auravide auravide

As crianças não precisam de celulares precisam do seu tempo!



Hoje esse texto chamou minha atenção!
Começava dizendo assim:
“De acordo com dados estatísticos, 70% das crianças de 12 anos já possuem um celular, e quase 90% delas têm acesso desde idades bem precoces aos dispositivos eletrônicos que seus pais usam”.
Todos sabemos que vivemos na era digital, e o texto explicava isso. E falava da importância dos pais nesses processo. Depois vinha uma frase que dizia: “É necessário, então, estabelecer um equilíbrio, e lembrar sempre que o melhor presente que podemos oferecer a uma criança é nosso tempo”. 

O texto pede para que os pais disponibilizem livros, jogos e outras coisas, mas também pede aos pais que mostrem aos seus filhos que eles mesmos leem.
Aí é que percebo a grande mudança na rotina das pessoas e das famílias!
Quantos pais leem? Quantos, quando estão em casa, sentam para conversar com os filhos ou ler um livro para eles?
Vocês me dirão: mas eles ficam nos seus quartos, diante do computador ou ao telefone, onde interagem com seus amigos e não tem espaço para mim!

Eu lhe pergunto: e você? Quantas vezes está com amigos, num grupo, onde alguns estão tendo uma conversa animada e há pessoas, talvez você mesmo, no celular, vendo as últimas notícias do facebook ou interagindo com amigos virtuais?
Isso é cada vez mais comum hoje em dia! Não estou me eximindo, porque muitas vezes me dou conta de estar fazendo o mesmo!
Esse texto me serviu de alerta! O que estamos fazendo com nossas relações “reais”, “presenciais”?
Parece que estamos todos vivendo cada vez mais num mundo virtual, nos isolando nesse mundo e esquecendo de conviver com quem está ao nosso lado!

Voltando aos filhos que se isolam no quarto, eu diria: delimite um tempo, para as crianças, um tempo de mundo virtual e outro de mundo real. E, quando estiverem juntos, conversem, joguem, mostrem aos seus filhos que estão ali, 100% com eles.

Depois, quando estiverem na adolescência, isso vai ser muito mais difícil de resgatar, depois de jovens então, mais difícil ainda. Não percam a oportunidade de estarem com seus filhos! Deixe que eles lhe digam que está sendo chato, intrometido, inconveniente, bla, bla, bla... esteja com eles!

Há um tempo atrás, fui buscar minha filha (adulta), numa festa de casamento e, segundo ela, cometi a gafe de entrar na festa, me mostrar, falar com a mãe da noiva e pedir que a chamasse. Afinal, ela já é adulta e fica “chato” a mãe fazer papel de “mãe”. Sabem o quanto essa opinião dela me preocupa? Nem um pouco! Porque mostrei que estava ali. Que estou aqui, ao seu lado, sempre que precisar! Fisicamente, presencialmente e não virtualmente, ou apenas na lembrança!

Hoje é aniversário da minha mãe! Como gostaria que ela estivesse por perto, sendo intrometida, inconveniente, chata, mas... aqui, por perto. Nenhuma ligação de celular ou mensagem de Whatsapp seria mais importante pra mim nesse momento! Poderia lhe dizer o quanto sinto sua falta! Como a saudade é forte às vezes e desejar um feliz aniversário!

Mas isso, sou eu dizendo, alguém que já aprendeu a valorizar esses pequenos instantes, que valem mais do que qualquer tecnologia.
Enfim, lembrando do título do texto, as crianças não precisam de celular, precisam do seu tempo, precisam dos pais por perto!
Estendendo um pouco mais, nenhum aplicativo virtual pode substituir um abraço, um bom papo e boas risadas que só pessoas especiais são capazes de nos proporcionar!

Texto Revisado

Publicado dia 9/7/2018
  estamos online

Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 12




Veja também
© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade











auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa