não te rogamos, assim, tão-só para que nos guies a procura dos valores reais da vida.
Pedimos ainda mais.
Quando estivermos na posse das concessões que esperamos, não nos deixes marginalizados nos adornos da virtude vazia, nem nos permitas caminhar sob os enganos da auto-suficiência.
Auxilia-nos a respeitar as bênçãos de Deus e a convertê-las em atividade e serviço na edificação do teu Reino de Amor, hoje e sempre.

Paz e Luz a todos!


Publicado dia 29/12/2004
  estamos online

Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 19




Veja também
© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade










horoscopo

auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa