auravide auravide

Intoxicação de gente


Facebook   E-mail   Whatsapp

Nos últimos tempos me pressiona uma dúvida cruel.
Quis a vida que eu desenvolvesse uma doença grave, agora sob controle, e como nem tudo pode ser tão ruim, meu infortúnio serviu para descobrir que grande parte das pessoas com quem convivia e outros que tinha como amigos e os cultuava como tal, eram mágicos.
Repentinamente descobri que eram mestres na arte de desaparecer. E por mais que eu insistisse, não consegui fazê-los reaparecer, uma vez que não sou afeto a truques, principalmente sub-reptícios.

São tipos que nós podemos chamar de amigos instrumentais. Nós, e me perdoem o plural, de boa fé, descobrimos que estas pessoas não cultuam amizades autênticas. Só interesses. Para eles o que mais importa é estar ligado em algum tipo de programa de mensagens instantâneas, que permite falar com uma pessoa ou relacionar-se com outra, possibilitando até ter uma lista de "amigos virtuais" e eventualmente acompanhar o entra e sai dos seus passos.
Afinal de contas, os programas de mensagens instantâneas da vida nos torna dedorrágicos - falamos pelos dedos - e ficamos muito mais corajosos do que quando romanticamente brigávamos com outros por telefone. Hoje estamos quase sem identidade, pois afinal, agora ninguém mais sente as oscilações reveladoras da nossa voz e ficar frente a frente com alguém está ficando praticamente desnecessário.
Outro dia, li um artigo no qual estava omitido o autor, achei espetacular ele estar definindo que era crescente o número de "gente que se sente intoxicada de gente" e vai daí que cada um inventa um tipo de fuga do tipo amor com prazo de validade, ficando, em um relacionamento faz-de-conta. E eu, ao ler aquele artigo que não consegui descobrir o autor, mas de tudo que ele mais falou foi sobre amizade.

Imediatamente, lembrei-me da extraordinária sensação de carinho ao receber no peito o impacto das patas dos meus cachorros quando vieram ao meu encontro, festejando a minha chegada depois de uma temporada hospitalizado, lambendo meu rosto e minhas mãos, latindo alucinados de alegria abanando a cauda aceleradamente, como que criticando as minhas inexplicáveis ausências, enquanto os amigos do relacionamento faz-de-conta não conseguem arrumar nada mais que um bichinho eletrônico, frio e recarregável, pois ao acabar a bateria pode ter o lixo como destino.

Tive um professor na faculdade que nos falava a cada início de aula: "hoje é o primeiro dia do resto da minha vida". O ditado pode até estar meio desgastado, mas para mim é mais atual do que nunca, pois aqueles que o pronunciam ao acaso pouco sabem da sua grandeza, o que não o torna menos verdadeiro.
É tempo de levar em consideração os erros cometidos e aproveitar os acertos. Terei que recomeçar a minha própria história, aplicando o que aprendi durante este tempo, a partir do primeiro passo na calçada além do jardim do hospital.
Conclui que mesmo saindo dali sem ter um certificado de garantia da vida, todos os meus sentidos estão mais apurados.
Tenho tempo para reavaliar tudo o que me for permitido, junto com aqueles que me amam, que com o que aconteceu só me enriqueceram de estímulos em direção à vida e continuarão enriquecendo cada minuto que eu viver, desprovido de outra ambição que não seja o amor.
Não devemos aceitar que amizade está em declínio. A vida é democrática. Podemos escolher entre correr o risco de ter gente por perto, ou morrer de solidão.  

Texto revisado
Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 16


estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

foto-autor
Conteúdo desenvolvido por: Nilton Salvador   
Escritor amador - Articulista em jornais, revistas, sites, grupos e listas de discussão, do ponto de vista bio-psico-sócio-espiritual. Autor dos livros: Vida de Autista; Autismo - Deslizando nas Ondas; Deficiência ou Eficiência – Autismo uma leitura espiritual; Vivo e Imortal - Ensinando a Aprender; Adoção - O Parto do Coração. Brasileiro.
E-mail: rosandores@gmail.com | Mais artigos.

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Psicologia clicando aqui.

Veja também
© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade










Receba o SomosTodosUM
em primeira mão!
 
 
Ao se cadastrar, você receberá sempre em primeira mão, o mais variado conteúdo de Autoconhecimento, Astrologia, Numerologia, Horóscopo, e muito mais...


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa