Autoconhecimento Autoajuda e Espiritualidade
 
auravide auravide

Amorosidade II

por Paulo Salvio Antolini
Amorosidade II

Publicado dia 2/12/2012 em Psicologia

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp


Falamos sobre ser amoroso em nossos relacionamentos, mas vamos nos estender além das relações interpessoais. 
Como você está executando seu trabalho, suas atividades e tarefas? Motivo de grandes e profundas frustrações, a insatisfação gerada pelas atividades que se desempenham é percebida na falta de dedicação e atenção ao que é feito, nas suas raízes.
Nem todas as pessoas podem explorar seus dons, seus talentos, da forma como gostariam, pois situações externas as impedem, como por exemplo, falta de dinheiro para estudar, para se montar um negócio, etc. A frustração, ou mesmo a revolta que se instala, impede essas pessoas de cultivarem seus dons a contento.
Exemplo: Maria não pôde ser médica, pois seus pais não tinham recursos financeiros e ela precisou trabalhar desde cedo para ajudar no sustento da família. Hoje, com mais de trinta anos, está se formando em auxiliar de enfermagem e já tem emprego garantido, pois se destacou, e muito, das colegas, no período de estágio, oferecido pela escola. Não é uma médica, mas cultivou seu sonho de trabalhar ajudando as pessoas a se curarem. Olhou para seu talento com muito carinho e não se rebelou ante suas limitações. Apenas enfrentou-as e foi galgando, de acordo com suas possibilidades, no que tanto queria. Notem que para isso acontecer, ela não se colocou de forma radical: "ou medicina ou nada". Resultado: Maria já ganhou uma bolsa de estudos para fazer graduação em enfermagem.
Nas empresas por onde tenho passado, identifico rapidamente as pessoas que exercem suas funções com amorosidade. O principal indicador é como cada um recebe as notícias reveladoras de obstáculos e dificuldades. O que mais percebo são explosões e xingamentos dos superiores hierárquicos, que não sabem por que seus subordinados não trazem as informações e tudo chega sempre depois de um bom tempo do acontecido. Mas sempre tem alguém na empresa a quem todos gostam de se reportar, mesmo não sendo seu chefe. E esse alguém é justamente quem exerce sua função com amor.
Para essas pessoas, levantar pela manhã já é uma benção, pois mesmo com enormes problemas no trabalho, elas sentem isso como um desafio a ser superado e não como um problema a ser resolvido. Possuem a exata noção de que cada passo é necessário e deve ser muito bem dado.
Observem as pessoas que cozinham. Experimentem a comida de quem a faz com prazer e comparem com a de quem a faz por obrigação. O sabor é infinitamente melhor no primeiro caso. E a única diferença é a disponibilidade pessoal do executor, nada mais. O tempo é o mesmo, o gás, a chama, as panelas, os alimentos, os temperos. Só mudou a boa vontade de quem cozinhou.
Vejam nas lojas, quem são os atendentes mais procurados, a ponto de ter dois ou três vendedores ociosos, enquanto um é aguardado por dois ou três clientes. Por que isso ocorre? Pela qualidade de atendimento que este vendedor dispensa aos clientes. Desde o sorriso, a conversa, a disponibilidade para ajudar (mais que vender apenas), e os demais alegam não entender a preferência dos clientes por aquele colega. Pois é simples: ELE TEM AMOR PELO QUE FAZ.
Seja qual for sua atividade, busque envolver-se com ela, saber a sua importância, o que ela propicia, enfim, entender que tudo é necessário e importante. Não adianta o hospital ter os melhores cirurgiões se a equipe de limpeza e higienização não atuar bem. A cirurgia será um sucesso, mas o paciente irá ser penalizado por uma possível infecção hospitalar.
É imprescindível fazer com amorosidade, fazer com carinho e dedicação, ser responsável e consciente de que, fazendo o melhor desde o início, não será necessário refazer.
Pessoas amorosas são aquelas de quem todos querem estar perto e ter por perto, pois são pessoas que, maduramente, enfrentam o dia a dia e caminham para as soluções, diferentemente das que só se queixam e fazem com má vontade ou mal feito.
A diferença é marcante! Faça sua escolha.  

Texto revisado

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp
  estamos online

Gostou deste Artigo?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 4

Autor: Paulo Salvio Antolini   
Visite o Site do autor e leia mais artigos..   


Veja também
artigo Transcomunicação Instrumental
artigo A liberdade de ser
artigo Você sabe quais os benefícios de um atendimento de radiônica?
artigo Do Oran Mor aos corações apaixonados pela Luz

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.





horoscopo


auravide

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa