auravide auravide

Meu conceito de Compaixão!

por Paulo Salvio Antolini

Publicado dia 16/9/2020 em Psicologia

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp


Em 2009, escrevi sobre a Compaixão. Em maiúscula porque considero um sentimento nobre. Quando disse a um cliente meu conceito, ele me olhou intrigado e me pediu que explicasse melhor.
Para tal, relembremos como defini Compaixão.

“Compaixão é a compreensão amorosa sobre a limitação temporária de alguém!”
 Significa que tenho em mim a crença que todos podemos melhorar. Acreditar na capacidade humana de se aprimorar e, principalmente, acreditar que nossa missão nesta vida é, basicamente, nosso crescimento e evolução em todos os sentidos.

Ter a compreensão é ter o entendimento das dificuldades humanas. Não significa, em seu nome, sermos omissos ou permissivos.
Ter a compreensão amorosa significa perceber a situação como ela realmente é, agir coerentemente com o que esta situação exige, porém, sem o julgamento crítico que reduz o outro a zero. É fazer o que precisa ser feito, sem a maldade ou a altivez de quem se intitula o dono da verdade.

É ter a consciência que ninguém é superior ou inferior a alguém e que em um futuro, próximo ou distante, aquele que hoje não está bem, terá vencido seus obstáculos e poderá inclusive estar nos ensinando o que ainda não sabemos, pois seremos nós a estarmos na limitação temporária.

Limitação temporária: bloqueio, dificuldade, obstáculo que existe agora, mas será vencido a qualquer momento.

Na visão espiritualista, onde a morte não existe, a superação irá ocorrer ou nesta existência, ou nas próximas, porém, com certeza, ocorrerá.

Em varias situações de consultório escutei: “essa pessoa não tem jeito, não tem solução, não mudará nunca!” Então, eu pergunto: você acredita em Deus? “É claro!”, resposta pronta e imediata. Então falo que é impossível acreditar em Deus e não ter FÉ! Pois crer em Deus é ter em si um estado de FÉ, cultivado a cada momento.

Crer não pode ser e não é algo sentido apenas em um momento. A FÉ é um estado permanente e que se manifesta exatamente nos momentos mais desafiadores de nossas vidas.

Quando temos Compaixão, temos também uma ação de Generosidade com aqueles que mais necessitam.

Texto Revisado

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp
  estamos online

Gostou deste Artigo?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 20

foto-autor
Autor: Paulo Salvio Antolini   
Visite o Site do autor e leia mais artigos..   


Veja também
artigo Treinando a não-mente
artigo Horário
artigo Ativação dos sentidos interiores
artigo Amigos extrafísicos

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.


auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa