auravide auravide

Os dois tipos de Psicoterapia


Facebook   E-mail   Whatsapp

Até hoje existia apenas um tipo de Psicoterapia, seguida por todas as Escolas psicoterápicas, desde as ortodoxas até as mais recentes: a psicoterapia dos sentimentos. Há séculos, todos nós temos utilizado esse paradigma, o de tratar os sentimentos das pessoas que nos procuram no consultório. Os seus sentimentos são o nosso foco, onde colocamos a nossa atenção; mas surge agora uma nova maneira de tratar as pessoas, através da mudança do seu pensamento, do seu modo de ver a sua vida, sua infância, de uma maneira tradicional, mas revolucionária: a Psicoterapia Reencarnacionista, a Terapia da Reforma Íntima.
Nós, psicoterapeutas, estamos sempre tentando ajudar as pessoas a melhorarem os seus sentimentos, aliviarem as suas dores, suas mágoas, seus ressentimentos e raivas, suas críticas, na esperança, de que, quem sabe, com anos de terapia, com inúmeras sessões, elas evoluam para sentimentos mais nobres, libertem-se. E realmente, com as terapias, sejam ortodoxas, “modernas”, oficiais, alternativas, muitas pessoas melhoram os seus sentimentos, perdoam seus algozes, uma grande parte consegue amenizar os sofrimentos emocionais e após anos de terapia, os pacientes podem afirmar que estão melhores, que amenizaram a sua vida, que acalmaram os seus sentimentos subterrâneos ou vulcônicos, que convivem melhor com os demais, até com os causadores dos seus males, que estão vivendo de uma maneira satisfatória, trabalhando melhor, sentindo-se leves e felizes. E a nossa missão, a dos psicoterapeutas, vai-se realizando, e seguindo o nosso trabalho sentindo que estamos fazendo o possível e, em muitos casos, estamos conseguindo.
Nesse tempo todo temos fracassado em nossa boa intenção de realmente curar as pessoas de suas feridas, e nos curarmos das nossas, por um motivo muito simples: a história de vida que elas nos contam e a nossa própria história de vida não é a história verdadeira, ela é a história aparente criada por uma estrutura muito superficial da nossa personalidade: a nossa persona. E a persona, desde a infância, lê as coisas, vê a realidade à sua volta da maneira como consegue, como é capaz, com a visão superficial característica de sua própria superficialidade, e que parece real, mas não é. A persona é uma ilusão que criamos a nosso respeito e a sua história é, então, a ilusão da ilusão. E essa visão ilusória é a que acreditamos e ela mimetiza-se em nossos sentimentos e, quando vamos realizar um tratamento psicoterápico, é essa história que contamos para nosso terapeuta que, por também acreditar na sua própria história ilusória, acredita na nossa e resolvemos, então, em conjunto melhorarmos os sentimentos que vêm junto com ela, e às vezes temos sucesso ou fracassamos.
Mas, mesmo quando temos sucesso e os sentimentos suavizam-se, todos fracassamos no principal, pois a história na visão da persona permanece a mesma, e ela arrasta-se a vida toda, até que um dia morremos, desencarnamos, subimos para o Mundo Espiritual e lá em cima, gradativamente, vamos recordando a nossa história verdadeira e ela é sempre bem diferente daquela que acreditávamos. Pois a história verdadeira é a história do nosso Espírito e passamos uma vida toda acreditando numa história, a da nossa persona, que parecia tão real, tão coerente, mas que era, na verdade, uma casca apenas superficial, aparente, de uma história bem mais profunda, bem mais antiga, a verdadeira, a que se escondia por trás do que chamamos de “as ilusões dos rótulos das cascas”.
Com o ingresso da Reencarnação no consultório, as histórias das personas começam a ser questionadas e embora seja difícil sabermos a nossa história verdadeira e das pessoas que vêm buscar esse tipo de tratamento, uma coisa sabemos: aquelas histórias, recheadas de mágoa, de sentimento de rejeição, de raiva, de crítica, de indignação, não são as histórias verdadeiras do Espírito daquelas personas, são as histórias que foram lidas dessa maneira, desde a infância, seguiram sendo lidas nas adolescências, na vida adulta e na imensa maioria dos casos até a velhice chegar e até a hora da morte. Para ajudar as pessoas a começarem a questionar a sua história de vida, fazemos um exercício muito interessante nas consultas e nas aulas do Curso: “Conte a sua história de vida a partir de um ano antes de sua fecundação”. Faça esse exercício e durante e depois dele, a visão que você tinha de sua infância, de seus pais, de sua família, nunca mais será a mesma.
Após a morte do nosso corpo, nós subimos para o Mundo Espiritual e lá, aos poucos, nos libertamos dos nossos rótulos e conseqüentemente de nossa persona e, na medida que isso vai acontecendo, vamos percebendo que passamos uma vida toda acreditando em uma visão da nossa vida, em uma história que, agora, começa a diluir-se, até desaparecer por completo. Aqui embaixo éramos o filho ou a filha de alguém, o pai ou a mãe de alguém, tínhamos um nome e um sobrenome; tínhamos um gênero sexual, pertencíamos a uma raça, tínhamos uma cor de pele, uma nacionalidade, e aos poucos, no Mundo Espiritual, vamos deixando de ser tudo isso, vamos perdendo os nossos rótulos, como se fôssemos nos descascando, descascando, e o que vai surgindo? Nós mesmos, uma Essência, uma estrutura energética, o nosso aspecto verdadeiro, e lá encontramos, muitas vezes vendo o Telão, a nossa história verdadeira, bem diferente daquela história que a nossa persona passou a vida inteira acreditando, tão certinha e coerente, que contávamos para as pessoas, para os nossos terapeutas, e nós acreditávamos nela, e todos acreditavam nela, pois todas as pessoas passam toda a sua encarnação acreditando em suas histórias, sem perceber que são as histórias criadas pelas nossas personas e as nossas personas são apenas cascas temporárias, de rótulos temporários, e que um dia sucumbem e deixam vir à tona, aos poucos, lá em cima, no local da libertação, a história verdadeira.
Após 15 anos ouvindo histórias de vida de milhares de pessoas e escutando, durante as regressões e as suas vivências no Mundo Espiritual, a Psicoterapia Reencarnacionista adquiriu a sua forma atual, de ser a Psicoterapia do pensamento, mostrando para as pessoas que a sua história de vida, aquela na qual sempre acreditou, nada mais é que uma história temporária, provisória, de uma estrutura também temporária e provisória, a história da sua persona, que lê essa sua vida apenas desde a infância e acredita que ela é real, mas é apenas um pequeníssimo fragmento de uma história muitíssimo mais antiga, mais profunda: a história de Si mesmo.
Questionar as histórias das personas e ajudar as pessoas a encontrar a sua história verdadeira, a da sua Essência, é o modus operandi dessa terapia espiritual, a terapia da libertação, aqui na Terra de volta para nossa Casa, não nos assustemos e nos envergonhemos quando nos mostrarem o Telão. A mudança do Raciocínio não-reencarnacionista da nossa infância e da nossa vida para um raciocínio reencarnacionista, diminui por si só os sentimentos negativos que, geralmente, é o que viemos fazer aqui na Terra desta vez, a nossa proposta de Reforma Íntima.
Conte-me a sua história a partir de um ano antes de sua fecundação...



Texto revisado
Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 204


estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

foto-autor
Conteúdo desenvolvido por: Mauro Kwitko   
CURSO DE FORMAÇÃO EM PSICOTERAPIA REENCARNACIONISTA E REGRESSÃO TERAPÊUTICA - Inscrições abertas Porto Alegre, São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília, Recife e Salvador
E-mail: [email protected] | Mais artigos.

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Psicologia clicando aqui.

Veja também © Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade










Receba o SomosTodosUM
em primeira mão!
 
 
Ao se cadastrar, você receberá sempre em primeira mão, o mais variado conteúdo de Autoconhecimento, Astrologia, Numerologia, Horóscopo, e muito mais...


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2022 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa