auravide auravide

Cuidado com o mau humor!



O humor a qual me refiro é o que reflete o estado de espírito de uma pessoa. “Mauro está de bom humor”, significa que ele está alegre, radiante, receptivo e disponível para compartilhar de qualquer situação ou assunto, ou quase todos. Pois pode ocorrer situações assim: “Foi só eu tocar nesse assunto para ele mudar de humor”. “Ângela hoje está de péssimo humor”, querendo dizer que é melhor não se aproximar demais, principalmente com assuntos que requerem disponibilidade para serem tratados.

A importância de identificarmos como nos encontramos emocionalmente é para podermos administrar o como lidarmos com isso. Não só exercermos o autocontrole sobre nossas manifestações com pessoas ou situações que necessitamos tratar, como também buscarmos identificar o que está gerando estas emoções.

O mau humor se apresenta como uma nuvem negra ou cinzenta, dependendo da intensidade, frente aos olhos de quem assim se encontra. Até um “bom dia” dado a ela torna-se incômodo, podendo desencadear como resposta, desde um “grunhido” ininteligível até algo muito mais mal educado.

É natural que vez ou outra nos encontremos mal humorados. Porém, há uma grande parcela de pessoas que o possuem cotidianamente. O mau humor desencadeia uma onda dissonante no ambiente, envolvendo todas as pessoas que se encontram nele. Tem efeitos desastrosos, pois é contagioso, contaminando a tudo e a todos. A tudo porque qualquer assunto que estiver sendo tratado ganha um invólucro negativo, e a partir daí, sempre que for abordado trará à lembrança dos envolvidos o clima que existiu sobre ele anteriormente. A todos por que o registro mental que ficou é de tensão e até estresse.

O marido chegou irritado, mesmo sem ter causa aparente. Disse isso à sua esposa e filho: “Não sei o que está havendo comigo, mas estou com um humor do cão”. (Sabemos que “humor do cão” é usado quando não se está bem). A esposa descuidadamente faz uma colocação inadequada ao marido, o que o leva a se recolher. “Seu filho entendeu que a reação do pai era por algo com ele, o que o fez fechar a cara” quando se encontraram.
Exemplo corriqueiro no dia a dia familiar, não acham? Dois ou mais dias serão necessários para que esse estado entre eles se altere, diluindo as tensões e voltando a ser harmônico.
Se o pai se livrou do mau humor e chega trazendo um bom sorriso e comentários positivos sobre algo, o pensamento dos demais se assemelha a: “Primeiro nos agride e depois vem como se nada tivesse acontecido”.

Texto Revisado


Publicado dia 3/2/2018
  estamos online

Gostou?    Sim    Não   

starstarstar Avaliação: 3 | Votos: 259




Veja também
© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade











auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa