Autoconhecimento Autoajuda e Espiritualidade
 
auravide auravide

Identificando o verdadeiro amor

por Margareth Maria Demarchi
Identificando o verdadeiro amor

Publicado dia 11/6/2012 em Psicologia

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp


Vamos começar com a música romântica de Vinicius de Moraes:  

Quando a luz dos olhos meus
e a luz dos olhos teus
Resolvem se encontrar
Ai, que bom que isso é, meu Deus
Que frio que me dá
O encontro desse olhar

Mas se a luz dos olhos teus
Resiste aos olhos meus
Só pra me provocar
Meu amor, juro por Deus
Me sinto incendiar
 
Meu amor, juro por Deus
Que a luz dos olhos meus
Já não pode esperar
Quero a luz dos olhos meus
Na luz dos olhos teus
Sem mais larirurá
Pela luz dos olhos teus
Eu acho, meu amor
E só se pode achar
Que a luz dos olhos meus
Precisa se casar

Identificar o verdadeiro amor ainda é uma tarefa que exige muito conhecimento de si para perceber e reconhecer todos os sinais (aqui é importante esclarecer que existem pessoas que possuem dificuldades em se valorizar e acabam mantendo relacionamento com uma pessoa que pouco valoriza e respeita, mas sente o outro (a) como a parte que lhe falta para sentir melhor. Esse tipo de relacionamento gera competitividade e a sua base é no controle).

Todo encontro começa com um olhar.

Quando a luz dos olhos meus e a luz dos olhos teus resolvem se encontrar, os corpos correspondem mesmo querendo disfarçar. Se tiver facilidade de olhar, vai perceber como os olhos falam mais do que mil palavras. 

Quando percebe que ela (e) está caminhando em sua direção uma enorme alegria toma conta do coração.

A comunicação é solta e tranqüila como se já se conhecessem antes.

O corpo relaxa ao perceber que o sentimento é compartilhado igualmente por ambos.

Quando olha nos olhos dele (a) é como se pudesse ver a sua alma.

Você sente autentica na relação de amor. 

O toque é um convite já esperado.

A intimidade acontece naturalmente, como uma vontade que vai crescendo aos poucos e ao concretizar se sente livre e completamente segura (o) para desfrutar sem preconceitos onde os dois tornam-se aprendizes um do outro. O feminino explora o masculino e o masculino explora o feminino sem pressa e totalmente atento à sensibilidade de cada carícia. O sexo é  entrega do corpo que guia todos os movimentos e permanece sintonizado na emoção que pulsa cada vez mais forte os corações.

Ao acordar, sente-se feliz por adormecer ao seu lado. O tempo passa e o vínculo aumenta.
Seus olhos e os olhos dele (a) sempre são acolhidos sem resistências e com total sentimento de transparência.

O amor é sentido no íntimo através da troca de carinho e respeito.


 
Como diz Vinicius Moraes, no final da música: 

Que a luz dos olhos meus precisa se casar, e assim, pode dizer que identificou o amor.

Texto revisado

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp
  estamos online

Gostou deste Artigo?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 4

Autor: Margareth Maria Demarchi   
Visite o Site do autor e leia mais artigos..   


Veja também
artigo Transcomunicação Instrumental
artigo A liberdade de ser
artigo Você sabe quais os benefícios de um atendimento de radiônica?
artigo Do Oran Mor aos corações apaixonados pela Luz

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.





horoscopo


auravide

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa