auravide auravide

Tudo começa com uma decisão


Facebook   E-mail   Whatsapp

Quando sai de casa para dar aquela palestra, naquela quinta-feira à tarde, eu não sabia direito o que iria acontecer. O convite chegara um mês antes, sem muitas informações. Um título, uma data, “me manda uma foto em alta resolução” e foi isso.
Quando cheguei, tinha preparado um material que incluía meu trabalha e um plus, um pouco sobre a minha vida. No final, não, não era isso que iria acontecer. Depois da primeira convidada eu vi: caramba, acho que me brifaram errado. Era para eu falar da minha vida. Cancelei o material que iria apresentar e resolvi falar, só falar mesmo. Sentada numa cadeira com um vestido de onça belíssimo, eu comecei a contar a minha história
Não vou entrar nos detalhes, mas basicamente contava o meu turning point, aquele ponto de mudança que tive de uma garota deprimida para a mulher que me tornei. Os olhos das pessoas enchiam de lágrimas e, lá pelas tantas eu falei: um dia, eu tomei uma decisão, a decisão de que eu não iria ser aquela garota doente.

Eu nunca tinha parado para pensar nisso mas foi exatamente o que aconteceu. Eu não queria, eu simplesmente não queria. Não queria ser a fracassada, a doente, a deprimida. Eu era estigmatizada como a que tinha medo até da sombra, a que não saia de hospital. Mas eu não queria. Eu rezava e pedia a Deus para me mandar a minha cura, cima de tudo. Eu pedi, eu orava, eu chorava.

E deu tudo certo. Um dia me vi lá, naquele palco, depois de mais de 20 anos de um profundo processo de cura. Não porque eu não queria ser gordinha ou pobre, mas porque eu queria ser livre. Livre para ser quem eu quisesse e eu sabia que teria que curar feridas profundas para isso.

No final é sobre isso. É sobre decidir. A cada passo do nosso caminho temos decisões a tomar e podemos, e devemos até mesmo, escolher por aquilo que nos fará felizes. Hoje eu ajudo mulheres que também tomaram essa decisão: a decisão de serem livres para serem quem elas quiserem. De ter o corpo, o rosto, a idade, o cabelo, a conta bancária e os relacionamentos que desejarem e não só o que parece que a vida trouxe para elas. Eu decidi. Eu fui a protagonista da minha história e hoje as pessoas querem parar para ouvir e se emocionar com ela.

Cara, estou me sentindo eu. Não melhor do que ninguém, mas melhor do que eu já fui. E isso não tem preço. Para seguir a minha história é só me procurar no @andreapavlo de todas as redes sociais.



 

Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 289


estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

Conteúdo desenvolvido por: Andrea Pavlo   
Psicoterapeuta, taróloga e numeróloga, comecei minhas explorações sobre espiritualidade e autoconhecimento aos 11 anos. Estudei psicologia, publicidade, artes, coaching e várias outras áreas que passam pelo desenvolvimento humano, usando várias técnicas para ajudar as mulheres a se amarem e alcançarem uma vida de deusa.
E-mail: [email protected] | Mais artigos.

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Psicologia clicando aqui.

Veja também © Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade










Receba o SomosTodosUM
em primeira mão!
 
 
Ao se cadastrar, você receberá sempre em primeira mão, o mais variado conteúdo de Autoconhecimento, Astrologia, Numerologia, Horóscopo, e muito mais...


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2022 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa