auravide auravide

Convivência entre pais e filhos


Facebook   E-mail   Whatsapp

A convivência entre pais e filhos implica em uma série de questionamentos quando pensamos nos problemas a serem enfrentados na hora de educar, impor limites e ao mesmo tempo, transformar tudo isso em uma relação de confiança e cumplicidade com os pequenos.
A maioria dos conflitos tem origem na dificuldade de comunicação dentro de casa, muitas vezes, os filhos acham apenas que os pais querem proibir, enquanto que os pais acham que os filhos só querem permissão.

Na tentativa de demonstrar aos pais suas vontades, as crianças apresentam-se desatentas, inquietas e, muitas vezes, elas reagem à atitude dos pais com agressividade. Quando adolescentes reagem com rebeldia, na tentativa de comunicar aos pais e educadores a própria insatisfação em relação às necessidades não atendidas. Cada etapa tem suas dificuldades e conquistas, pois ocorrem em momentos diferentes.

Para manter, constantemente, uma boa relação com os filhos é preciso paciência, e às vezes, até mesmo um pouco de flexibilidade, uma atitude muito rígida pode não ser muito benéfica. O equilíbrio entre a amizade e a autoridade é um dos desafios que os pais devem buscar todos os dias. A relação deve basear-se no afeto emocional também, favorecendo o elogio e evitando críticas constantes.
Hoje em dia, também é muito comum ouvirmos que os pais e as mães precisam ser amigos de seus filhos. Aqui, igualmente, é preciso ter cuidado com a inversão de ordem. É muito importante que pais e mães possam ser amigos de seus filhos, mas, antes de qualquer outra coisa, os pais têm o dever de educá-los, de colocar limites e de estabelecer proibições. O que se espera de pais amigos de seus filhos? Do que os filhos precisam? São de pais e mães mais próximos, mais disponíveis, abertos a escutá-los, a discutir e orientá-los naquilo que eles lhes solicitarem, ou naquilo que os pais entenderem necessário fazê-lo. Mas, precisam igualmente de pais que saibam dizer não, estabelecer o que é certo e o que é errado, e quais os limites que precisam ser seriamente respeitados.

A rotina de trabalho cheia de compromissos é, muitas vezes, um fator decisivo na relação familiar. Essa distância não permite uma maior intimidade, e essa intimidade é necessária para que os pais conheçam seus filhos, participem de suas vidas e saibam como e o que falar com eles. Para sanar o problema, é importante que o tempo destinado aos filhos seja usado de forma satisfatória e eficiente, priorizando a qualidade dos momentos juntos.



Texto revisado
Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 20


estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

Conteúdo desenvolvido por: Aline Bellino   
Visite o Site do autor e leia mais artigos..   

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Psicologia clicando aqui.

Veja também © Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade










Receba o SomosTodosUM
em primeira mão!
 
 
Ao se cadastrar, você receberá sempre em primeira mão, o mais variado conteúdo de Autoconhecimento, Astrologia, Numerologia, Horóscopo, e muito mais...


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2022 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa