Autoconhecimento Autoajuda e Espiritualidade
 
auravide auravide

Ajuste a sua sintonia interdimensional!

por Flávio Bastos
Ajuste a sua sintonia interdimensional!

Publicado dia 29/8/2012 em Vidas Passadas

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp


Muitos passam pela vida cumprindo normas, formalismos e obedecendo sem questionar, tudo que emana de um estado de coisas chamado "sistema". Outros terminam os seus dias no mundo do crime sem indagar se a experiência foi ou não válida. Outros, ainda, sucumbem na sintonia do remorso, da mágoa, da perda ou do ódio.

O estágio evolutivo de cada espírito reencarnado, somado à sintese de seu atual livre-arbítrio, determinam o nível de sua sintonia interdimensional, ou seja, a harmonia ou a desarmonia estabelecida entre as percepções sensoriais relacionadas à dimensão física e as percepções suprasensoriais associadas à sua natureza espiritual.

O apego excessivo a valores materialistas, torna fraco ou inexistente o fluxo energético que nos liga à transcendência e densa a energia que nos conecta à realidade física. Enquanto que o desapego consciente aos excessos da materialidade, intensifica o fluxo transcendental e gera uma sutil energia que nos liga à realidade espiritual.

O equilíbrio destas potencialidades, que representa a aceitação de ambas como energias inerentes à natureza humana, é o caminho que leva o indivíduo inteligente a conhecer-se melhor e a compreender os significados da vida.

Os processos obsessivos, geradores de patologias pelo organismo físico, são resultantes do desequilíbrio energético que desvincula o indivíduo da relação com a sua interdimensionalidade. Porém, nunca é tarde para que despertemos da inércia de nossas energias interiores e visualizemos o que é necessário para ativar o processo de interconexão.

Muitos indivíduos, perdidos no labirinto da inconsciência, não percebem que a saída está na luz de sua próprias consciências. Perambulam pelos tortuosos caminhos da existência, sem encontrar o lenitivo para as dores da alma. Acabam enfermos, desesperançosos e fixados na sintonia do sofrimento. Outros, despertos, percebem as origens de seus fracassos e ativam a energia interior responsável pelo ajuste de sua sintonia interdimensional.

Na vida, nada acontece por acaso e tudo tem uma razão de acontecer. Somos a consequência viva daquilo que fizemos ou deixamos de fazer em prol do bem. A energia que geramos é aquela que destrói ou constrói realidades que são compatíveis com o nosso momento vital. Somos agentes passivos ou ativos de nosso próprio destino, cuja realidade, repleta de caminhos sombrios ou iluminados, depende do senso de orientação interdimensional apurado durante as sucessivas vivências.

O processo que move os acontecimentos da vida inteligente não cessa de fluir. É o indivíduo, que com as suas fixações psíquico-espirituais, paralisa por tempo indeterminado ou torna lento o seu mecanismo, a ponto de sabotar o seu funcionamento ou até mesmo desligar o aparelho vital.

A vida proporciona aprendizados, mas a cegueira existencial impede que as suas lições signifiquem apropriação de conhecimento, porque é mais fácil desempenharmos papéis de vítimas no palco da vida, do que assimilarmos que o êxito é daqueles que lutam e superam obstáculos que a vida costuma oferecer a quem desperta para uma nova percepção de si mesmo inserido em um contexto de relações interdimensionais.

Neste sentido, despertar para as realidades paralelas que nos envolvem, sem perder o discernimento do que é físico, material, e o que é extrafísico, imaterial, é poder visualizar com os "olhos de ver e ouvidos de ouvir" o seu próprio processo vital repleto de experiências, aprendizados e significados. É adquirir um olhar que transcende os limites da matéria, sem perder o foco nas responsabilidades que nos ligam à realidade física.

No entanto, na maioria dos casos, sem uma intervenção que facilite o despertar de consciência para os significados da vida, dificilmente conseguiremos processar conscientemente a libertação da densa energia que nos aprisiona a sentimentos negativos sintonizados no passado.

Paradigma individual que precisa ser alterado para que possamos sentir a "brisa" da liberdade incondicional que toca a alma em sintonia com o corpo físico. Leveza que conseguimos com muito empenho na solução de nossos conflitos íntimos.

Portanto, ajustar a sintonia interdimensional é manter-se em equilíbrio psíquico-espiritual onde as potencialidades interagem em harmonia. É visualizar do "alto" de um conhecimento adquirido com muita luta interior, o quanto éramos condicionados por um modelo comportamental construído durante as múltiplas vivências do espírito imortal.



Texto revisado
Consulte grátis
Mapa Astral   Tarot   horoscopo


Gostou deste Artigo?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 321

Sobre o Autor: Flávio Bastos   
Flavio Bastos é criador intuitivo da Psicoterapia Interdimensional (PI) e psicanalista clínico. Outros cursos: Terapia Regressiva Evolutiva, Psicoterapia Reencarnacionista, Terapia Floral, Psicoterapia Holística, Parapsicologia, Capacitação em Dependência Química, Hipnose e Auto-hipnose e Dimensão Espiritual na Psicologia e Psicoterapia.
E-mail: [email protected]
Visite o Site do autor e leia mais artigos.


Veja também
artigo Você tem realmente esse tal Livre Arbítrio?
artigo Contrato com a morte
artigo Estesia
artigo A mudança deve ser interna

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.





horoscopo


auravide

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa