auravide auravide

MOTIVAÇÃO e MUDANÇA

por Cássia Marina Moreira

Publicado dia 18/9/2008 em Psicologia

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp


Por que precisamos ser motivados a fazer alguma mudança?

O que é motivação? É estar interessado, ter curiosidade sobre algum assunto (Dicionário Aurélio).

E motivo, o que é? É a razão que explica a ação de alguém (Dicionário de psicologia).

Podemos dizer que é um fator psicológico - consciente ou não - que predisponha o indivíduo, animal ou ser humano, a efetuar certos atos ou a tender para certos objetivos.

Porém, nem sempre é fácil romper com o que está pré-estabelecido, com o que já estabeleceram para nós, há muito tempo. Nisso podemos às vezes incluir facetas da nossa personalidade.

O ser humano é naturalmente acomodado, embora passe um bom tempo do seu dia ou da vida se queixando ou tentando fugir de uma rotina. Quando criamos um hábito, ele acaba por permanecer, seja bom ou ruim.

Alguns exemplos: 6ª-feira é dia de cerveja; almoço de domingo é na mamãe; caminhadas no parque; happy hour; futebol e tantos outros. Por vezes nem percebemos o quanto isso nos escraviza, por vários motivos, mas sempre me pareceu que o mais assustador nesta história é o trabalho que dá mudar. Pois sabemos antecipadamente que teremos que arregaçar as mangas e colocar as mãos na massa para que a mudança ocorra.

Então, pensei: se a idéia deste artigo é motivar mudanças, por que não começar por ele? E foi perguntando às cartas do tarô que encontrei bons motivos para trabalhar justamente este tema. E dessa forma não falar só e tão diretamente de duas ou três Essências D’Água, mas aproveitar a linha direta que as cartas do tarô sempre encontram de uma forma ou outra para nos falar de certas coisas.

Vou descrever bem rapidamente as cartas que saíram e contar para vocês a minha visão
dessas cartas, e como amarrei a motivação e a mudança com apenas três das ‘poderosas’ cartas do tarô.

A 1ª carta que saiu para trabalhar o texto é também a primeira carta do tarô: a carta do Louco, que penso ser a figura do ser humano, confuso e indeciso; com o medo que sente de se atirar do penhasco, mesmo sabendo que só a partir daí é que terá início sua aventura no mundo. Esta é carta de todos nós quando resolvemos sair do aconchego, daquilo que já conhecemos, seja ele qual for e nos lançarmos para uma mudança de vida. Mas tudo sempre dependerá da permissão interna ou da motivação que podemos nos dar. O sinal verde para irmos em frente e abraçar o novo, o diferente, deixando de lado o medo e acreditando que mesmo neste novo caminho estaremos seguros.

E foi assim que a 2ª carta apareceu, completando o texto que estava escrevendo. A carta do Mago, que para mim se trata de uma das mais belas cartas, pois ela só se apresenta ao Louco depois que ele se põe a caminhar na vida. É seu protetor, o anjo ou mentor, aquele que estará junto dele por toda a sua jornada. É a carta que nos dá uma ‘lasquinha’ do nosso poder inconsciente e sempre que estamos perdidos mostra-nos por qual dos caminhos devemos seguir. O Mago é aquele que pode surgir subitamente e nos fazer descobrir que sabemos mais do que imaginávamos saber, trazendo dos confins do nosso inconsciente respostas para as nossas aflições.

A 3ª e última carta que apareceu para terminarmos este texto com chave de ouro, foi a da Torre. A única estrutura construída pelo homem que está entre os Arcanos Maiores, e que nos mostra claramente o porquê se torna mais e mais difícil mudar. A Torre representa a dura estrutura dos valores já superados; aquilo que já sabemos que não queremos mais, mas que ainda poderosamente nos mantém pregados no mesmo lugar, fixados e irredutíveis perante nossa motivação e vontade de mudar.

Esta carta significa a "queda da Torre" e quando sai num jogo mostra que a despeito de querermos ou não, a Torre irá tombar, e não por conta de uma fatalidade ou do destino, mas porque algo bem lá dentro de cada um de nós chegou a seu limite e já não pode ser contido. Este será o momento em que finalmente poderemos nos libertar das angústias que as falsas aparências nos causam; é poder perceber que a permissão interna já foi dada e só nos resta, então, aceitar as mudanças.

Espero ter conseguido mostrar para todos como podemos fazer inúmeras propostas de mudança para qualquer coisa na vida. E é através deste Mago, deste mentor que habita o inconsciente do Louco, que podemos fazer escolhas e encontrar saídas, mesmo em meio aos escombros da queda da Torre.

Sendo assim, espero que o Mago que está dentro de cada um possa guiá-los em suas escolhas no teste com as Essências D’Água, mostrando assim como a vibração da fórmula que você escolheu pode abrir portais e ajudar nas mudanças necessárias para a sua vida neste momento.

E para saber mais e melhor sobre estas cartas do tarô, consulte "O tarô mitológico", livro de Juliet Sharman-Burke e Liz Grenne, Ed. Siciliano.

Texto revisado por Cris

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp
  estamos online

Gostou deste Artigo?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 8

foto-autor
Sobre o Autor: Cássia Marina Moreira   
Cássia Marina Moreira Psicóloga / Terapeuta Floral - Vibracional Pesquisadora do Sistema das Essências Vibracionais D´Água
E-mail: [email protected]
Visite o Site do autor e leia mais artigos.


Veja também
artigo Treinando a não-mente
artigo Horário
artigo Ativação dos sentidos interiores
artigo Amigos extrafísicos

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.


auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa