auravide auravide

O lado oculto dos problemas afetivos


Facebook   E-mail   Whatsapp

Um relacionamento afetivo diz muito sobre os complexos, bloqueios e traumas que uma pessoa possui.
Normalmente isto é transmitido de geração para geração, em termos psicológicos falamos em complexos transgeracionais.

O útero é um caldeirão de emoções, o bebê fica submerso neste campo emocional durante nove meses. Ao nascer permanece no inconsciente pessoal da mãe, por mais um ano.

Caso a mãe tenha passado por grandes turbulências emocionais durante o período gestacional, isto pode gerar um grande impacto na vida afetiva desta criança, quando se torna uma pessoa adulta. Vou me ater nesta área, mas isto também pode causar efeitos nocivos nas demais.

O relacionamento afetivo é uma bússola, emocional e psíquica, pois mostra exatamente os pontos nevrálgicos para a melhoria interna.

Geralmente aquilo que mais machuca precisa ser olhado de perto, porque pode ser uma ferida transgeracional e por isto mesmo se faz necessário esta averiguação, de preferência com aprofundamento e pesquisa.

Caso contrário, corre-se o risco de camuflar a causa, quando uma pessoa trata isto de forma superficial.

Para elucidar farei um paralelo com a odontologia que seria assim:

Um dente específico foi diagnosticado e direcionado para a realização de um canal. Agora imagine, que o profissional contratado, que neste exemplo seria o dentista, faz somente uma limpeza e aplica um flúor neste dente ferido.

Quando a realidade pede outras medidas, o canal, que é mais profundo e vai até a causa.

Como este dente ficará depois de 3 anos? Será que esta pessoa sentirá dores neste dente?

Obviamente nem todos os dentes precisam de um canal, isto acontece porque uma cárie avançou e o canal foi o último recurso antes da extração definitiva deste dente.

E o que isto tem a ver com o relacionamento afetivo e as feridas transgeracionais?

Tudo.

Pois tende-se na correria do dia a dia, não olhar para aquilo que realmente é importante e fará toda a diferença na vida do ser.

Como a área afetiva e as feridas transgeracionais não são vistas a olho nu, existe uma forte tendência em ignorar tudo isto, até que os sintomas e as dores emocionais se tornam insuportáveis.

A fuga infelizmente ainda é um recurso muito utilizado pela maioria das pessoas, que sabe no fundo que a situação não está boa, no entanto, mesmo assim ela continua levando a vida do jeito que está. Em termos mais coloquiais a famosa frase: empurrando com a barriga.

Ao fazer isto, estas questões se acumulam, tanto as feridas transgeracionais, adquiridas no ventre da mãe, quanto aquelas que a pessoa vai adquirindo ao longo da vida, com os relacionamentos afetivos do passado que não foram plenamente resolvidos.

Por isto o relacionamento afetivo na minha opinião é uma bússola emocional fortíssima do autoconhecimento, autocura e expansão de consciência. Por que quando a dor bate na porta, seja por alguma traição, desconforto extremo, inquietação e ansiedade nesta área, a pessoa invariavelmente busca ajuda.

Quando ela faz isto, consegue ir até a causa e se autocurar. Mas isto se ela se tratar com um profissional que sabe como trabalhar com os complexos transgeracionais.

Se esta pessoa busca alguma abordagem ou técnica que não aprofunda em sua situação, o que pode acontecer é o seguinte:
  1. Não resolver a questão de forma definitiva;
  2. Piorar a situação a curto, médio e longo prazo;
  3. Se sentirá frustrada consigo mesma e com a vida, por não conseguir avançar em sua área afetiva.
Estes são só alguns exemplos, existem outros que varia de pessoa para pessoa.

Uma área afetiva estruturada, leve e equilibrada favorece a pessoa em todas as áreas da vida. Pois ela consegue ter serenidade, para avançar profissionalmente, financeiramente, na família, na saúde e consequentemente aumenta de forma considerável a sua qualidade de vida.
Tudo isto que citei acima vou trabalhar na minha nova mentoria afetiva premium, costumo abrir poucas vagas, pois acompanho de perto a pessoa por 30 dias + 11 meses via plataforma. Caso queira conhecer a Mentoria e se inscrever CLIQUE AQUI
 
Caso queira somente alguns exercícios terapêuticos de alinhamento afetivo CLIQUE AQUI

Agora se deseja iniciar um tratamento terapêutico comigo CLIQUE AQUI 
 
Gravei uma meditação de limpeza e centramento no meu canal do YouTube, para ouvir CLIQUE AQUI aproveite e se inscreva, vou adorar te ver por lá também.

Cuide-se com amor!

Grande abraço.

Instagram CLIQUE AQUI
 
 Adriana Mantana
 
Texto Revisado

Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 336


estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

Conteúdo desenvolvido por: Adriana Mantana   
Terapeuta Junguiana, Consteladora, Renascedora, Terapeuta de Integração Quântica do Ser®, Facilitadora do Jogo Maha Lilah, Terapeuta ThetaHealer®, Terapeuta de Barras de AccessT, Floral de Bach, Radiestesista, Operadora de Mesa Quântica Radiônica, Cromoterapia, PNL, Mestre em Reiki Usui, Cristaloterapeuta, Giver Deeksha, Ativista Quântica.
E-mail: adrianagcl@gmail.com | Mais artigos.

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Psicologia clicando aqui.

Veja também
© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade










Receba o SomosTodosUM
em primeira mão!
 
 
Ao se cadastrar, você receberá sempre em primeira mão, o mais variado conteúdo de Autoconhecimento, Astrologia, Numerologia, Horóscopo, e muito mais...


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa