auravide auravide

Perturbações Psicossomáticas


Facebook   E-mail   Whatsapp

O termo «perturbação psicossomática» não tem uma definição precisa. Na maioria dos casos aplica-se às perturbações que se consideram originadas por fatores psicológicos. No entanto, não existem perturbações físicas que sejam originadas exclusivamente por fatores psicológicos. Mais ainda, uma perturbação física tem necessariamente de incluir um componente biológico (um fator essencial para que a doença ocorra).

Interação Corpo-Mente

Uma pessoa que está ansiosa ou deprimida pode exprimir uma preocupação através de um problema físico. Este fenômeno é mais freqüente nas pessoas deprimidas que parecem incapazes de aceitar que os seus sintomas são primariamente psicológicos. A depressão pode conduzir à insônia, à perda de apetite, à perda de peso e ao cansaço extremo. Em vez de dizer «estou tão deprimido», a pessoa julga que a causa da sua sintomatologia é provocada por uma perturbação física. Isto é conhecido como depressão «mascarada». Algumas pessoas são capazes de admitir que se encontram deprimidas, mas então, tratam de o explicar como resultado de uma perturbação física.

Sintomas de Conversão

Um mecanismo pelo qual o stress psicológico e social pode determinar uma doença é a conversão. Na conversão, a pessoa inconscientemente transforma um conflito psicológico num sintoma físico. Isto desvia a sua atenção de um problema emocional perturbador para um problema físico que pode ser menos temível. Qualquer sintoma virtualmente imaginável pode transformar-se num sintoma de conversão. Às vezes, um sintoma de conversão é uma metáfora do problema psicológico. Por exemplo, uma pessoa com dor no peito pode estar sofrendo simbolicamente a dor de um coração ferido depois de ser rejeitada por um ente querido, ou uma pessoa com dor nas costas pode estar a sentir que os seus problemas são demasiado difíceis de suportar.

Um sintoma de conversão pode também se originar por identificação com alguma outra pessoa que teve esse sintoma. Por exemplo, uma pessoa pode ter uma dor no peito, sugerindo a possibilidade de um ataque cardíaco, depois de algum dos seus progenitores, familiares ou companheiros de trabalho ter sofrido um ataque cardíaco prévio. Ou um homem pode desenvolver o sintoma de dor torácica à medida que se aproxima da idade com a qual o seu pai morreu de ataque cardíaco.

Finalmente, o sintoma de conversão pode não ser nem uma metáfora nem o resultado da identificação com outra pessoa, mas a reedição de um sintoma de uma perturbação física prévia. Por exemplo, uma pessoa que uma vez teve uma fratura óssea dolorosa pode voltar a sentir aquele tipo de dor óssea como expressão de um sintoma de conversão. Uma pessoa que apresenta episódios de dor torácica devida a uma doença coronária (angina) pode, às vezes, experimentar uma dor similar como expressão de um sintoma de conversão (a dor então recebe o nome de pseudo-angina).

Os sintomas de conversão diferem da perturbação de conversão porque nesta os sintomas físicos assemelham-se mais freqüentemente aos de uma doença neurológica. Os sintomas de conversão são mais ligeiros e transitórios e afetam pessoas que não têm uma grave doença psiquiátrica subjacente. Qualquer pessoa pode ter sintomas de conversão. Os sintomas podem ser difíceis de diagnosticar para o médico e é provável que um doente que os apresente tenha de se submeter a várias provas de diagnóstico que assegurem que não existe uma perturbação física como origem dos mesmos.

De modo geral, os sintomas de conversão desaparecem com bastante rapidez depois de uma avaliação dos mesmos e de uma confirmação por parte do médico. Quando estes sintomas reaparecem ou se prolongam e chegam a ser incapacitantes, a causa pode residir numa perturbação somatoforme ( link ).

Expressões metafóricas que sugerem sintomas conversivos

«Ai, como me doem as costas!»
«Não posso suportar isso.»
«Só de pensar nisso fico doente.»
«Deram-me uma facada nas costas.»
«Isso me dá vontade de vomitar.»

Fonte:
https://www.manualmerck.net/?url=/artigos/%3Fid%3D107%26cn%3D948 Texto revisado por: Cris
Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 10


estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

foto-autor
Conteúdo desenvolvido por: Aurora de Luz   
Visite o Site do autor e leia mais artigos..   

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Psicologia clicando aqui.

Veja também © Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade










Receba o SomosTodosUM
em primeira mão!
 
 
Ao se cadastrar, você receberá sempre em primeira mão, o mais variado conteúdo de Autoconhecimento, Astrologia, Numerologia, Horóscopo, e muito mais...


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2022 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa