auravide auravide

Vamos começar a elogiar?


Facebook   E-mail   Whatsapp

Olá. Estava no Metrô vindo da rodoviária de São Paulo para a Vila Clementino, um percurso que levou 25 minutos, passando e parando por 12 ou 13 estações. O mesmo percurso de carro levaria no mínimo 50 minutos.
Com a satisfação de quem chega rápido em casa, lembrei de quantas vezes pelas rádios, só ouvi críticas a ele. A linha que parou, a energia que caiu e outras mais. Você já teve a resistência de seu chuveiro queimada? Sua máquina de lavar ou geladeira já teve algum problema?

Pois é. Tudo que é constantemente usado sofre desgastes e, mesmo com manutenções preventivas, é passível de panes. A competência da gestão está na rapidez da ação para a correção, e não no fato de não acontecer.

Pensava nisso e observava a limpeza do vagão em que me encontrava. Eram 11:40h e esse comboio estava em uso desde as 6:00h da manhã. Lembrei também das críticas quanto à higiene dos vagões e nesse exato momento vi uma mãe, com suas duas filhas, ela dando biscoitos às meninas e jogando os papeis no chão. Logo as migalhas foram fazer companhia aos papéis. Pronto. Uma foto daquele banco seria um sucesso de mídia para a crítica.

Mas uma crítica direcionada às pessoas erradas. Não é a administração do Metrô que a merece, mas nós, usuários, que não estamos educados para arcar com nossas obrigações e responsabilidades.

Não precisamos criticar aquela mãe, sua atitude fala por si só. Mas não devemos criticar aqueles que fazem pelo bem e que têm seus esforços ofuscados pelo uso inadequado da população, população esta ainda despreparada para ser uma extensão das responsabilidades coletivas.

Creio que um dia chegaremos lá. Outras nações já chegaram.

Mas uma das formas de começarmos a mudar isso é pararmos com as críticas e iniciarmos um movimento de reconhecimento do que é bom. Começarmos a elogiar, a falar mais alto sobre o bom e belo e menos sobre o que ainda há para melhorar. Não é fechar os olhos ao indevido, mas se tivermos que falar, que seja da forma correta e a quem devido. Isso é ser assertivo. Quer um exemplo? Se as calçadas estão esburacadas, ligue para a prefeitura onde será encaminhado para o departamento competente e registre sua reivindicação.

Olhe para sua casa. Sua família. Você só critica seu filho porque deixa as roupas jogadas e sapatos esparramados, ou você o elogia pela bela prova que fez? Só se queixa de seu marido, que parou para conversar com amigos, ou reconhece e demonstra reconhecer o quanto ele se esforça para o bem-estar familiar. Nem nota sua esposa porque quando chega ela ainda está nos afazeres domésticos, ou a elogia pelo gostoso jantar que acabou de preparar?

Colhemos o que plantamos. Pois então, vamos começar a plantar elogios para que eles sejam ressonantes e tragam resultados condizentes. Quem só é criticado não sente motivos para ser melhor. Quem é elogiado se vê reconhecido e faz por merecer mais e mais.

Vamos em tudo buscar o positivo, o elogiável e fazê-lo. O que deve ser corrigido façamos com amor no coração.

Seja na família, no trabalho, na religião, na política, enfim, vamos plantar mais beleza e compreensão. Quando isso ocorre, aqueles que estão no sentido inverso começam a se modificar sem a necessidade das acusações.

Texto Revisado

Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 2


estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

foto-autor
Conteúdo desenvolvido por: Paulo Salvio Antolini   
Visite o Site do autor e leia mais artigos..   

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Psicologia clicando aqui.

Veja também © Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade










Receba o SomosTodosUM
em primeira mão!
 
 
Ao se cadastrar, você receberá sempre em primeira mão, o mais variado conteúdo de Autoconhecimento, Astrologia, Numerologia, Horóscopo, e muito mais...


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2022 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa