Autoconhecimento Autoajuda e Espiritualidade
 
auravide auravide

Recalques

por Tatiana Ito Coimbra
Recalques

Publicado dia 15/8/2011 em Psicologia

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp


São os desejos, idéias e sentimentos que, conscientemente, causam ódio ou mal-estar em uma pessoa, porém, inconscientemente, esses sentimentos/desejos, ficam latentes, presentes e reprimidos. Este processo pode causar doenças físicas e psicológicas. Obviamente, causam problemas sociais, pois, todos os recalcados são hipócritas, que criticam os desejos que têm em si, apesar de não conseguirem fazê-los morrer dentro de si.
A ausência de um desejo é diferente de escondê-lo debaixo do tapete do subconsciente. A vida vai fazer com que encare, insistentemente, situações para admitir este sentimento, e a cada vez, situações mais difíceis serão confrontadas, para que possa, de forma construtiva, transformá-lo, saindo do condicionamento imposto ou auto-imposto.

Isto é o que se fala de agressores dos homossexuais, das beatas/fanáticos religiosos que não aceitam outras religiões ou caminhos, de usuários de drogas legais que combatem as ilegais, dos machistas e das feministas, dos ateístas, dos catedráticos, dos dogmáticos e outros que impõem seu ponto de vista como se fosse o único possível. Temos de entender que a vida é feita das opções de cada um, da escolha de cada um, é por isso que Deus nos deu o chamado livre-arbítrio e que ninguém, por mais sábio que pareça, tem a verdade absoluta em nosso nível evolutivo.

Estas frustrações, com o passar dos anos, tornam-se perversões, que buscam agredir a si e aos outros. Não adianta renegar o que não se quer, fingir que não existe. Por exemplo, quando uma mulher finge que o marido não a agride, a situação só piora; quando os pais fingem que o filho não tem um problema, o problema se estende. A quem chame isto de amor, mas não, porque o amor é exatamente o contrário, é fazer com que o outro manifeste o que há de melhor em si. E mal conseguimos controlar nossa respiração, o dia todo, fazendo da forma como deve ser feita, então, como podemos apontar o que o outro tem de errado? A maioria das crianças dá um banho nos adultos no quesito respiração e no amor, pois vivem como nós, os homens e mulheres crescidos deveriam viver:

- Em verdade vos digo que, se não vos converterdes e não vos tornardes como uma criança, de modo algum entrará no reino dos céus. (Mt: 18).

Osho disse que o Ocidente tende a negar o mundo interior, só é rico em seu exterior, mas o Oriente faz o contrário, renega o mundo exterior e só é rico no mundo interior. Não é que temos de carregar algo, nem bens nem proteções são necessários, pois somente o que está vazio pode ser preenchido pela luz divina; entretanto, para sermos divinos não podemos renegar e nem carregar, tanto o Mundo material quanto o mundo interior.
Isto acontece porque somos comandados pela mente, que não é capaz de entender os dois opostos simultaneamente, o mundo interior e o exterior, a virtude e o pecado, a luz e a sombra. Tentar entender a dualidade não é possível, porque não é questão de entendimento é uma questão de entrega que se faz com o coração. E temos de agir para resolver, mas como?

Se tentarmos viver no agora, aproveitar e fazer o melhor possível, prestar atenção em como respirar, pensar, comer, amar, sempre, e extravasar os sentimentos, quando não pudermos nos manter no centro (como ensina OSHO, meditando ao fazer nossas atividades). No entanto, a maioria de nós é, no mínimo, um pouco recalcada, e quando o equilíbrio não for possível, choremos, rezemos, cantemos, dancemos, livres das amarras da etiqueta, dos bons modos, afinal, não somos produtos, escravos, nem máquinas, como Tempos Modernos de Chaplin nos mostrou, não temos de viver como o outro faz ou diz que temos de viver, porém, sim, conforme nosso coração manda. Hoje em dia chamamos isso de rebeldia, mas, poderia se chamar de busca das potencialidades.

Desta forma vamos, aos poucos, deixando os recalques de lado, desapegando da sombra, que é a ausência de Luz, da burrice, que é a ausência de sabedoria, da crueldade, que é a ausência de amor, da morte, que é ausência de vida (etc) e é o que nos mantém distantes do nosso coração, do êxtase que nos faz Uno, ausentes do Divino que, quando se manifesta dentro, explode fora do corpo; ausentes, inicial e principalmente, de amor que nos torna brutos, ainda precisando da dolorosa lapidação da vida terrena.

Texto revisado
Consulte grátis
Mapa Astral   Tarot   horoscopo


Gostou deste Artigo?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 29

Sobre o Autor: Tatiana Ito Coimbra   
Sessões de Telepatia e Magia grátis em Facebook Célula Universal https://www.facebook.com/C%C3%A9lula-Universal-194200277680431/, https://www.facebook.com/tatiana.i.coimbra, Twitter: @tatiana_ito Trabalho com magia, feitiços, curas espirituais, oráculos, objetos santos: https://tatianaito.blogspot.com/2020/01/trabalho-com-feiticos-magia-cura.html
E-mail: [email protected]
Visite o Site do autor e leia mais artigos.


Veja também
artigo Sabedoria
artigo Quais as deusas que habitam dentro em mim?
artigo Felicidade em suas asas
artigo Coração Ardente II

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




horoscopo

auravide auravide

auravide

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa